Black Sabbath: "minha atitude mudou em relação a tudo", diz Iommi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Jim Harrington do San Jose Mercury News, recentemente conduziu uma entrevista com o lendário guitarrista do BLACK SABBATH Tony Iommi. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

1273 acessosBlack Sabbath: Assista trailer de The End Of The End5000 acessosPagando mico: 10 maneiras de ser expulso ou humilhado em um show

Sobre o álbum de retorno da banda, "13", chegar ao topo das paradas de álbuns nos EUA, no início deste ano:

Iommi: "Estamos muito satisfeitos. Foi simplesmente um choque em ter nosso primeiro álbum a ficar na primeira posição (nos EUA) depois de quase 45 anos".

Sobre o porquê da tentativa de um novo álbum do Black Sabbath em 2001 não ter dado certo:

Iommi: "Simplesmente não deu certo. Ninguém estava de acordo. Então, nós abandonamos a idéia. Mas eu sempre pensei - ou, pelo menos, realmente esperava - que nós fizessemos outro álbum...."

Sobre a versão do Black Sabbath com Ronnie James Dio gravando e fazendo turnês com o nome HEAVEN & HELL:

Iommi: "Eu não queria viver só de Black Sabbath com esta formação, porque ficaria por aquilo mesmo. Claro, seguimos como Heaven & Hell, porque não tocávamos só as coisas do Ozzy (Osbourne). Tudo o que estávamos fazendo era com Ronnie".

"Ronnie foi um excelente vocalista. Um dos melhores. Foi um final triste. Mas Ronnie deu tudo de si, até o fim".

Sobre a ausência do baterista Bill Ward nas sessões de gravação do álbum "13":

Iommi: "Teria sido bom ter Bill envolvido no álbum, mas esperamos tempo suficiente por Bill, e o que podíamos ter feito? Nós não poderíamos ter feito nada. Foi a sua decisão. Foi triste...."

Sobre como "13" se compara aos álbuns clássicos do Black Sabbath:

Iommi: "Nós não fizemos esse álbum apenas por fazer, porque nós não precisamos fazer apenas um álbum. Queríamos fazer um álbum para nós e eu acho que fomos capazes. Nós amamos todas as coisas que fizemos (no álbum). Essa foi a única maneira de fazê-lo. Todo mundo tinha que estar 100 por cento e realmente estar com vontade de fazer este álbum. Todo mundo tinha que estar de acordo".

Sobre a turnê, apesar de ter sido diagnosticado com linfoma em janeiro de 2012:

Iommi: "Para ser honesto, eu estava me perguntando se eu poderia fazer (a turnê), pois eu teria que levar a vida de um jeito muito diferente agora. Isso, para mim, tem sido um grande desafio. Até agora, está tudo bem. Os médicos ainda estão fazendo o seu trabalho. Eles irão continuar, realmente, pela vida. Isso não vai acabar. Eu apenas tenho que prosseguir o tratamento. Então eu volto para a Inglaterra a cada sete a oito semanas para novas sessões. Daí leva 10 dias, duas semanas, para começar a me sentir normal novamente. E finalmente voltamos para a estrada".

"Toda a minha vida mudou. Minha atitude mudou em relação a tudo. A vida se torna muito mais preciosa. Eu aprecio quando temos a oportunidade de nos reunirmos e estar no palco e tocar e fazer o que eu gosto de fazer.

"Eu acho que a minha doença, de uma forma, ajudou a todos, pois trouxe de verdade que você realmente não sabe quanto tempo isso vai durar. Teria sido fácil ter admitido antes. Acho que agora todo mundo aprecia o que fizemos e o que temos que fazer".

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:
http://www.mercurynews.com/music/ci_23894035/black-sabbath-g...

Fonte original desta matéria:
http://www.blabbermouth.net/news/tony-iommi-on-his-cancer-ba...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Kerry KingKerry King
O Deep Purple influenciou mais o Thrash que o Black Sabbath

1273 acessosBlack Sabbath: Assista trailer de The End Of The End1069 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?198 acessosMarcos de Ros: Tony Iommi, Dois Dedos de Prosa0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

O Diabo É O Pai Do RockO Diabo É O Pai Do Rock
A associação do gênero com o tinhoso

Pra discutirPra discutir
Os 100 melhores discos de Heavy Metal de todos os tempos

Black SabbathBlack Sabbath
Ronnie James Dio e Ozzy Osbourne juntos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Pagando micoPagando mico
10 maneiras de ser humilhado em um show

Black Label SocietyBlack Label Society
O assassinato atribuido à "seita" de Zakk Wylde

Frases de bandasFrases de bandas
O que eles realmente querem dizer?

5000 acessosBlack Sabbath: O acidente que tirou as pontas dos dedos de Iommi5000 acessosAngra: A carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída5000 acessosComo formar uma banda de Hard Rock em 69 lições5000 acessosJanick Gers: "Nunca pensei no Iron Maiden como Heavy Metal"5000 acessosPaul McCartney: feliz por ter feito pazes com John Lennon5000 acessosHalloween: dez clássicos do Heavy Metal para curtir a data

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online