Uriah Heep: "a indústria musical está uma bagunça"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Daniel Faria, Fonte: Metal-Temple.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Yiannis Zervos, do Metal-Temple.com, recentemente conduziu uma entrevista com o guitarrista Mick Box, da legendária banda veterana de rock progressivo URIAH HEEP, que desabafou sobre a atual situação da indústria musical.

Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal-Temple.com: "Wake the Sleeper" é seu novo álbum e é o primeiro em 10 anos! Por quê vocês esperaram tanto para lançar um novo trabalho?

Mick Box: "Porquê as gravadoras são uma merda completa! A indústria está uma bagunça. Com a internet e downloads grátis, gravadoras faliram, desapareceram... a indústria inteira está em queda livre, ninguém sabe o que vai acontecer. Então nós não conseguíamos achar um lugar para gravar com a indústria em tal estado, daí fizemos o que fazemos melhor - saímos em turnê e lançamos alguns DVDs, só para manter a coisa viva, sabe. Geralmente, a indústria não tinha um lugar para nós. E então finalmente nossa velha gravadora disse que eles queriam fazer um álbum conosco, e nós dissemos 'isto é brilhante, vamos fazer um', e então fizemos aquilo. Eles fixaram uma data de lançamento, e então esperamos um ano inteiro para a Universal lançar o álbum. Só estou dizendo isso para mostrar pra você como as coisas estão frágeis; a indústria está uma bagunça total".

Metal-Temple.com: Você passou pelos altos e baixos da indústria musical. Quando você acha que foi a melhor época para se fazer música?

Mick Box: "A melhor época foi nos anos 70 porque a indústria gravadora estava em crescimento e eles apoiavam os artistas. Quando você assinava um contrato, você assinava para sete álbuns. Você crescia com a gravadora e a gravadora crescia com você. Hoje em dia você pode conseguir um contrato para um álbum só, e não tem espaço para criatividade dentro da indústria. É tudo muito rápido, muito descartável, é um botão para entrar no seu iPod e aí você segue adiante. Nós gastamos milhares de libras no estúdio para pegar o som mais otimizado possível e o MP3 encolhe o resultado final".

Metal-Temple.com: Você está tão dedicado ao URIAH HEEP. Não gravou um trabalho solo ou algo nesses anos!

Mick Box: "Bem, eu formei a banda então é meu único 'esporte'. Para fazer um álbum solo, significa que você tem que desviar sua atenção da banda e eu não estava pronto para fazer isso. O grupo sempre precisou da minha atenção".

Metal-Temple.com: Das bandas que URIAH HEEP influenciou, você recebeu o reconhecimento que devia?

Mick Box: "Sim, é legal que nós tivemos tal efeito e influência em bandas como IRON MAIDEN, KING DIAMOND ou W.A.S.P. e esse pessoal. É bom inspirar pessoas a fazer mais música".




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Uriah Heep"


David Coverdale: Em 1976 ele fez teste para entrar no Uriah HeepDavid Coverdale
Em 1976 ele fez teste para entrar no Uriah Heep

Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock / Metal


Musical Box: Os 20 discos seminais do Hard RockMusical Box
Os 20 discos seminais do Hard Rock

Manowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?Manowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?


Sobre Daniel Faria

Nascido em 1977, cresceu em um lar onde rock progressivo dominava as ondas do ar. Aos 12 anos, com a compra de "Paranoid" (Black Sabbath) tudo mudou e o metal gradualmente passou a ser o som predominante em casa. Estudou Computer Science / Applied Science pela Concordia University (Montreal, Québec, Canada) e hoje vive em um vilarejo rural em Simcoe County, centro-sul de Ontario, Canada.

Mais matérias de Daniel Faria no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336