Joey DeMaio: "os brasileiros são os melhores no futebol"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Adriana Farias, Fonte: PlayTV
Enviar correções  |  Comentários  | 

O baixista e fundador do MANOWAR, Joey DeMaio, concedeu uma entrevista a Adriana Farias em nome da emissora PlayTV. O material foi gravado durante a passagem brasileira da “Death To Infidels Tour 2010”, em São Paulo, no Credicard Hall. DeMaio estava entusiasmado com a volta do MANOWAR ao país e foi extremamente receptivo com a equipe. O músico relembrou, eufórico, sobre a passagem do MANOWAR na edição brasileira do festival “Monsters of Rock”, em 1998, explicou a mudança que o heavy metal sofreu nos últimos anos, analisou a lealdade dos fãs brasileiros ao Manowar e até comentou sobre a Copa do Mundo.

953 acessos"True-metal" comercial?: É porque você não conhece Manowar!5000 acessosSasha Grey: sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil

O último show do Manowar no Brasil foi em 1998, no festival “Monsters Of Rock”, em São Paulo. Como é voltar depois de 12 anos?

"É fantástico estar de volta! Meu líder e padrinho, 'Jose Munhez', disse que quando fosse a hora certa, nós voltaríamos para o Brasil. Estamos muito felizes".

Quais lembranças o festival “Monsters of Rock” traz para você?

"Bebemos muito, ficamos com todas as garotas, tocamos mais alto que qualquer outra banda, detonamos naquele festival e a lenda do Manowar se tornou mais forte".

O Manowar mudou muito nos últimos 12 anos?

"Nós mudamos um pouco. Estamos mais loucos, mais selvagens e vamos colocar este lugar abaixo com o nosso show".

A banda está cada vez mais forte, mas e o heavy metal? O estilo mudou muito nesses últimos 12 anos?

"Com certeza! O heavy metal mudou muito nesse tempo. Há bandas horríveis aparecendo por aí que não tocam nada. Eles estão roubando dinheiro dos fãs e cuspindo na cara deles. Mas o Manowar está aqui para trazer o verdadeiro metal com um show de boa qualidade, o melhor som e a melhor iluminação. É por isso que estou aqui, no meu dia de folga, para deixar tudo perfeito na passagem de som. Então, quando os fãs vierem até o Manowar, nós detonaremos com tudo".

O show em São Paulo é o primeiro da turnê brasileira. Quais sãos as expectativas para a apresentação?

"Espero encontrar garotas loucas, que estejam dispostas a fazer qualquer coisa. Caras insanos, prontos para beber muito, pedir autógrafos e cantar as letras do Manowar o mais alto possível. Vamos mostrar àqueles idiotas mentirosos que o Manowar nunca mudou. Nós nunca sacaneamos nossos fãs e iremos sempre trazer a verdade sobre o poder do verdadeiro heavy metal".

Você sabe como é um fã brasileiro do Manowar?

"Os fãs mais fiéis do Brasil são os fãs do Manowar. Precisaria de mil fãs de qualquer outra banda para se igualar a uma fã do Manowar. Além disso, precisaria de 10 mil fãs de qualquer outra banda para se igualar a um guerreiro do Manowar. Lembre-se disso!"


Como é a performance de palco do Manowar? A banda interage a todo instante com os fãs?

"Não vou te dizer nada, você terá que ir e ver. É uma surpresa. Mas nós temos o melhor relacionamento com nossos fãs, mais do que qualquer outra banda no mundo. Nós amamos nossos fãs, pois eles são os melhores, os mais fortes e os mais poderosos. Quando você assiste um DVD do Manowar, você vê pelo menos 50% do público, porque nós queremos mostrar para o mundo o quão orgulhosos nós somos por nossos fãs serem número 1!"

O EP “Thunder In The Sky” é uma prévia do que será o novo disco do Manowar. Como está a produção do novo álbum?

"Você verá em breve, ainda é segredo. Nós estamos trabalhando nisso agora".

Em “Thunder In The Sky” vocês gravaram a música “Father” em 18 idiomas. Que loucura foi essa?

"Isso foi uma prova de que amamos e respeitamos os nossos fãs mais do que qualquer outra banda. Nenhum outro grupo faria isso. Eles pegam o dinheiro para comprar mansões, carros de luxo e desrespeitam os fãs. Não estão nem aí para eles. Mas nós amamos nossos fãs e quisemos fazer algo especial, como um tributo, para agradecê-los. Nós tentamos cantar em seus respectivos idiomas, mesmo sabendo que não sairia tão perfeito, pois não somos falantes nativos. Mas é um sinal de amor e respeito, que nenhuma outra banda faria".

Como foi gravar a versão em português?

"Muito difícil, mas valeu a pena! Muitos fãs ouviram e acharam a música linda. Além disso, agradeceram por tê-la feito em português e este é o maior presente que poderíamos ter dado".

Além do que foi gravado em português da faixa “Father”, você sabe falar alguma coisa em português para os shows?

"Todas essas coisas e ainda outras que eu não poderia dizer para uma garota como você, pois seu namorado ficaria louco. (Para o show em São Paulo, Joey DeMaio aprendeu frases obscenas em português para falar ao público)".

O que o heavy metal representa para você?

"O significado do heavy metal é ser uma pessoa que acredita em si mesma, se respeita e respeita os outros. Você se torna verdadeiro consigo mesmo quando acredita que se você é bom, puro e verdadeiro, no final, você vencerá na vida. Não estou falando de ter sucesso financeiro. É sucesso pessoal, ser uma pessoa de honra e que respeita a si mesma".

São pessoas assim que a gente encontra nos shows da banda?

"Quando você for ao show do Manowar, você verá pessoas de todas as partes do mundo. Há pessoas vindo do Japão, Alemanha, Itália e de todos os lugares. Quando se está no show do Manowar, você é parte de uma grande família de pessoas boas e verdadeiras. Nossos fãs são os melhores e dane-se o resto. As outras bandas têm ciúmes de nós com razão, pois elas são falsas e nunca terão fãs como os nossos. Nós somos a banda que acredita em nossos fãs. Isso nós já provamos e continuaremos provando".

Joey, nós estamos em época de Copa do Mundo. Você gosta de futebol?

"Gosto muito. Sei que os brasileiros são os melhores no futebol e isso não é segredo para ninguém. Se eu quisesse aprender futebol, pediria para um brasileiro me ensinar, assim eu aprenderia de verdade".

Você vai tentar acompanhar os jogos, mesmo durante a “Death To Infidels Tour”?

"Com certeza. Estaremos tocando no 'Magic Circle Festival' no último jogo da Copa do Mundo e tenho certeza que o Brasil estará na final. Tenho fé. De qualquer forma, obrigado pela ótima entrevista. E vocês, preparem-se! O Manowar vai detonar! Saudações ao Brasil e dane-se o mundo".

A reportagem televisiva já foi ao ar na emissora PlayTV, mas está disponível no site no seguinte link:

http://www.playtv.com.br/new/site/popup.php?ID=62362&popup_m...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Manowar, Joan Jett e outrosManowar, Joan Jett e outros
Gravando Rap antes do New Metal?

953 acessos"True-metal" comercial?: É porque você não conhece Manowar!1145 acessosManowar: Ross The Boss se junta ao The Rods0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Manowar"

CapasCapas
10 das mais belas feitas por artistas dos quadrinhos

ManowarManowar
Ajudando Comitiva a salvar o hit "Camaro Amarelo"

Sad & UselessSad & Useless
As fotos mais constrangedoras do Heavy Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Manowar"

Sasha GreySasha Grey
Sua real paixão pela música de atitude e sua coleção de vinil

NickelbackNickelback
11 razões para respeitar - muito - a Chad Kroeger

Collectors RoomCollectors Room
Uma impressionante coleção de ítens do Iron Maiden

5000 acessosHeavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 805000 acessosReligião: os rockstars que se converteram5000 acessosOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos5000 acessosGuns N' Roses: A regravação de "Appetite for Destruction" em 19995000 acessosBlack Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward5000 acessosSlash: sempre bêbado nos clipes do Guns N' Roses

Sobre Adriana Farias

Nascida em São Paulo, Adriana Farias é jornalista pela PUC-SP e autora do livro-reportagem ¨London Calling - histórias de brasileiros em Londres¨. A jornalista já foi produtora na RedeTV! e repórter da emissora PlayTV na área cultural, locais em que coleciona entrevistas importantes com grandes nomes do heavy/rock nacional e internacional, como Joey DeMaio (Manowar), David Bryan (Bon Jovi), Crashdïet, Kings of Leon, The Dickies, Kid Vinil, Angra, Sepultura entre outros. Com apenas 16 anos a autora deu início a sua colaboração ao Whiplash!, entre suas reportagens mais importantes constam os textos analisando a grande imprensa no quesito heavy/rock e a cobertura de mega shows no Brasil e na Europa. Atualmente, a jornalista tem uma dupla jornada como editora de texto na TV Cultura e repórter na Folha de S.Paulo. Entre em contato com a jornalista no blog meonthestreet.

Mais matérias de Adriana Farias no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online