Matérias Mais Lidas

Doutrinador: Bruce usa camiseta de anti-herói brasileiro para falar sobre novo álbumDoutrinador
Bruce usa camiseta de anti-herói brasileiro para falar sobre novo álbum

Iron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ficar sabendo do título do próximo álbumIron Maiden
A reação de Bruce Dickinson ao ficar sabendo do título do próximo álbum

Renato Russo: Falei merda né?; quando a inveja tomou as bandas brasileirasRenato Russo
"Falei merda né?"; quando a inveja tomou as bandas brasileiras

Megadeth: Mustaine confirma título do novo álbum e revela trecho da faixa-títuloMegadeth
Mustaine confirma título do novo álbum e revela trecho da faixa-título

Guns N' Roses: a curiosa história da última foto de Axl e Slash num show em 23 anosGuns N' Roses
A curiosa história da última foto de Axl e Slash num show em 23 anos

Kiss: após ridicularizar atleta com depressão jornalista é detonada por Paul StanleyKiss
Após ridicularizar atleta com depressão jornalista é detonada por Paul Stanley

Iron Maiden: ouvindo reclamações dos fãs, artista brasileiro melhora capa de SenjutsuIron Maiden
Ouvindo reclamações dos fãs, artista brasileiro melhora capa de "Senjutsu"

Nervosa e Crypta: Prika, Fê e Luana lamentam morte de produtor musicalNervosa e Crypta
Prika, Fê e Luana lamentam morte de produtor musical

America's Got Talent: jovem de 14 anos é ovacionado com Somebody To Love, do QueenAmerica's Got Talent
Jovem de 14 anos é ovacionado com "Somebody To Love", do Queen

David Coverdale: anunciando última tour; quase 70, tá difícil vestir minhas calçasDavid Coverdale
Anunciando última tour; "quase 70, tá difícil vestir minhas calças"

Lista: 20 músicas emotivas para o metaleiro truezão ouvir (e chorar) escondidoLista
20 músicas emotivas para o metaleiro truezão ouvir (e chorar) escondido

Motörhead: quando quase acabaram e gravadora queria que Lemmy lançasse um disco popMotörhead
Quando quase acabaram e gravadora queria que Lemmy lançasse um disco pop

James Hetfield: o profundo conselho que ele deu aos fãs após a morte de Chris CornellJames Hetfield
O profundo conselho que ele deu aos fãs após a morte de Chris Cornell

Metallica: edição limitada do novo tênis da banda será lançada semana que vemMetallica
Edição limitada do novo tênis da banda será lançada semana que vem

Slipknot: graças ao Guns N' Roses o baixista entrou no mundo do MetalSlipknot
Graças ao Guns N' Roses o baixista entrou no mundo do Metal


Stamp

Metallica: "sou grande fã do Maiden, sempre serei", diz Ulrich

Por Douglas Morita
Fonte: Metal Remains
Em 07/10/08

publicidade

Tom Trakas, da revista Midwest Metal, realizou uma entrevista com o baterista do METALLICA, Lars Ulrich, no dia 5 de setembro de 2008. Nela, Lars fala sobre Cliff Burton e sua relação com o IRON MAIDEN, dentre outras coisas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

None But My Own: Eu tenho certeza que em alguns momentos da vida do Metallica você se sentiu sobrecarregado com a imprensa. Onde você está em 2008 em relação à promoção do "Death Magnetic"?

Lars: "Em geral, porque fizemos turnê por todo o verão, quando nós saímos tentamos manter isso em três ou quatro horas por dia pois mais do que isso começa a afetar a apresentação. Mas nos anos 90, nós costumávamos ter essas viagens loucas de promoção onde você passava duas semanas na Europa ou no Oriente ou seja lá onde. Enquanto você está lá, você faz isso por oito a dez horas por dia por, como eu disse, duas ou três semanas direto. Isso te deixa louco porque você está sentado lá no meio da entrevista e não consegue lembrar se respondeu pra esse cara ou pro cara de meia hora antes (risos)! Tem sido louco no entanto, nós temos alguns shows na semana que vem, então temos ensaiado e enquanto fazemos isso nós tentamos manter isso por algumas horas por dia. Eu fiz isso um dia inteiro em Copenhagen que foi meio que oito a dez horas mais ou menos, mas não temos feito isso em tempo integral, eu acho que estamos tentando preservar nossa sanidade, mas parece que a qualquer hora ela pode fugir!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

None But My Own: Voltando após o sucesso de 1991, o homônimo álbum preto, houve uma entrevista na edição número 38 da revista Classic Rock, com uma foto sua e a legenda era algo como "Lars Ulrich, este homem simplesmente não quis ser o 'próximo' Iron Maiden...

Lars: (Risos)

None But My Own: Mas a coisa é, você teve os culhões de realmente sonhar aquele sonho, e mais ou menos fixar esse objetivo para a banda e foda-se se não acontecesse.

Lars: "Eu tenho que dizer, cara, isso era um pouco improvável, digo, se alguém me tivesse dito em 1981 ou 82 que talvez um dia pudéssemos ser iguais mesmo estar nas suas sombras (pausa) olha, Iron Maiden é uma geração diferente. Eu sempre vou admirar o Iron Maiden porque eu cresci admirando eles. O resto disso fica para as pessoas imaginarem. Como eu disse, eu sempre vou admirar o Iron maiden, eu tinha posteres deles no meu quarto. Falar sobre bandas que ocupam um lugar especial no meu coração, o Iron Maiden ocupa um lugar muito especial no meu coração. Sim, nós fomos sortudos o suficiente para, pelo menos nos Estados Unidos, alcançar números maiores ou qualquer coisa que seja, mas se você ou alguém tivesse me dito em 1981 quando James e eu começamos essa banda, que nós seríamos capazes de ser mencionados no mesmo grupo que o Iron Maiden, isso teria nos deixados perplexos. Nós não tínhamos tantos objetivos como a imprensa da Inglaterra dizia, nós não tínhamos idéia de onde estávamos nos metendo. Talvez mais tarde, quando você pode sentir que qualquer coisa que estivéssemos fazendo estava meio que funcionando e deixando as pessoas ligadas, nós estaríamos falando do final dos anos 80. Mas quando começamos? Não poderíamos soar como isso e simplesmente não tínhamos tais objetivos. Quando começamos, era beber cerveja ou um pouco de Goldschläger ou Schnapps ou qualquer merda horrível que bebessemos e nos encontrar para tocar nossas músicas favoritas de heavy metal. Nos primeiros seis meses que a banda estava junta, nós sequer escrevemos uma música! Digo, tinhamos 'Hit The Lights' e então as dez outras músicas eram apenas covers, isso até a 'Jump In The Fire' com o (Dave) Mustaine, que foi quando pensamos: 'Ok, é meio divertido escrever nossas próprias músicas'. (risos) Aqueles primeiros sei-lá-o-que era se divertir, suar a camisa e curtir qualquer merda. Alguns anos depois, houve uma mudança, e você já deve ter me ouvido falar disso antes, mas houve vários momentos de mudanças para o Metallica, que podem ser observados e esse foi um deles. Eu lembro que a última data da turnê do Ozzy seria o aniversário do James, então, era 3 de agosto de 1986 em Hampton, Virgínia e nosso empresário, Cliff Burnstein, veio de Nova Iorque para o último show. Então estávamos todos sentados no fundo do ônibus e ele disse: 'Vocês agora venderam discos suficientes e ganharam dinheiro o suficiente para comprarem casas'. Nós estavamos em turnê com o Ozzy, naquele época, há 5 meses. Todos nós, banda e equipe, bebendo 12 horas por dia, fodendo, apenas vivendo cada fantasia louca com garotas e heavy metal e na estrada. Nós estavamos completamente alheios ao que estava acontecendo, sabe, naquele lado da coisa. Eu me lembro do Cliff (Burton) sentado ali e dizendo, 'Pooooorrraaaa, eu posso comprar uma casa', e o resto de nós ali, digo, o resto de nós não queria comprar uma casa - nós queríamos continuar em turnê! (risos) Não queríamos ir para casa! Então, eu me lembro daquele dia porque foi como: 'Uau, você quer dizer que nós podemos realmente conseguir dinheiro fazendo isso? Você pode comprar uma casa e comprar merda?' E isto foi o que? Cinco anos nisso? Então nós fizemos o negócio do Van Halen no verão [Monster of Rock em 1988] e então todo o outono nós fomos a Europa e então voltamos aos Estados Unidos para começar em Novembro de 1988. Nós tínhamos a gerência de produção do AC/DC, Jake Berry, e nós tínhamos um palco de show de verdade e nós estávamos tocando em arenas e eles agendaram duas noites no Long Beach Arena e eu não achava realmente que poderíamos esgotar uma noite, mas nós esgotamos ambas e este foi outro grande momento. Eu estava meio que, não só você pode conseguir dinheiro para comprar uma casa, mas você pode conseguir dinheiro suficiente para comprar uma casa grande (risos)!! Mas os primeiros seis anos mais ou menos foram felicidade ignorante, quatro caras nerds por aí detonando, se divertindo muito. Mas o 'Justice' foi quando nós tínhamos que juntar isso já que nós éramos a atração principal e nós tínhamos um show de duas horas para tocar todas as noites, mas depois disso as coisas continuaram a crescer e de repente você está fazendo discos com Bob Rock. Mas cara, sobre o Iron Maiden, eu sou um grande fã do Iron Maiden, sempre serei. Nós fizemos alguns shows com eles na Espanha em 1988 e foi a gente, Anthrax e Iron Maiden e foi meio que 'Foda, nós vamos tocar com o Iron Maiden", e nós tivemos a chance de festejar com eles. Cara, foi super legal. Eu fico super animado de que eles ainda estejam por aí e chutando as bundas ao redor do mundo. Eu os vi no Long Beach Arena quatro ou cinco meses atrás e foi fantástico! Steve Harris, eu juro por Deus, eu encontrei Steve Harris pela primeira vez em 1981 e foi o último show que eles tocaram com o Paul Di'Anno em Copenhagen, Dinamarca, em um lugar do tamanho da sua sala de estar. Steve Harris, quando eu os vi em fevereiro desse ano, ele é exatamente o mesmo cara, o mesmo cara que eu encontrei em 81 exceto que ele tem cabelo comprido agora! Quantos caras de 50 anos tem cabelo até a bunda? Eu digo, por que eu não posso deixar meu cabelo crescer, o que acontece (risos)?"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

None But My Own: No seu livro (de 2004) "So What!: The Good, The Mad and The Ugly" na seção do tributo ao Cliff, você escreveu: "Eu queria poder ter passado mais tempo com o Cliff no seu atual estado de espírito." Por favor, comente.

Lars: "Claro. Eu acho que seria interessante sentar aqui com as crianças e, obviamente, após 27 anos fazendo isso, ter um olhar mais saudável sobre a vida, bem como uma análise menos narcisista. Mais mente aberta, menos linear e toda essa coisa, então seria interessante ver com o que ele teria contribuído em alguns dos caminhos musicais estranhos nos quais o Metallica entrou. Ele era tão presente, era difícil definí-lo musicalmente. Ele era muito aberto para coisa diferentes e fodidas e estou muito certo de que ele teria achado legal tocar com a Orquestra Sinfônica de São Francisco! Estou certo de que ele se destacaria nas ásperas sessões do 'St. Anger', mas eu não tenho certeza se ele iria necessariamente concordar com o modo como tudo foi meio misturado em um computador, mas na crueza daquele álbum, eu acho que ele iria se encaixar. Ele provavelmente iria querer mais alguns elementos melódicos, mas em alguns aspectos ele era meio contraditório, ele era todo a favor de melodias e coisas assim mas, ao mesmo tempo, 'Damage Inc.' era uma de suas músicas favoritas. Então havia um monte de energias opostas lá e seria legal dividir com ele a doidera que está acontecendo agora".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A entrevista completa pode ser lida, em inglês, clicando aqui.

Comente: Qual banda ocupa um lugar especial em seu coração?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Metallica: edição limitada do novo tênis da banda será lançada semana que vemMetallica
Edição limitada do novo tênis da banda será lançada semana que vem

Rock e Olimpíadas: músicas que combinam com modalidades disputadas nos Jogos OlímpicosRock e Olimpíadas
Músicas que combinam com modalidades disputadas nos Jogos Olímpicos

Sai, Capeta: 10 músicas que pessoas cristãs (e sensíveis) devem evitarSai, Capeta
10 músicas que pessoas cristãs (e sensíveis) devem evitar

James Hetfield: o profundo conselho que ele deu aos fãs após a morte de Chris CornellJames Hetfield
O profundo conselho que ele deu aos fãs após a morte de Chris Cornell

Metallica: Jon Pardi grava versão country de Wherever I May Roam para o BlacklistMetallica
Jon Pardi grava versão country de "Wherever I May Roam" para o "Blacklist"

Metallica: Wherever I May Roam ganha vídeo do príncipe do reggaetonMetallica
"Wherever I May Roam" ganha vídeo do "príncipe do reggaeton"

Thrash metal: 10 grandes álbuns do estilo lançados em 1988Thrash metal
10 grandes álbuns do estilo lançados em 1988

Metallica: Kirk e Trujillo se juntam ao mestre do jazz Kamasi WashingtonMetallica
Kirk e Trujillo se juntam ao mestre do jazz Kamasi Washington

Metallica: a música que poderia ter o nome da banda; resenha da faixa WhiplashMetallica
A música que poderia ter o nome da banda; resenha da faixa "Whiplash"

Metallica: Eloy Casagrande quebra tudo tocando Dyers Eve na bateriaMetallica
Eloy Casagrande quebra tudo tocando "Dyers Eve" na bateria

Metallica: discos lançados neste século viram quebra-cabeçasMetallica
Discos lançados neste século viram quebra-cabeças

Metallica: dupla de pop latino grava The Unforgiven para o BlacklistMetallica
Dupla de pop latino grava "The Unforgiven" para o "Blacklist"

Metallica: confira The Unforgiven ao vivo, gravada em show que James não podia tocarMetallica
Confira "The Unforgiven" ao vivo, gravada em show que James não podia tocar

Metallica: e se ao invés do thrash, eles tocassem southern/stoner metal?Metallica
E se ao invés do thrash, eles tocassem southern/stoner metal?

Metallica: banda vai celebrar 40 anos com dois shows exclusivos para membros de fã-clubeMetallica
Banda vai celebrar 40 anos com dois shows exclusivos para membros de fã-clube


Ghost: Veja James Hetfield tocando Cirice em ensaioGhost
Veja James Hetfield tocando "Cirice" em ensaio

Metallica: Kirk Hammett critica discurso inicial de Donald TrumpMetallica
Kirk Hammett critica discurso inicial de Donald Trump

Megadeth: Nos primórdios, plano de Mustaine era destruir o MetallicaMegadeth
Nos primórdios, plano de Mustaine era destruir o Metallica


Guns N' Roses: Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?Guns N' Roses
Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, odeia a banda?

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Douglas Morita

Douglas Morita acha que se existem constantes em sua vida, uma delas definitivamente é o Metallica. Fã da banda desde que se conhece por gente, criou o site Metallica Remains em 1998 e considera o grupo como sua principal - porém, obviamente, não única - influência musical. Além do Metallica, tenta ouvir de tudo um pouco, sem se limitar a estilos ou rótulos.

Mais matérias de Douglas Morita.