Erodelia: Van do Halen entrevista banda santista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Van do Halen
Enviar correções  |  Ver Acessos

Rock n' Roll direto na fuça! Essa é a proposta da Erodelia, banda de Santos (SP) surgida em 2010 e composta por Dell (voz), Vitor Maia (guitarra solo), Danilove (guitarra rítmica), Maurício Mau-Mau (baixo) e Heittor Ribeiro (bateria). Em dois anos de existência e intensa atividade, a banda já lançou um EP, intitulado "Me Segura, Neném" (2011) e, posteriormente, três singles, intitulados "Ela", "Vem Me Encontrar (Seja Você Quem For)" e "Despedida de Donzela" - este de 2012 e os outros de 2011. Segue abaixo a entrevista que a Van do Halen conduziu com os integrantes Mauricio e Dell. Só não se esqueça de ouvir o som dos caras (antes, durante ou depois da leitura) no link:
http://www.myspace.com/erodelia

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Van do Halen: Inicialmente, gostaria de saber a história da banda - processo de formação, conquistas, lançamentos e tudo o mais.

Mauricio: Então, a banda começou em 2010 com o Dell como vocalista e guitarra base e o Ariel na guitarra solo, eles já eram amigos e já tiveram banda juntos e tal. Eles precisavam de um baixista e um baterista, então eles me chamaram, e eu já era amigo do Dell, saímos juntos e tal, aceitei na mesma hora. O Diego, que assumiu as baquetas, era um amigo de faculdade do Ariel. Éramos quatro amigos cheios de disposição para fazer um rock n' roll sincero, direto, em poruguês e que soasse gringo. Começamos a ensaiar e a compor, fazíamos muitas reuniões na casa do Ariel e tal. Um dia o Mauro, que era cunhado do Ariel na época, ouviu o Dell e o Ariel tocando algo no violão e ele se interessou na banda e quis nos empresariar. Daí terminamos umas composições e tal e fomos direto pro estúdio gravar nosso EP! Nosso primeiro show foi em SP, no Café Aurora. Depois disso rolaram mais shows aqui em Santos, em Guarujá, Itariri e lançamos 2 singles, "Ela" e "Vem Me Encontrar" em seguida. E em 2011, o Mauro deixou de nos empresariar e o Ariel resolveu sair da banda, daí chamamos o Vitor Maia, que já conhecíamos por sua banda Spit e pessoalmente, para a guitarra solo e, com a decisão do Dell apenas cantar e deixar a guitarra base, chamamos o Danilo Zaffani (mais conhecido como Danilove), que já era um amigo nosso de bastante tempo, para a guitarra base. Então lançamos o single "Despedida de Donzela" como estreia dos dois novos integrantes da banda. E em janeiro desse ano, Diego Azama deixou a banda dando lugar para Heittor Ribeiro assumir as baquetas da Erodelia.

Van do Halen: Como foi o processo de composição, gravação e produção do EP "Me Segura, Neném"?

Mauricio: Bom, como eu disse na pergunta anterior, o processo de composição começou junto do começo da banda, já estávamos fazendo músicas, o Ariel e o Dell já tinham letras feitas e etc. Foi tudo muito rápido, do nada estávamos no estúdio gravando músicas nossas, com a produção do EP nas mãos do Nando Basseto (Garage Fuzz), do Estúdio Playrec, as coisas foram fluindo e foi super legal ter esse primeiro contato com um estúdio de gravação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dell: Mesmo esse processo todo ter sido extremamente rápido, foi de extremo proveito pra banda, principalmente por termos caído nas mãos do Nando. A primeira experiência no estúdio sem sombra de dúvidas foi a melhor possível, até hoje usufruímos dessa primeira experiência. A Erodelia chegou ao profissionalismo por causa dessa primeira gravação.

Van do Halen: Após o EP, a banda lançou três singles de forma sequenciada. Qual foi o motivo de lançar singles em sequência ao invés de um novo EP?

Mauricio: Acho que o principal motivo é sempre ter material novo a ser apresentado. E no caso da "Despedida de Donzela" foi para que marcasse a estréia dos 2 guitarras que entraram na banda, o Vitor e o Danilo. Estamos em processo de composição de algumas músicas atualmente e provavelmente lançaremos algo novo este ano para marcar a estréia do nosso "caçula" na banda, nosso baterista, o Heittor Ribeiro!

Dell: Além de tudo que o Mauricio disse anteriormente, a banda com a entrada do Vitor e o Danilo manteve várias influências, mas ao mesmo tempo adquiriu muitas ideias novas. Assim começamos a amadurecer o que seria nosso "REAL" som, estamos ansiosos para gravar com o Heittor, pois sabemos que vem coisa boa por aí.

Van do Halen: Ainda sobre os singles recentemente lançados, gostaria de saber se vocês consideram alguma evolução das novas músicas em relação às antigas e, se consideram, quais são.

Mauricio: Com certeza. O EP foi algo muito rápido, com certeza os singles são muito mais maduros musicalmente falando, o instrumental está mais trabalhado assim como as linhas vocais estão mais altas e melhores. Estamos ficando cada vez mais definidos.

Dell: Além do amadurecimento, teve a questão de que no EP, pensávamos muito anos 70, e nas musicas que vieram logo após já da pra sentir uma mescla entre os anos 70 e 80. Isso caracteriza melhor o som e dá mais originalidade.

Van do Halen: O som da Erodelia é simples e direto, mas muito bem trabalhado, com ótimos ganchos melódicos. Gostaria de saber as influências da banda.

Mauricio: Bom, vou começar falando sobre as influências internacionais. É meio que unânime entre todas as bandas de rock n' roll ter entre suas influências bandas clássicas como AC/DC, Kiss, Led Zeppelin, Van Halen, Black Sabbath e por aí vai. A Erodelia tem muitas coisas relacionadas ao rock clássico da década de 70 como também ao hard rock e ao heavy metal da década de 80. Falando sobre bandas brasileiras, o que nos influenciou muito, principalmente no começo da banda, foram as bandas Cachorro Grande e Matanza, além de outras bandas como os Titãs, por exemplo.

Van do Halen: Vocês foram elogiados pelo Cachorro Grande e por Tico Santa Cruz (Detonautas Roque Clube) nas redes sociais. Como foi a situação e como vocês se sentiram ao ver os elogios?

Mauricio: Ah, com certeza foi ótimo ter lido esses elogios vindo de pessoas que estão na música a mais tempo que a gente e são reconhecidos no Brasil todo, especialmente pelo Cachorro Grande que é uma de nossas influências e uma banda que admiramos e respeitamos muito em termos de música. Esses tipos de elogios incentivam cada vez mais a continuarmos com o nosso trabalho!

Dell: É importante exaltar a humildade e vontade desses ídolos a ajudarem a nova cena, provando que o rock mostra, mesmo muito contestada, uma união e necessidade de uma cena muito forte.

Van do Halen: Por incrível que pareça, vários fãs brasileiros de Rock possuem algum tipo de bloqueio com letras em português. Mesmo com influências gringas, gostaria de saber os motivos de adotarem composições em português.

Mauricio: Por ser algo que, ao nosso ver, não foi tão explorado nesse tipo de música e que tem um potencial de compreensão maior, sendo que nem todos tem noção do inglês. É claro que já existem bandas de rock no Brasil, mas poucas bandas de rock mais "pesado", vamos dizer assim, fazem letras em português. Das que fazem, podemos citar: Matanza, Raimundos, Ratos de Porão... Bandas que tem um som mais pesado e que deram certo cantadas em português. Não estamos nos comparando com essas bandas citadas, até porque o estilo de música é bem diferente, mas sim ao o que elas conseguiram fazendo algo não tão comum no Brasil.

Dell: Tem o fato também de que as bandas clássicas do Brasil nos anos 80 que fazem até hoje música em português, por algum motivo que eu não sei explicar, nunca soaram como tudo que estava rolando no mundo , acabaram criando um rótulo "Rock Nacional" que virou um estilo também. Somos rock nacional por cantarmos em português, mas pretendemos soar igualmente com o rock do mundo.

Van do Halen: Quais são os atuais planos da Erodelia?

Mauricio: Estamos focados na composição no momento e ver no que isso vai dar!

Dell: Além de várias surpresas, que no momento estamos esperando ficarem mais concretas.

Van do Halen: Como vocês enxergam e utilizam a Internet enquanto ferramenta de divulgação da Erodelia? Há só vantagens ou vocês consideram alguma desvantagem nesse processo?

Mauricio: Só há vantagens, o número de pessoas que você pode atingir é muito grande. Procuramos atualizar as páginas sempre que fazemos algo de diferente, alguma entrevista, algum vídeo, alguma música nova, fazemos eventos no facebook para shows e etc. Ajuda e muito, principalmente pra quem ta começando e querendo divulgar seu trabalho.

Dell: Hoje em dia uma banda não caminha sem a internet, porém são tantas informações jogadas na web que acaba aparecendo muita merda em termos de musica. Falta uma peneira no sentido de qualidade e dar importância a coisas realmente boas e não a tudo!

Van do Halen: Muito se questiona a cena Rock nacional, inclusive as bandas que surgem e o espaço que a mídia dá para aquelas que realmente abraçam o Rock n' Roll. O que vocês acham do cenário atual?

Mauricio: Bom, infelizmente o rock n' roll não é o tipo de som que a mídia mais se interessa, nós da banda achamos a cena fraca e queremos mudar isso, queremos trazer de volta o rock a tona no Brasil.

Dell: Prefiro até não falar muito pois fico extremamente nervoso, principalmente porque os maiores culpados disso tudo somos nós mesmos. Esquecemos de apoiar a cena por puro preconceito com bandas brasileiras, mas nunca é tarde para mudarmos isso, é nisso que a Erodelia acredita!

Van do Halen: O espaço final é de vocês. Mandem um recado para os leitores da Van do Halen e para os fãs da banda!

Mauricio e Dell: Muito obrigado pela entrevista, gostamos muito das perguntas, queremos mandar aquele abraço para o rockeiro que apóia a cena e quer ver o rock voltar com tudo. Fiquem ligados para novas notícias da banda no nosso myspace, www.myspace.com/erodelia, e na nossa fanpage do facebook (http://www.facebook.com/pages/Erodelia/156228151096244). Erodelize Sempre!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Erodelia"


Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarristaAndreas Kisser
Os álbuns que marcaram o guitarrista

Beatles: Perguntas e respostas e curiosidades diversasBeatles
Perguntas e respostas e curiosidades diversas


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280