Ultraje a Rigor: o disco que invadiu todas as praias

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vinícius Castelli, Fonte: Pilha na Vitrola
Enviar correções  |  Ver Acessos

Há 25 anos as vitrolas começaram a tocar canções ousadas de um álbum que havia acabado de sair do forno. Eles eram apenas garotos, mas brincalhões, inteligentes e atrevidos.

Full Messenger: "Inútil", do Ultraje a Rigor, como nunca se ouviuAndre Matos: confira o incrível alcance do vocalista

O disco? Nós Vamos Invadir Sua Praia. A banda? Ultraje a Rigor.

Agora, 1/4 de século após seu lançamento, o disco é relançado (Polysom, R$ 80 em média) da mesma forma que veio ao mundo: vinil. Em edição limitada, o álbum integra a série 'Clássicos em Vinil'. Produzido com 180 gramas de vinil, teve o áudio remasterizado das fitas originais.

Os mais desavisados podem achar que se trata de uma coletânea de clássicos da banda, afinal, listam no disco canções como Rebelde Sem Causa, Mim Quer Tocar, Ciúme, Inútil e Eu Me Amo, por exemplo.

Mas não. É o disco de estreia do Ultraje, que das 11 faixas que lá constam, nove invadiram todas as praias. "Eu mesmo não tenho mais onde ouvir vinil", brinca Roger, vocalista, guitarrista e compositor da banda. "Eu fiz questão de ter um para mim e estou louco para ouvir em algum lugar. Parece disco importado, e fico contente, pois estão escolhendo a dedo os discos que saem", conta.

E não é só Roger que deve estar contente. Os fãs também, afinal, é quase impossível encontrar CDs do grupo. Roger revela que recebe muitos pedidos de fãs pelo Twitter (@roxmo), mas não tem como atender, pois não possui poder sobre os discos. "As músicas serão sempre minhas, se eu quiser regravá-las, tudo bem. Mas as versões originais, os fonogramas, pertencem às gravadoras. A Polysom disse que vai lançar nosso segundo disco em vinil também", salienta.

Os garotos de São Paulo saíram da casa dos pais e passaram dois meses no Rio de Janeiro gravando o disco, relembra Roger. "O clima no estúdio com o Liminha era gostoso, tínhamos brincadeiras de ginásio. Colocávamos baldes com água em cima da porta, quando alguém entrava se molhava todo", conta aos risos. "Tudo correu bem, na direção certa e nós nos divertindo. Acho que passou esse clima para o disco". E passou mesmo.

Mas Nós Vamos Invadir Sua Praia não foi feito só de brincadeiras. As letras alfinetavam o momento político do País e também observavam o comportamento social. "Era algo que catalisava o pensamento do pessoal na época, então, sem dúvida era mais estimulante escrever naqueles tempos. Tinha mais assunto".

Quando o álbum saiu, o País vivia o fim da ditadura, e algumas faixas como Marylou tiveram de ser modificadas. "A frase que ficou foi 'Botar ovo pelo Sul', quando a ideia era outra", brinca o músico. "Dava um pouco de medo, não era a mesma coisa dos anos 1960, mas ainda dava um pouco de medo. Você tinha de falar por meio de analogias, de subterfúgios", diz.

O grupo começou alguns anos antes, fazendo releituras de canções dos Beatles. Roger destaca que faziam as canções da fase inicial do grupo inglês, pois eram mais fáceis de tocar.

Roger tira do bolso várias histórias engraçadas, entre elas, a da grafitagem. "Fazíamos as propagandas com filipetas e grafite nos muros para divulgar a banda", revela rindo. E continua: "O grafite era moda, né, colocávamos nosso logotipo e ninguém sabia do que se tratava, mas achavam curioso. As vezes chegávamos no bar para tocar e o dono dizia: 'Eu já ouvi falar de vocês'. Mas não, ele tinha visto no muro da esquina".

Sucesso espontâneo em plena época de efervescência cultural, Nós Vamos Invadir Sua Praia veio para ficar. E ficou! Assim como o Ultraje, ativo até hoje. O álbum se tornou um clássico, quebrou barreiras e agora está aí, novo em folha novamente.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Ultraje A Rigor"


Full Messenger: "Inútil", do Ultraje a Rigor, como nunca se ouviu

Dublagem: Pitty ou Roger? Qual dos dois fez o melhor trabalho?Dublagem
Pitty ou Roger? Qual dos dois fez o melhor trabalho?

Ultraje A Rigor: como banda foi parar na TV com o The Noite, de Danilo GentiliUltraje A Rigor
Como banda foi parar na TV com o The Noite, de Danilo Gentili

Rock nacional: 10 solos de guitarra essenciaisRock nacional
10 solos de guitarra essenciais


Andre Matos: confira o incrível alcance do vocalistaAndre Matos
Confira o incrível alcance do vocalista

Bruce Dickinson: foi difícil evitar as drogas durante toursBruce Dickinson
Foi difícil evitar as drogas durante tours

Eric Clapton: saiba mais sobre a doença que o acometeuEric Clapton
Saiba mais sobre a doença que o acometeu

Cradle of Filth: Chimbinha, do Calypso, usando camiseta?Pattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric ClaptonPaul McCartney: o dia em que ele deu um soco na cara de Eddie VedderMetallica: filhos de Kirk acham que tocar guitarra é um saco

Sobre Vinícius Castelli

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336