Scelerata: entrevista com vocal e baterista, no Heavynroll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Geraldo Andrade, Fonte: Heavynroll
ENVIAR CORREÇÕES  

Considerada uma das melhores bandas do Brasil em 2012, seu ultimo álbum, "The Sniper", também em 2012, foi considerado um dos melhores lançamentos do ano.

Propriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com "um dono só"Phil Anselmo: Vocalista explica e se retrata por episódio racista

É a banda de apoio da lenda PAUL DIANNO, quando o ex-MAIDEN vem ao Brasil, estou falando da banda gaúcha SCELERATA.

Conversei com o baterista FRANCIS CASSOL e o vocalista FÁBIO JUAN, uma conversa com muita história da banda, o atual momento que a banda vive a parceria com PAUL DIANNO e muito mais, vale conferir!

HEAVYNROLL - O assunto para começar a entrevista não poderia ser outro: O show do SCELERATA  em Caxias do Sul, 27 de Julho. Qual expectativa para esse show?

FÁBIO - A expectativa é de fazer a terra tremer (risos)! Brincadeiras à parte, estamos muito ansiosos em poder voltar à Caxias, uma das cidades que mais nos recebeu bem nas turnês que realizamos desde 2010, um público fantástico e muito caloroso, esperamos poder rever toda a galera que curtiu nosso último show na cidade e também os novos fãs e seguidores da banda e do nosso trabalho!

HEAVYNROLL - A banda volta a Caxias do Sul, com uma formação diferente da ultima vez que esteve aqui, na abertura para o PAUL DIANNO, qual é a atual formação da banda? Mudou alguma coisa a troca de guitarrista?

FÁBIO - Isso mesmo, hoje a banda conta com VINI GUAZZELLI como guitarrista.

Além de ser um músico extremamente técnico e talentoso, o VINI trouxe com ele uma carga de positividade, energia e agitação no palco que é como se nós tocássemos a muitos anos juntos.

Muito carismático, o cara dá 100% de si em todo o show e sua energia empolga não só ao público, mas todos na banda.

FRANCIS – Concordo com o FÁBIO, o VINI é uma pessoa sensacional, e não tenho dúvida em dizer que ele faz a banda toda tocar melhor.

HEAVYNROLL - E os shows este ano, provavelmente os últimos da carreira da lenda, com PAUL DIANNO? Como foram? Como é tocar com um "dinossauro" do metal?

FÁBIO - Os shows com o PAUL são sempre extraordinários.

Essa tour de 2013 foi, mais uma vez, uma experiência que ficará pra sempre.

É muito bom poder acompanhar este cara que, apesar de estar se aposentando, tem muito sangue pra dar, muito talento, energia, experiência, muito amor pela música e fãs, e muita voz!

Este ano ele cantou um absurdo.

E logicamente para a banda foi super positivo, poder fazer a "The Sniper Tour" ao lado da lenda.

Para nós, promover o nosso novo disco e excursionar pelo Brasil, se apresentando para uma média de 500 a 1000 pessoas, fazendo 10, 15 shows em um mês e meio é uma oportunidade de ouro, e que poucas bandas nacionais de heavy metal atualmente conseguem.

HEAVYNROLL - O mais recente álbum da banda, "The Sniper", é um álbum fantástico, em minha opinião o melhor de 2012. Como estão as vendas? Como foi a recepção de público e mídia?

FÁBIO - Obrigado pelos elogios ao disco e ficamos felizes que você tenha gostado, temos muito orgulho dele.

O público e a mídia realmente parecem ter gostado bastante também, ficamos felizes em ver tantas resenhas positivas dando boas notas nas revistas, sites e blogs especializados.

Uma boa quantidade de sites internacionais também listou nosso disco com notas altíssimas e a gente se encheu de orgulho de ver nosso trabalho sendo reconhecido.

FRANCIS – ‘The Sniper’ é até agora o nosso melhor trabalho. A receptividade que ele teve, especialmente no exterior, chegou a nos espantar.

As resenhas que recebemos, e foram algumas dezenas delas, foram muito positivas, sendo que algumas chegaram a me emocionar.

No site da banda postamos alguns trechos dessas resenhas para quem quiser conferir.

HEAVYNROLL - Quais bandas brasileiras você destacaria hoje em dia?

FRANCIS – Tem muitas bandas de metal trabalhando muito sério, e tenho orgulho de todas elas porque sei o quanto é difícil fazer metal hoje em dia.

No entanto, gostaria que a cena fosse mais unida, que as bandas se apoiassem umas às outras, porque fortaleceria todas elas e só teríamos a ganhar.

Leia a matéria completa no link abaixo:

http://heavynrollspace.blogspot.com.br/2013/07/scelerata-fra...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Scelerata"


Capas: confira 10 das mais belas do Rock/Metal NacionalCapas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional


Propriedade privada: 5 bandas de hard rock e metal com um dono sóPropriedade privada
5 bandas de hard rock e metal com "um dono só"

Phil Anselmo: Vocalista explica e se retrata por episódio racistaPhil Anselmo
Vocalista explica e se retrata por episódio racista


Sobre Geraldo Andrade

Geraldo "Gegê" Andrade é blogueiro e colaborador no Blog Heavynroll, de Caxias do Sul/RS. Iniciou sua paixão pelo rock n roll, principalmente o heavy metal, nos anos 80, quando pela primeira vez, ouviu um álbum da banda KISS. Tem um currículo com mais de 150 shows, de bandas nacionais e internacionais. Já participou como jurado em festivais de rock na cidade de Caxias do Sul. Está se tornando um especialista em entrevistas, já tendo entrevistado vários músicos nacionais e internacionais. Apoia muitas bandas do underground, pelo Brasil inteiro. Estudante de Comunicação Social - Jornalismo, na Universidade de Caxias do Sul/RS.

Mais matérias de Geraldo Andrade no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin