Fear Factory: próximo de um acerto sobre o uso do nome

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marco Néo, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

George Pacheco, do site Examiner.com, recentemente entrevistou o vocalista Burton C. Bell, do FEAR FACTORY. Seguem alguns trechos da conversa.

5000 acessosEm 21/08/1989: Morre Raul Seixas, que seria encontrado morto no dia seguinte5000 acessosJames Hetfield: "Você não iria gostar de mim se soubesse minha história"

Examiner.com: Você acha que este álbum ("Mechanize") tem o suficiente para servir como um ponto de partida para novos fãs - se eles tiverem se escondido embaixo de uma rocha e nunca ouviram falar de FEAR FACTORY - como um resumo de sua carreira, de alguma forma?

Burton: "Sim, eu acho. Eu acho que se há novos fãs por aí, este álbum é fiel ao nosso estilo, e eu não tenho receio de compará-lo. Ele certamente soa como trabalhos do nosso passado, sem que nós estejamos nos repetindo, então, se um novo fã comprar este álbum? Sim, eu acho que seria um bom começo - se esse novo fã gostar do 'Mechanize', ele vai ADORAR o 'Demanufacture' ou o 'Obsolete'".

Examiner.com: Por outro lado, é também o álbum do FEAR FACTORY em que todos estão mais focados: tudo parece estar no dez. O que você acha que o "Mechanize" tem pra oferecer que talvez os álbuns anteriores não têm?

Burton: "Maturidade. Ele tem um foco. Não atira para todos os lados, é direto e ao ponto. Não é muito longo. Quando acaba, dá ao ouvinte um sensação de que ele foi levado a uma jornada, e eu acho que ele é direto, tanto musicalmente quanto liricamente".

Examiner.com: Você se importa de falar sobre a controvérsia que existe dos dois lados, com relação ao "velho" FEAR FACTORY contra o "novo" FEAR FACTORY?

Burton: "Bem, nós estmoas próximos de um acerto. Sim, Dino (Cazares, guitarra) e eu estamos legalmente utilizando o nome FEAR FACTORY. Nós não fomos impedidos, estamos em turnê e o álbum sai em fevereiro. Eu sinto que estamos próximos de resolver a situação, e os fãs não precisam se preocupar com isso: nós estamos por aí, prontos para o ataque!"

Examiner.com: Como você resolveu qualquer tipo de diferença que teve com o Dino no passado, a ponto de voltar a trabalhar com ele?

Burton: "Tempo. Dino e eu não nos falamos por sete anos, e foi o tempo. Nós éramos amigos antes de termos uma banda juntos; nós éramos companheiros de quarto, e nós criamos o FEAR FACTORY juntos, nós crescemos junto com a banda. Isso levou a uma quebra na comunicação, mas o tempo se encarregou de consertar o que estava errado, até chegar ao ponto em que eu sentia falta do meu amigo. Nós voltamos a nos falar quando eu fiz uma turnê com o MINISTRY de abril até o final de novembro de 2008, nós nos reconectamos, fizemos nossa faxina e deixamos as coisas ruins para trás. A partir do momento que eu senti que estávamos confortáveis e conversando o tempo todo, eu o convidei para ser parte disto de novo, e fico feliz que ele tenha aceitado".

Examiner.com: Então, depois disso, quanto tempo demorou para que vocês voltassem a compor juntos?

Burton: "Tudo aconteceu na sequência. Nós não tinhamos quaisquer ideias antes de entrar no estúdio, a não ser ideias de como o álbum deveria soar, a direção que ele deveria tomar. Fora isso, nós só viemos a ter músicas prontas em março e abril de 2009. Assim que nós nos sentamos, contudo, as coisas começaram a fluir e a energia e a consciência criativa foi ótima. Nós compusemos e gravamos este álbum em tempo recorde - mais rápido que qualquer outro álbum nosso. O que mostra a vontade desta banda neste momento".

Examiner.com: Gostem os fãs ou não, o estilo de guitarra do Dino está entrelaçado com seus vocais como parte do que é o FEAR FACTORY: não dá pra imitar isso.

Burton: "Certo. É a química que envolve Dino e eu trabalhando juntos que realmente criou o som do FEAR FACTORY no passado. O fato de que este som está de volta, eu acho que dá pra dizer, 'sim, é o FEAR FACTORY que temos aqui'".

Leia a entevista completa (em inglês) neste link.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Fear Factory"

QuadrinhosQuadrinhos
Top 20 das capas do Rock criadas por artistas do gênero

Rock And Roll Hall Of FameRock And Roll Hall Of Fame
10 bandas elegíveis para 2018

CapasCapas
As mais ridículas feitas por artistas dos quadrinhos

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Fear Factory"

Em 21/08/1989Em 21/08/1989
Morre Raul Seixas, que seria encontrado morto no dia seguinte

HetfieldHetfield
"Você não iria gostar de mim se soubesse minha história"

SepulturaSepultura
Andreas Kisser explica, em detalhes, por que nunca rolará reunião

5000 acessosEvanescence: Biel "pediu" estupro de Amy Lee em tweet antigo5000 acessosJohnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"5000 acessosJim Morrison: ele está vivo e criando cavalos nos EUA?5000 acessosIron Maiden: Steve Harris pensou em acabar com a banda em 19935000 acessosPink Floyd: os álbuns da banda, do pior para o melhor, pela UCR5000 acessosMegadeth: as 10 melhores músicas com Nick Menza

Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online