Judas Priest: "muito orgulho do que alcançamos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diego Gomes de Souza, Fonte: Beat Magazine, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Arthur Karras, da Beat Magazine australiana, conduziu recentemente uma entrevista com o baixista do JUDAS PRIEST, Ian Hill, que falou sobre o novo trabalho da banda, "Nostradamus".

Judas Priest: em 1990, a banda atingia seu ápice com PainkillerMusic Radar: Os maiores frontmen de todos os tempos

Sobre o novo álbum, o conceitual "Nostradamus":

"É um trabalho sólido para nós. Após o 'Angel of Retribution' ficamos gratos de ter Rob Halford de volta à banda depois de uma década fora. Ele é o JUDAS PRIEST. Como banda nós começamos a escrever um material novo quando nosso gerente deu a idéia de um álbum conceitual sobre a vida e os tempos de Nostradamus. Nós todos rimos no começo, mas K.K., Glenn e Rob realmente entraram de cabeça no projeto e foi como vê-los voltar à escola. A pesquisa foi exaustiva".

"Nós não somos devotos desse homem, e eu ainda acho que boa parte disso é provavelmente um monte de besteira, mas como a história de um homem, é algo imenso e musicalmente tem sido um grande desafio e progresso para nós. Após todos esses anos nesse ramo, é ótimo ter esse sentimento. Ah... a propósito, o mundo acaba em 2014, então não se preocupem em pagar nenhuma hipoteca ou débito - vão e aproveitem suas vidas."

"Há 14 músicas definitivas nos dois álbuns, mas existem muitas pontes e passagens orquestradas, e os discos foram feitos para serem escutados como um corpo de trabalho. Não é um álbum pop com três hits, é um corpo de trabalho massivo feito para ser escutado de uma só vez. Os fãs irão ouvir coisas que não haviam escutado antes com as composições do coral, a orquestração, mas não se preocupem, ainda é uma trabalho do JUDAS PRIEST e, obviamente, será pesado."

Sobre se é verdade que ele conheceu Rob Halford quando namorava sua irmã:

"Eu realmente estava namorando sua irmã há muito tempo atrás. Ela me disse que tinha um irmão que queria cantar e depois de algumas tentativas sem sucesso, K.K. e eu decidimos conferir esse cara chamado Rob, puramente como um favor à minha garota naquela época. Eu fiz mais do que namorá-la, acabei me casando com ela. Embora estejamos divorciados agora, nós temos um lindo filho com seus 20 anos chamado Alex".

Sobre o motivo de não se preocupar mais em compor música:

"Eu deixo isso para o trio de escritores. Eu costumava escrever antigamente e algumas de minhas composições acabaram saindo nos álbuns. Eu creio que Glenn, K.K. e Rob se relacionam muito bem para compor e eu não quero incomodar. Mesmo porque nesse projeto eu não me envolvi demais. Eu esperei que eles me dizessem o que eu deveria tocar e assim por diante. Até Halford fingiu estar interessado, mas deixou a maior parte do trabalho para K.K. e Glenn, os quais estavam imersos no projeto."

Sobre ser parte de uma banda que definiu um gênero e gerou incontáveis imitadores:

"Nós estamos muito orgulhosos do que alcançamos. Quando eu formei essa banda em 1970, eu não tinha grandes planos. K.K. Downing e eu éramos apenas colegas de escola que queriam tocar música. Nós temos uma grande família entre nós e como família nós temos nossos bons e maus dias, mas sem soar nostálgico, sim, é muito bacana o que nós alcançamos."

A matéria completa (em inglês) está no link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Judas Priest"


Judas Priest: em 1990, a banda atingia seu ápice com PainkillerJudas Priest
Em 1990, a banda atingia seu ápice com Painkiller

Judas Priest: "Breaking The Law" em comercial de companhia de seguros

Iron Maiden: Steve Harris não descarta possível turnê com Judas PriestIron Maiden
Steve Harris não descarta possível turnê com Judas Priest

Ozzy Osbourne: anunciadas, de novo, datas remarcadas de turnê com Judas PriestOzzy Osbourne
Anunciadas, de novo, datas remarcadas de turnê com Judas Priest

Megadeth: Dave Ellefson rasga elogios a Ian Hill, do Judas PriestMegadeth
Dave Ellefson rasga elogios a Ian Hill, do Judas Priest

Rob Halford: autobiografia sai em outubro de 2020

Curiosidade: 5 músicos mais novos que as bandas em que tocamCuriosidade
5 músicos mais novos que as bandas em que tocam

Big 4 britânico: Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e MotörheadBig 4 britânico
Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e Motörhead

Judas Priest e Iron Maiden: Rob Halford adoraria ver as bandas juntas em turnêJudas Priest e Iron Maiden
Rob Halford adoraria ver as bandas juntas em turnê

Judas Priest: como surgiu o agudo típico de Rob HalfordJudas Priest
Como surgiu o agudo típico de Rob Halford

Em foto: Andre Matos agradece a influência de Rob HalfordEm foto
Andre Matos agradece a influência de Rob Halford

Judas Priest: As 10 melhores músicas segundo o LoudwireJudas Priest
As 10 melhores músicas segundo o Loudwire


Music Radar: Os maiores frontmen de todos os temposMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

Muito antes do Led Zeppelin: A origem da guitarra gêmeaMuito antes do Led Zeppelin
A origem da guitarra gêmea


Sobre Diego Gomes de Souza

Nasci em 14 de novembro de 1988 e gosto de música como um todo, porém, me empenho mais em conhecer bandas novas dentro do estilo do Metal, desde heavy metal a death/thrash que são os gêneros que mais me agradam. Sou fanático por bandas como Sarcófago, Rotting Christ, Krisiun e Metallica. Gosto muito de traduzir textos e tudo que é relacionado a línguas. Estou cursando o curso de Tradutor e Intérprete na Unifran (Universidade de Franca), por isso colaboro com o site whiplash.

Mais matérias de Diego Gomes de Souza no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336