Iron Maiden: "Filme mostra o que fãs significam para nós!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Glezer, Fonte: Rhapsody Blog, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Jen Guyre, do Rhapsody Blog, conduziu recentemente uma entrevista com o baterista do IRON MAIDEN, Nicko McBrain. Um trecho da conversa pode ser visto abaixo.

389 acessosIron Maiden: Iron Maiden Ex Libris aborda as letras da donzela5000 acessosEm 10/08/1993: Euronymous é assassinado por Varg Vikernes

Rhapsody Blog: Conte-nos sobre "Flight 666".

McBrain: "O que eu posso dizer, além de 'mas que grande filme'? Um punhado de 'hooligans' na estrada, e nós tivemos mais um punhado de 'hooligans criadores de documentários' conosco, filmando tudo. Foi como um misto de emoções e um pouco de preocupação sobre ter alguém vindo e vivendo conosco na estrada com uma câmera por dois meses, porque nós somos pessoas reservadas. Mas foi uma tour muito histórica. Nenhuma outra banda no mundo customizou um 757 para levar 12 toneladas de equipamento e para servir à equipe, à banda, aos amigos, à mídia e tudo mais, nós decidimos documentar isso. Então foi sugerido que nós levássemos esses caras para ver um pouco sobre o trabalho do IRON MAIDEN, o que todo mundo faz na rotina da tour. Não é mais um DVD do MAIDEN tocando ao vivo em algum lugar; É a filmagem de um documentário/concerto, [que documenta] a aventura que nós tivemos, chamada de 'Somewhere Back in Time'. E Sam Dunn e Scotty McFadyen fizeram um trabalho absolutamente fenômenal para nós. Apesar de nós hesitarmos sobre leva-los conosco, nós somos orgulhosos de dizer que agora eles são parte da família".

Rhapsody Blog: O que você achou do filme?

McBrain: É impressionante - brilhante. Não só os pequenos trechos sobre o que nós fazemos no nosso tempo livre (o documentário mostra algumas cenas conosco nos divertindo e tudo mais), mas a filmagem dos shows - a filmagem dos concertos mesmo - eu nunca vi nada tão incrível do IRON MAIDEN no passado. Até o 'Rock in Rio', que tem uma filmagem sensacional, não tem a mesma qualidade de... Eu não sei o que é, não consigo apontar uma coisa; eles simplesmente fizeram um trabalho esplêndido. Eles realmente fizeram todos aparecerem muito bem - especialmente o baterista, quero dizer, ele é um sujeito bonitão de qualquer jeito, mas... [risos]".

Rhapsody Blog: O que você espera que o fãs levem desse filme?

McBrain: "É bem o jeito que o IRON MAIDEN realmente é. Eles podem ver os trabalhos internos do IRON MAIDEN; eles podem ver o sangue, suor e lágrimas, e eu acho que eles também levam o que eles [os fãs] significam para nós. Para mim, esse filme é sobre os fãs, realmente é - ele mostra o amor, a paixão, o suor, a melancolia. E mostra que nós fazemos as coisas com paixão e que acreditamos na essência do IRON MAIDEN, que somos as seis pessoas subindo no palco e tocando".

Rhapsody Blog: E você realmente se relacionam como uma família...

McBrain: "Eu estou há 26 anos na banda - ainda não ganhei o meu relógio de ouro de 25 anos, e estou realmente ficando puto por causa disso [risos] - não, mas isso mostra como nós acreditamos individualmente e coletivamente no IRON MAIDEN: nós amamos a música. Eu tenho essa velha analogia: é como um caso de amor, e o sexo é a música e, nesse caso é muito como isso. É claro que nós temos nossos altos e baixos - não tem nada realmente no filme que mostre que estamos brigando. As brigas são normalmente muito triviais; acho que só houve uma ou duas vezes em que o temperamento subiu. É simplesmente total respeito e amor, sabe? A energia e o elo do IRON MAIDEN é a música, e nós realmente nos damos bem um com o outro. EU amo todos esses caras. Não é nada gay - eu posso abraçar eles e beijar eles na bochecha, mas sem língua [rindo muito]. Mas você sabe, tem uma coisa - quando você é jovem e começa a tocar música, você toca com muitas pessoas e às vezes tem que se esforçar para a sua música sair. Nós estamos todos no mesmo nível musical. Ninguém está abaixo de ninguém. Todos são iguais no que estão fazendo porque cada um é uma parte do outro; nós somos 1/6 cada um. E isso, eu acho, é a diferença - isso e o fato da classe, da qualidade... Para mim é isso".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Show do Ghost é melhor, diz reportagem

389 acessosIron Maiden: Iron Maiden Ex Libris aborda as letras da donzela403 acessosThunderstick: ex-batera do Samson e Iron Maiden lançará novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
Steve Harris nunca gostou de "Flight of Icarus"?

Paul DiAnnoPaul Di'Anno
"Drogas vão cobrar seu preço! Veja meu exemplo!"

Iron MaidenIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Cinema e TV"0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

Em 10/08/1993Em 10/08/1993
Euronymous é assassinado por Varg Vikernes

AC/DCAC/DC
Brian revela segredo obscuro de Angus Young

Timo TolkkiTimo Tolkki
Surtando no Facebook com a filha contra brasileiros?

5000 acessosAskmen.com: site elege as dez melhores músicas do Nirvana5000 acessosAnitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."5000 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la5000 acessosGastão Moreira: A coleção do VJ, apresentador e jornalista musical5000 acessosRafael Serrante: Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio5000 acessosGuitarra: os melhores solos da história segundo a Guitar World

Sobre Rafael Glezer

Estudante de engenharia elétrica pela POLI-USP, começou a ouvir rock com o show do Guns N' Roses no Rock in Rio III em 2001 e nunca mais parou. É fã de automobilismo e de guitarristas como David Gilmour, Slash, Jimmy Page entre outros. Escreve as matérias como hobby e nunca imaginou ter tantos leitores. Encontrado no twitter em @rafaelglezer.

Mais matérias de Rafael Glezer no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online