Madgator: entrevista de Andrés Recasens ao My Global Mind

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Cris Tomazoli, Fonte: My Global Mind Webzine, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Traduzido por: Cris Tomazoli

O site americano "Myglobalmind", que apresenta entrevistas com grandes vocalistas do Hard Rock e Metal mundial, convidou ANDRÉS RECASENS, vocal da banda MADGATOR para um bate-papo onde ele conta entre outros assuntos, sobre os projetos da banda, suas influências como vocalista e outras histórias interessantes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Olá Andrés, primeiramente obrigado por ceder seu tempo para responder algumas perguntas para o My Global Mind webzine.
Andrés: Olá ZeeZee, eu que agradeço. Esta é minha primeira entrevista internacional promovendo nosso debut álbum. Estou feliz, pois é uma grande chance de falar sobre a banda MADGATOR, as ótimas resenhas que temos recebido ao redor do mundo e conversar diretamente com os leitores do My Global Mind!

Você poderia contar aos nossos leitores, que ainda não conhecem o Madgator, um pouco mais sobre o estilo que a banda toca e o que as pessoas podem esperar deste álbum?
Andrés: Nós tocamos canções que vêm dos nossos corações tentando fazer um novo trabalho, diferente do atual cenário do rock e adicionando a energia dos anos 70. Nós usamos em todos os instrumentos, elementos da música brasileira, a inspiração dos nossos Mestres, de bandas com QUEEN, VAN HALEN, ACDC, o peso das grandes bandas de metal dos anos 80 e o instrumental do mais alto nível mundial sem fronteiras! Aqui no Brasil, algumas pessoas dizem que nossa música é um "novo classic rock" bastante trabalho e pesado. Eu acredito que esteja bem perto do que a gente sente e isto acontece de uma forma bastante natural!

MADGATOR é de fato uma espécie de reforma de uma banda do final dos anos 80 chamada ALIGATOR, você pode nos contar um pouco sobre o que aconteceu naquela época, e o que você esteve fazendo desde esse período?
Andrés: Nós começamos como ALLIGATOR, tocando em bares na cidade de São Paulo. Rapidamente tivemos um grande apoio e gravamos nosso primeiro álbum. Mas com um contrato ruim, este álbum nunca foi terminado. Com essa frustração e sem motivação, seria muito difícil recomeçarmos naquela época, então decidimos fazer uma longa pausa. Começamos a tocar com outros artistas brasileiros, em bandas de programas de TV, tocar covers nos pubs... Eu trabalhei e ainda trabalho com dublagens de vozes para vídeo games, jingles para radio e TV, e ensinando técnica vocal também.

Você sabe que muitos aqui no My Global Mind gostam bastante do seu novo álbum! Como tem sido o "feedback" dele, você está contente?
Andrés: Nós estamos muito felizes com o "feedback". É muito interessante porque o álbum foi lançado somente no Brasil e neste momento nós estamos procurando uma gravadora para lançar nosso álbum fora do nosso país. Nós tivemos alguns especiais em rádios do Reino Unido, Grécia e outros países. Na Hungria, ficamos na 3ª posição na HRMAGAZINE dentre os melhores lançamentos mundiais. Em nosso país temos tocado em festivais com grandes bandas brasileiras como KORZUS, ANGRA... abrindo shows para RICHIE KOTZEN e TIM RIPPER OWENS e nosso guitarrista HARD ALEXANDRE, já teve o prazer de acompanhá-lo em sua banda solo. Assinamos com duas empresas brasileiras; a SNAKE AMPS e a EAGLE guitarras e baixos, e participamos de um dos maiores evento do mercado musical do nosso país, a "EXPOMUSIC 2010". Então agora, nós realmente precisamos espalhar nossa música para novos fãs e amigos por todo mundo de uma forma profissional e com o CD original para finalmente começarmos uma turnê internacional!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você tem alguma música favorita neste novo álbum, ou existem nele algumas canções que você acredita que mostrem mais o que é o MADGATOR do que outras?
Andrés: Minhas músicas favoritas são aquelas que me fazem sentir a emoção que eu tinha quando cantava as músicas dos meus ídolos. Músicas que não demonstram claramente estas influências, mas essas sensações realmente existem dentro de mim. É uma satisfação muito pessoal. "Hypnotize Her" é uma música onde posso sentir a paixão que tenho pelo FREDDIE MERCURY. Eu adoro cantar "The Brave Without a Mask" e "Eternal Fire" e esta mistura entre o Heavy Metal que eu ouvia quando era mais novo como, ACCEPT, METAL CHURCH, JUDAS PRIEST e que caminham naturalmente para o estilo moderno de "novos" artistas como JORN LANDE e RUSSEL ALLEN. Creio que todas nossas músicas tem profundamente a nossa identidade.

Estou sempre interessado em ouvir sobre as diferentes maneiras que as bandas trabalham em estúdio, como foi o processo de gravação?
Andrés: Começamos a gravar o álbum com todas as músicas prontas e finalizadas. A única produção que foi feita no estúdio, eu fiz para backings e corais de voz. Também os teclados, alguns solos de guitarra e improvisos, como um solo de bateria que substituiu um solo de guitarra na música "Hypnotize Her". Nosso primeiro pensamento era de gravar o álbum ao vivo, tocando juntos ao mesmo tempo, mas não conseguimos um estúdio com as condições necessárias para isso.

Vocês têm feito muitos shows desde o lançamento do álbum? Participarão de algum grande show ou festival?
Andrés: Nós temos sorte porque mesmo antes do lançamento do nosso álbum, nós tocamos em alguns grandes festivais. Mas no Brasil temos uma frase muito parecida com "Ninguém é profeta em seu próprio País". Temos alguns shows, junto com ANDRÉ MATOS entre outros... Mas agora estamos focados em fazer shows fora do Brasil para ter o reconhecimento devido. Tocar junto de bandas com nosso estilo musical e caminhar show após show juntando mais amigos e fãs. É apenas nosso primeiro álbum e temos cinco novas composições do próximo álbum prontas. Só o tempo nos trará esse reconhecimento. Estamos caminhando com nossos corações, não fazemos música como se fossemos abrir uma lanchonete esperando o lucro ou investir na bolsa de valores. Eu sinto que algumas bandas estão encarando o Metal desta maneira. Certamente não seria esse o tipo de música que estaríamos fazendo se pensássemos da mesma forma.

Pensando no passado agora, existe algum álbum em particular que começou a chama musical dentro de você ou houve certo momento em que você decidiu que a música era o que você queria fazer?
Andrés: Eu lembro quando eu tinha 10 anos, meu pai me deu um vinil com os grandes hits do LITTLE RICHARDS. Foi fantástico ouvir aquele cara cantando "Tutti Frutti", "Lucille"... Minha vida mudou e essa chama nasceu dentro de mim com a primeira vez que ouvi QUEEN, por anos o álbum "Live Killers" foi meu almoço e janta!

Você poderia nos dizer alguns dos seus álbuns favoritos de todos os tempos?
Andrés: Meus clássicos - QUEEN: "The Game" e "A Night At The Opera". DAVID LEE ROTH: "Eat'm and Smile". VAN HALEN: "F.U.C.K." AC/DC: "Back in Black". GLENN HUGHES: "Burn in Japan". Heavy Metal Álbuns - METAL CHURCH: "Metal Church". ACCEPT: "Restless And Wild". IRON MAIDEN: "Piece of Mind". Hard Rock - BADLANDS: "Badlands". LYNCH MOB: "Wicked Sensation". HOWE II: "High Gear". WINGER: "Pull". DR. SIN: "Original Sin". Atualmente - JORN: "Out to Every Nation". SYMPHONY X: "Paradise Lost". CHICKENFOOT: "Chickenfoot".

Há alguma banda que você é fã atualmente?
Andrés: QUEEN e VAN HALEN estão definitivamente em meu coração!

Há alguma banda que você realmente gostaria de fazer alguns shows junto?
Andrés: Eu adoraria fazer shows com grandes bandas do Classic Rock ou bandas de Hard Rock. Eu acho que nossa música é tão variada que não há nenhuma banda com um som especifico que gostaríamos de tocar juntos pelos fãs que elas possuem. Estar no mesmo palco com qualquer grande banda é sempre maravilhoso.

Alguma memória do seu melhor show ou show favorito?
Andrés: Meu melhor show até agora foi tocar com o MADGATOR na cidade de Araraquara com meus amigos do KORZUS e do ANGRA. Agora estou sonhando com nosso primeiro show fora da América do Sul!

Alguma lembrança de seu pior show?
Andrés: Meu pior show foi assistir uma "boy band" de Porto Rico chamada MENUDO no estádio do Morumbi, o estádio do meu time; São Paulo F. C.. Por isso, fui "convocado" a acompanhar minha irmã mais nova... É duro, mas é verdade!

Você tem alguma história engraçada da "estrada" que você pode dividir conosco?
Andrés: Eu lembro quando fomos contratados pra tocar em uma festa. O que nós não sabíamos, é que se tratava de uma festa Judaica! Eu não sei como e porque, mas quando começamos a tocar eu vi aquele pessoal com aqueles chapéus, e com "aquelas" caras, logo vi que não tocaríamos a segunda música... Eu perguntei pro HARD, se ele poderia tocar "Hava Naguila", mas antes que nos tentássemos alguma coisa eles cortaram nosso som e apagaram as luzes do palco, hehe...

Andrés, muito obrigado pro seu tempo, nós desejamos a você e ao resto da banda, um ótimo futuro. Fechando, existe algo que você gostaria de dizer aos seus fãs que lerão esta entrevista?
Andrés: Primeiramente quero dizer, muito obrigado por está oportunidade de falar aos seus leitores, é muito especial para mim! Eu espero que todos nossos fãs e todos aqueles que estão curtindo nossa música ao redor do mundo, nos de apoio, divulgue nosso nome, nos adicionando no twitter, facebook, myspace, pedindo por nossos shows em suas cidades... Nós fizemos um trabalho verdadeiro, bastante profissional, respeitando nossas raízes e eu acho que é possível ouvir isso escutando nosso álbum! Vejo vocês em breve meus amigos!

Por ZeeZee - "My Global Mind" -
http://myglobalmind.info/
http://myglobalmind.com/2010/10/29/interview-with-andres-rec...
Madgator myspace:
http://www.myspace.com/madgatorofficial
Madgator site:
http://www.madgator.com.br




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Madgator"


Ozzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separaçãoOzzy x Sharon
Conheça a mulher que supostamente causou a separação

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do heavy metal


Sobre Cris Tomazoli

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280