Epica: "Delain + God Dethroned", diz Jansen

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emmanuella Conte, Fonte: PiercingMetal.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Piercingmetal.com entrou em contato no início do mês passado (setembro) com o guitarrista/fundador do EPICA, Mark Jansen, que falou sobre o último trabalho da banda, que contou com Ariën van Weesenbeek, do GOD DETHRONED.

Classic Rock: as 10 melhores baladas dos anos 80Monsters Of Rock 2015: conheça a loira que "deu um show" com o Steel Panther

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Piercingmetal.com: Eu acho que essa pode ser uma pergunta comum, mas o quão fácil ou difícil é comparar o novo álbum ("The Divine Conspiracy") ao "The Phantom Agony" ou ao "Consign to Oblivion"?

Mark: "Bom, com o The Phantom Agony é em um caminho totalmente diferente, porque foi nosso álbum de estréia e não haviam muitas expectativas ainda, de modo que podíamos fazer música livremente. Com o 'Consign to Oblivion' houve mais pressão, mas dessa vez pudemos nos livrar dela. Nós podíamos fazer apenas a música que queríamos para nós mesmos; todo o material teve que vir do nosso coração e tem muito tempo que eu faço música desse jeito. Sem pensar, só fazendo o que quer que me viesse. Talvez seja a razão principal pela qual o álbum soe tão pesado, porque eu não penso: 'oh, talvez isso esteja pesado demais, ou muito Metal', como oposição a ser um pouco mais 'mainstream'. Dessa vez eu disse dane-se e me deixe fazer o que eu acho legal pra mim; e quando eu gosto muito, sei que os fãs mais teimosos do EPICA vão gostar também".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Piercingmetal.com: Como nós já havíamos discutido anteriormente, a bateria foi feita por Ariën van Weesenbeek, do GOD DETHRONED. Como um membro de uma das bandas líderes de Death Metal da Holanda lhe veio na cabeça como a pessoa perfeita para gravar este álbum? Você achou fácil trabalhar com ele, ao contrário do antigo baterista da banda?

Mark: "Sim, para responder a sua última pergunta, porque esses caras são bem diferentes. Arien é mais tranquilo do que você imagina. Atrás da bateria ele é um demônio, e quando ele sai de trás da bateria e vem conversar com você ele é um cara modesto e muito diferente. O mesmo acontece no estúdio, porque ele é muito tranquilo e traz ótimas idéias, bem diferente de Jeroen - eu tenho que ser honesto. As vezes Jeroen era um saco, no estúdio. Quando você tinha alguma sugestão ele diria simplesmente 'dane-se' e tal, e então faria tudo do jeito dele. As vezes isso pode ser realmente bom, mas às vezes isso pode custar à banda. Então foi um alívio gravar com o Arien, porque ele foi realmente um cara bom. Para responder à outra pergunta, nós não estamos com medo que este possa ser muito pesado para o EPICA, porque ele também já havia gravado um álbum com o DELAIN, que é uma banda gótica holandesa que está na veia do WITHIN TEMPTATION. Então nós pensamos: se pegarmos o DELAIN e o GOD DETHRONED e misturarmos fica mais ou menos um EPICA. Você tem o material pesado do GOD DETHRONED na nossa música e o lado mais melódico do DELAIN. Então isso nos fez pensar que Arien era o baterista perfeito, e ficou ótimo, então eu estou realmente contente que tenhamos tido a chance de tê-lo neste álbum".

A entrevista completa (em inglês) está no link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Epica"Todas as matérias sobre "God Dethroned"


Melhores de 2014: as escolhas do redator Samuel CoutinhoMelhores de 2014
As escolhas do redator Samuel Coutinho

Simone Simons: musa elege atrizes para interpretá-la no cinemaSimone Simons
Musa elege atrizes para interpretá-la no cinema


Classic Rock: as 10 melhores baladas dos anos 80Classic Rock
As 10 melhores baladas dos anos 80

Monsters Of Rock 2015: conheça a loira que deu um show com o Steel PantherMonsters Of Rock 2015
Conheça a loira que "deu um show" com o Steel Panther


Sobre Emmanuella Conte

Emmanuella Conte é paranaense residente em Goiás; está graduando em Biologia e trabalha na área ambiental. Nas horas vagas, dedica-se ao curso de Alemão, vai às apresentações das bandas locais ou fica pela internet procurando por notícias e fotos de suas bandas favoritas. Entre os estilos que mais gosta estão o Classic Rock, Hard Rock/AOR, Heavy/Thrash/Power/Speed/Symphonic Metal, Industrial, Metalcore e o Punk, sendo grande simpatizante do movimento setentista. Aspirante a beatlemaníaca por culpa do pai, indentifica-se com a cultura trash em geral, desde filmes de terror-B ao Horror Rock, por culpa da mãe. Pelo resto, ela se responsabiliza.

Mais matérias de Emmanuella Conte no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336