Megadeth: "música é um ato político em essência"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gustavo Hermann, Fonte: Grand Rapids Press, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

John Serba, do The Grand Rapids Press, recentemente encontrou-se com Dave Mustaine, frontman do MEGADETH.

3337 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosSexo e rock n' roll: banda grava e vende pornô para bancar despesas

Nos anos oitenta, a banda era parte integrante da evolução do Metal. Juntamente com outros astros do gênero como METALLICA, ANTHRAX e SLAYER, Mustaine contribuiu para a criação de uma agressiva corrente musical que estourou no mainstream no início dos anos 90, quando o MEGADETH enchia estádios de futebol na turnê de seu álbum “Countdown to Extinction,” lançado em 1992. Ainda assim, Mustaine não vê muita diferença entre artistas e políticos.

“Acho que fazer música é um ato político em essência, já que [a música] é um meio para se dizer algo”, diz ele. “É quase a mesma coisa que ter um lugar em uma assembléia, você está falando às pessoas”.

É notável que Mustaine ainda tenha a energia e o espírito para criar música com tal força e profundidade se considerarmos: seus problemas com drogas no passado, tão explorados pela mídia; uma amarga e contínua contenda com seus ex-colegas de banda do METALLICA; um desentendimento com seu companheiro de longa data no MEGADETH, o baixista David Ellefson, que terminou em litígio. E ainda, em 2002, um nervo do braço machucado levou o grupo a um hiato de dois anos e exigiu de Mustaine uma longa reabilitação.

Tudo isso gerou novas perspectivas para Mustaine. “Na maior parte do tempo, eu estava perdendo um monte de tempo olhando pelo espelho retrovisor, me certificando de que não estava sendo perseguido, e tinha meu pé enfiado através do assoalho tentando alcançar quem quer que fosse que estivesse na minha frente”, diz ele. “Talvez tenha sido uma espécie de amadurecimento, mas quando machuquei meu braço, finalmente passei a me contentar com o que tenho”.

O artigo completo (em inglês) está no mlive.com.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3048 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa505 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3508 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
"Risk" poderia ter sido o fim da carreira

MegadethMegadeth
As dez melhores músicas, conforme o Loudwire

MegadethMegadeth
Kiko conta como foi primeiro encontro com Mustaine

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

Sexo e rock n rollSexo e rock n' roll
Banda grava e vende pornô para bancar despesas

ShamanShaman
Fernando Quesada desabafa sobre cena brasileira

Nicko McBrainNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

5000 acessosIron Maiden: Nado sincronizado ao som de "The Trooper"5000 acessosLGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuais5000 acessosMetallica: banda pensou em demitir Lars Ulrich?5000 acessosPizza: como ser True-Metal-From-Hell na hora de pedir uma5000 acessosDave Lombardo: "não gosto que falem merda sobre Lars"5000 acessosMegadeth: "Dystopia" não seria tão bom com Menza e Friedman

Sobre Gustavo Hermann

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Gustavo Hermann no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online