Andragonia: entrevista Ricardo DeStefano ao Imprensa do Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Victor Francisco dos Santos, Fonte: Imprensa do Rock
ENVIAR CORREÇÕES  


Confira agora a nova entrevista com Ricardo DeStefano, vocalista da banda, compartilhando informações sobre o recente álbum "Memories", troca de integrante e alguns detalhes particulares em algumas das faixas do disco.

Guns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl RoseHeavy Metal: "cristãos podem aprender muito com o gênero"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fala Ricardo, como está? Bem-vindo novamente a Imprensa do Rock e é uma honra trazer um velho amigo de volta. Já se passou mais de um ano desde o nosso último papo e lembro que estávamos conversando sobre o lançamento do Memories, o capitalismo na indústria musical e o mais importante os shows da banda. Depois do lançamento vocês estiveram em um gigantesco hiato, por que?

Fala galera da Imprensa do Rock, tudo bem?? Pois é cara, quando conversamos lá atrás, nem imaginávamos que tantas coisas viriam a acontecer. Hoje, depois de um ano e pouco, posso dizer que o "Memories" vai ficar nas nossas "Memories" pro resto da vida (risos).

Tivemos muitos problemas dentro da banda, não de convivência, mas de ordem particular que nos forçaram a parar, até problemas com gravadora na época.

O que houve com a gravadora que interferiu durante a produção do álbum?

Na verdade, fomos uma aposta da gravadora, já que o seu segmento é voltado ao mercado mais pop rock.

Quando fechamos com a gravadora, acreditamos que ambas as partes iriam sair ganhando se vencêssemos esse desafio que era colocar uma banda de METAL em um nicho mais POP.

Logo de cara mudamos o nosso single, para tentar entrar nesse mercado mais "mainstream". Tínhamos planejado fazer o vídeo para "Threshold", mas a gravadora sugeriu que fizéssemos "At My Side", por ser mais comercial. Assim o fizemos, e conseguimos colocar o vídeo de "At My Side" na programação da MIX TV, o que para uma banda de metal ainda era inédito.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aconteceu que, ao se aproximar do lançamento físico do "Memories", a gravadora decidiu esperar mais por achar que a aposta era arriscada demais, e nós ficamos aguardando por uma posição. Isso aí durou quase o ano de 2012 inteiro, e a gravadora cada vez mais receosa em investir. Até que, em determinado ponto, de forma amigável, sugerimos que fosse terminada a parceria.

Gravadora movida a dinheiro é difícil... Outro ponto foi a troca de integrante, isso dificultou no trabalho do grupo?

Podemos dizer que foi assim: 2012 começou comigo doente do meio para o final das gravações de voz. Comecei a notar alguns problemas na minha voz, umas alterações estranhas. Como sempre fui muito encanado com isso, assim que gravei a última faixa, "Meet Again", resolvi ir ao médico, e constatou que eu estava com problema de refluxo, muito similar ao que o Edu Falaschi teve, só que ainda no início mas, de qualquer forma me colocou no estaleiro.

A medida que a demora com o álbum foi se arrastando, todos nós começamos a procurar alternativas para não ficarmos parados.

O Yuri sempre teve o desejo de ir pra fora do pais, e desde que voltou da tour com a Stripnoaltar, colocou na cabeça dele que lá fora era o caminho. Em meados do meio do ano, ele conseguiu uma oportunidade para trabalhar com música nos Estados Unidos, e como estávamos parados ele foi sem problemas. Em determinado ponto, ele me ligou e perguntou se o cenário aqui tinha mudado, e eu respondi que não. Ele comentou que tinha conseguido outra oportunidade para ficar mais tempo lá, e eu apoiei de imediato. Assim, não seria possível o seu retorno, e acabamos tendo a troca de baixista.

Entrevista completa:
http://imprensarock.blogspot.com.br/2013/05/andragonia-memories-o-mais-memoravel.html




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Andragonia"


Guns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl RoseGuns N' Roses
Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose

Heavy Metal: cristãos podem aprender muito com o gêneroHeavy Metal
"cristãos podem aprender muito com o gênero"


Sobre Victor Francisco dos Santos

Sou de São Paulo, escuto Rock N' Roll desde criança, posso dizer que sou bastante ou muito eclético dentro do Rock, ouço estilo desde Rock N' Roll (Elvis Presley, Led Zeppelin, Ac/Dc. Eagles...), Heavy Metal (Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Dio, Black Sabbath...), Power Metal (Helloween, Blind Guardian, Gamma Ray...) a Thrash Metal (Megadeth, Slayer...) e Progressivo (Rush, Pink Floyd...) Blogueiro a cerca de 4 anos colaborando pra diversos sites e blogs é uma paixão que cresceu a um tempo atrás 'ser blogueiro' me interessou e não larguei nunca mais... Hoje ajudo o Whiplash e também estou como editor na Imprensa do Rock.

Mais matérias de Victor Francisco dos Santos no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline