Pyramaze: "Barlow é muito conhecido no cenário!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale, Fonte: Portal Mundo Rock
Enviar Correções  

O quinteto Pyramaze, embora conte com dois CDs lançados (o mais recente "Legend Of The Bone Carver" lançado no Brasil pela Silent Music) está chamando muita atenção por ter adicionado Matthew Barlow (ex-Iced Earth, que abandonara o heavy metal para trabalhar como policial nos Estados Unidos) em suas fileiras. É claro que não poderíamos perder a oportunidade de bater um papo com o guitarrista Michael Kammeyer. Claro que a entrada de Matt foi o assunto mais conversado, mas ainda deu muito tempo para falarmos da banda, e de outros detalhes, que você confere abaixo.

publicidade

Entrevista concedida ao Portal Mundo Rock www.mundorock.net

Mundo Rock – Não vou negar que a adição de Matthew Barlow (ex-Iced Earth) ao Pyramaze está chamando muita atenção para a banda. O que você acha disso?

Michael – Eu acho muito natural, já que Matt é muito conhecido no cenário heavy metal. Trazê-lo de volta ao metal e colocá-lo como nosso vocalista é sensacional para nós e para os fãs de Matt é claro. Quem gosta do Pyramaze e do Iced Earth irá falar bastante do assunto por um tempo, e certamente quando o CD novo for lançado, as pessoas nos verão como uma banda, e não apenas como a banda de Matt.

publicidade

Mundo Rock – "Legend Of The Bone Carver" foi lançado em 2006. Como você analisa a resposta da crítica e dos fãs?

Michael – Tivemos uma resposta ótima para este álbum. A imprensa nos deu boas notas e os fãs curtiram nosso trabalho. Muitos nos disseram que este era um dos melhores álbuns conceituais que tinham escutado, o que nos deixou muito satisfeitos. A reação das platéias quando tocamos as músicas ao vivo foi fantástica.

publicidade

Mundo Rock – Vocês tocaram com várias bandas como o Angra, Morbid Angel e Girlschool. Você não teme a ira dos fãs mais radicais do heavy metal?

Michael – Não fazemos muitos shows, e a maioria destes eventos aconteceu em festivais europeus. Como não tivemos um pacote de turnê com estas bandas, não houve problemas.

Mundo Rock – "Legend Of The Bone Carver" é um bom CD de prog-metal, mas o heavy metal se faz muito mais presente em faixas como "The Bone Carver" e "Tears Of Hate". Essa é uma tendência a ser mantida no próximo trabalho?

Michael – Acho que o próximo trabalho será mais lento e pesado e menos progressivo. Estamos nos distanciando gradativamente do power-metal e do prog-metal, com riffs mais heavy e mais épicos. Nunca pensei no Pyramaze como uma banda prog, até porque nossas influências são muito variadas. Se eu fosse rotular o Pyramaze teria que usar um termo como "epic-power-prog-dark metal".

publicidade

Mundo Rock – Christina Oberg faz um belo dueto com Lance King na balada "She Who Summoned Me". Como se deu sua participação?

Michael – Ela estudava na Royal Academy Of Music juntamente com nosso baixista Niels na Dinamarca. Esta foi à maneira como nos conhecemos. Eu escrevi uma música que pedia vocais femininos, e Niels nos sugeriu o nome dela. Foi algo bem rápido e fácil, e ela se mostrou a escolha perfeita para esta música.

publicidade

Mundo Rock – Vocês não fazem muitos shows... é algo planejado?

Michael – Mesmo não fazendo muitos eventos o público é sempre fantástico. Não podemos entrar em turnês longas porque quase todos temos nossos empregos normais. Infelizmente o metal não paga nossas contas, e muitos precisamos de um bom cheque para poder continuar nossas vidas normalmente.

publicidade

Michael – Então optamos por tocar em período de férias de nossos trabalhos. Não temos shows planejados para o ano que vem , mas estou certo de que teremos alguns convites para os festivais europeus.

Mundo Rock – Matt está trabalhando como policial nos Estados Unidos. Este fato não será um agravante?

Michael – Não... falamos muito com Matt sobre isso antes de ele entrar na banda. Ele fará como nós, tocando em suas férias de seu emprego. Vamos conciliar as agendas.

publicidade

Mundo Rock – Ainda sobre Matt, como se deu sua entrada na banda? E porque Lance King saiu?

Michael – Lance foi demitido – é simples. Tivemos problemas pessoais e profissionais que inviabilizaram sua continuidade na banda. Matt entrou na banda depois que conversamos via email. Eu lhe falei sobre a banda, e mandei links para nosso "Myspace" para que ele pudesse nos conhecer e ouvir nossas músicas. Ele gostou do que ouviu e começamos a conversar via fone sobre objetivos e detalhes do que viria a ser sua cooperação no Pyramaze. Eu e Matt conversamos muito antes de ele aceitar o convite. Ele gostou muito de nosso último CD, e foi o primeiro que enviei para que ele pudesse se familiarizar com nosso trabalho. Ele aceitou, e na época já vinha manifestando a vontade de voltar a cantar heavy metal. Conosco ele poderia não só realizar este sonho, como manter seu emprego normal sem problemas. E agora estamos juntos.

Mundo Rock – Já fizeram algum ensaio ou show com ele?

Michael – Não, nem shows nem ensaios. Apenas terminamos a parte instrumental do novo CD na Dinamarca. Matt irá receber estas faixas em breve, junto com os esboços das letras, para que passemos os próximos meses trabalhando nas músicas. Matt estará trabalhando nas linhas vocais em seu país. Só quando finalizarmos essa parte da composição é que poderemos ensaiar com Matt, e isso não ocorrerá até 2008. Nosso primeiro show também irá demorar, porque esse nosso trabalho feito "à distância" é mais lento. Quando começarmos a tocar ao vivo ele também cantará as músicas antigas, e será no "Estilo Matt"!

Mundo Rock – Michael, obrigado pela entrevista. Este espaço é seu para deixar uma mensagem aos fãs brasileiros!

Michael – Obrigado pelas mensagens e espero que o Brasil receba este novo "line-up" do Pyramaze e nos aprove e ajude. Se você se considera um fã do Pyramaze agora você é oficialmente um "Pyra-Warrior" (Risos). Obrigado!

Site Oficial: http://www.pyramaze.com

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista

Nirvana: Kurt Cobain era meio pau no cu, diz produtorNirvana
"Kurt Cobain era meio pau no cu", diz produtor


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin