Metallica: "o novo disco soa mais humano!", diz Ulrich

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Durr Campos, Fonte: Kansas City Star, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Timothy Finn, do periódico The Kansas City Star, recentemente conduziu uma entrevista com o baterista do METALLICA, Lars Ulrich, que falou sobre o processo de gravação do "Death Magnetic".

3160 acessosBill Ward: os dez discos de metal favoritos do baterista5000 acessosFotos de Infância: Janis Joplin

The Kansas City Star: A quê o "Death Magnetic" o remete?

Ulrich: "Me remete a um disco do METALLICA. Tenho uma tendência de pensar sobre momentos interessantes de quando um disco foi feito. Então quando penso no 'Master of Puppets', me vêm à cabeça flashs da época em que o gravávamos. Sei que soa chato, mas não sou do tipo que tem sempre algo extraordinário a dizer sobre tudo".

The Kansas City Star: O que você acha do disco, então? Qual sua reação a ele?

Ulrich: "Quando estamos fazendo um disco, ou apenas finalizando-o, aprendi que você pode se envolver tanto no processo que, independente do resultado, você vai supervalorizar. Para te dar a resposta mais neutra possível, é preciso distanciar-se o máximo de tudo por um instante para, assim, julgar o trabalho. Quando ouvi o DM no meu carro há duas semanas atrás pela primeira vez desde que o finalizamos notei que soava muito 'humano'. Parecia um bando de caras tocando canções juntos, ao invés destes grupos pré-fabricados, estéreis ou desse tipo de gente 'sou-um-babaca-que-toca-o-que-me-mandam-tocar!"

The Kansas City Star: E foi esta a intenção?

Ulrich: "Quando nos encontramos com (o produtor) Rick (Rubin) há alguns anos atrás, ele disse que realmente gostaria de fazer um disco que capturasse a energia que produzimos quando tocamos juntos. Ele sentia que nunca conseguimos isto antes. Quando escuto o disco agora, sinto que ele possui esta energia, nesta veia 'na cara' ou algo parecido. Soa cheio de atitude e poderoso; e soa como um bando de caras vivendo a vida no planeta Terra, tocando juntos e passando por bons momentos. Isso também me 'pegou' quando eu estava dirigindo meu carro muito rápido. Esta sensação é ótima. Se você está atrasado, ponha o disco novo do METALLICA pra tocar. Você vai chegar ao destino mais rápido! Conheci Rick Rubin há muito tempo. Tanto tempo quanto conheci Bob (Rock, ex-produtor da banda). Sempre fomos amigos e costumava me perguntar como soaria nossa música se trabalhássemos com ele. Foi ótimo! Precisávamos mudar e mudamos. Meio que dexamos Rick conduzir o navio; eu e James (Hetfield, guitarrista e vocalista do METALLICA) tentamos recuar e deixar Rick tomar todas as grandes decisões".

"Rick é bem diferente do Bob Rock. Ele tem uma maneira bem particular de ver as coisas. Rick não é um músico; ele não é um cara 'técnico'. Ele é o tipo que deita-se no divã, escuta a música de olhos fechados e diz, 'por que não tentamos isto ou aquilo?' É bem diferente! Ele não fica dizendo, 'dobre essas guitarras' ou “vá para o Fá sustenido ao invés do Sol'. Ele é mais 'pela coisa toda'. Ele diz coisas como, 'vocês não estão tocando como um conjunto. Toquem juntos. Ouçam uns aos outros quando estiverem tocando'. Estes são os tipos de comentários que te fazem repensar, mais que 'toque uma notas diferentes neste solo de guitarra'. Ele não é tão específico. Ele é de fato diferente na forma de conduzir as coisas de um modo que jamais trabalhamos... é mais, como você disse, intuitivo. É como se houvesse um elemento de – e eu digo isso de um modo positivo – um elemento caótico. Eu não acho que ele saiba realmente o que está por vir na semana que vem".

A matéria completa (em inglês) está no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Bill WardBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista

619 acessosMetallica: vídeo oficial de "Fuel" em Orlando3312 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

MetallicaMetallica
A prova que Rick Rubin estragou o "Death Magnetic"

MetallicaMetallica
James Hetfield fala sobre a sensação Ghost

MetallicaMetallica
"Incrível guitarrista e compositor", diz Hetfield sobre Mustaine

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Janis Joplin muito antes da fama

Iron MaidenIron Maiden
Conheça a equipe e família que viaja com a banda

MotorheadMotorhead
"Radiohead e Coldplay não são rock"

5000 acessosUSA Today: as 20 maiores bandas de todos os tempos nos EUA5000 acessosHeavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos5000 acessosEm cana: os rockstars em suas fotos mais constrangedoras4648 acessosSlayer: Confira Angel of Death tocada no banjo5000 acessosTed Nugent: Uma polêmica opinião sobre Pantera e Dimebag Darrell5000 acessosTalento: pra quem tem, a idade é apenas um detalhe

Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online