Bill Ward: a receita para sobreviver no ramo da música

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leila Oschvat, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Bill Ward, baterista do BLACK SABBATH, falou em novembro de 2009 com a ClashMusic.com sobre como sobreviver ao ramo da música. Alguns trechos da entrevista seguem abaixo.

861 acessosBlack Sabbath: projeto Home of Metal chega a São Paulo5000 acessosCornos do Rock: a dor e o peso do chifre em três belas canções

Leia os seus contratos:

"Eu acho que uma das coisas que uma banda precisa, além de um bom contador, é assinar os melhores contratos. Eu sou uma vítima que, por querer tanta fama e fortuna, acabei pagando o preço por isso. Eu não posso falar pelos outros membros do Black Sabbath nesse caso, mas todos nós temos uma parcela de culpa em fatos como ter assinado um contrato não muito bom. Eu acho muito importante que qualquer banda, não importando o quão humilde seja, precisa assinar bons contratos que lhes permitam ter o que precisa: liberdade e segurança. E elas precisam ter um símbolo de arrasar. Mas acima de tudo, músicas perfeitas".

Dar poder aos fãs:

"As melhor coisa que posso dizer é para deixar as pessoas fazerem o que elas quiserem. Deixe as pessoas reagirem; elas tem o direito de aplaudir e vaiar. Deixe elas fazerem o que elas quiserem e deixem elas em paz. Se você tiver feito tudo certo, ótimo, e se não tiver sido bom o suficiente, vá e faça de novo no dia seguinte. Quando você vê o Ozzy (Osbourne), ele vai no palco e diz: 'Mandem ver seus bastardos miseráveis.' Mas esse é o mais longe que ele vai com este tipo de brincadeira pois ele só diz isso para as pessoas ficarem mais animadas. Muitos artistas fazem isso, mas chega uma hora em que eles terão que esperar a reação das pessoas".

Rir e se divertir:

"Uma das coisas mais importantes que você tem que fazer durante as viagens, quando não está tocando, é rir. E rir inclusive de si mesmo. Você precisa dar boas risadas todo dia. É para você ter diversão, não para ficar sério o tempo todo. A música pode ser uma coisa séria e as discussões também, mas é só pensar que isso tudo é bobeira, coisas idiotas que acontecem, e rir disso tudo. Caso contrário não faz sentido".

Leia a matéria completa (em inglês) neste link.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 09 de junho de 2016

Black SabbathBlack Sabbath
"Podemos fazer alguns shows pontuais", diz Iommi

861 acessosBlack Sabbath: projeto Home of Metal chega a São Paulo1871 acessosBlack Sabbath: veja unboxing da "The Ten Year War"1256 acessosDoom Metal: os 25 maiores álbuns do gênero0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Metal para BebêsMetal para Bebês
Canções de ninar para filhos headbangers

Rob HalfordRob Halford
Qual a canção mais demoníaca que existe no metal?

Zakk SabbathZakk Sabbath
A maior banda de covers do Black Sabbath

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Cornos do RockCornos do Rock
A dor e o peso do chifre em três belas canções

Alice In ChainsAlice In Chains
Publicada a última foto de Staley com vida?

RockstarsRockstars
18 roqueiros que já apareceram em filmes

5000 acessosTrollagem: quando as bandas decidem zoar com o playback5000 acessosDoentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos5000 acessosTop 10 Guitarristas: matéria empolgada no Jornal da Globo5000 acessosBruce Dickinson: a melhor resposta para o ataque terrorista de Manchester5000 acessosAvenged Sevenfold: cheirando cocaína com The Rev após a rehab5000 acessosGwar: "não haveria Slipknot sem o Gwar'"

Sobre Leila Oschvat

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online