Dave Mustaine: "O Megadeth sou eu!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Segue abaixo um trecho de entrevista com Dave Mustaine realizada em abril de 2007 por Chris Gill, da revista Guitar One.

3266 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosAutismo: rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Guitar One: Quando "The System Has Failed" saiu, você disse que seria o último álbum do MEGADETH. O que te inspirou a mudar de idéia?

Mustaine: "Inicialmente 'The System Has Failed' deveria ser um álbum solo. Eu deixei o MEGADETH para trás em 2002 e estava seguindo com minha carreira solo. Quando eu estava no estúdio, eu recebi um telefonema dizendo que eu devia a minha gravadora um novo álbum do MEGADETH. Até eu dar isso, eles teriam os direitos sobre mim como artista solo. Eu não gostei da idéia de alguém ter os meus direitos para sempre, então minha carreira solo teve que esperar".

"Esse álbum deveria ser o último do MEGADETH, mas quando saímos em turnê a resposta do público foi realmente surpreendente. Ela apenas continuava a aumentar. A hora parecia certa para aquilo. Todos estes jovens guitarristas citando MEGADETH e minha última banda como suas influências, e esses garotos eram realmente talentosos. Ter eles fazendo uma homenagem a mim foi realmente lisonjeiro. Como resultado disso, várias pessoas estavam indo nos ver. A Gigantour despertou muito interesse no MEGADETH".

Guitar One: Isto afetou sua forma de tocar?

Mustaine: "Eu sentia falta de ser aquele guitarrista que todos admiravam - não necessariamente gostavam, mas admiravam. Este é um nível do quão bom você é. Você terá pessoas que te amam e aquelas que te desprezam. Para os que me amam, eu estou honrado. Para os que me desprezam, eu estou feliz".

Guitar One: Glen se encaixa perfeitamente na banda. Como ele se compara aos outros guitarristas com os quais você já trabalhou?

Mustaine: "Eu não sabia que eu poderia substituir Marty Friedman. Quando Al Pitrelli veio, ele foi um bom substituto, mas ele certamente não era uma reposição. Aquele período foi tão vazio. Duas pessoas na banda não queriam continuar e outro cara achava que era a banda dele e não minha. Pelo que me lembro quando o ônibus deixou o Metallica em Nova Iorque e foi para a California, nós não paramos em Minnesota. MEGADETH é minha banda e sempre será. Qualquer um que disser que o MEGADETH não sou eu é um tolo. É tão asinino como dizer que Ozzy Osbourne não é Ozzy Osbourne. Eu sou um artista solo que tem músicos fantásticos e uma banda a minha volta que toca sob o nome de MEGADETH. Se a voz mudasse não seria a mesma coisa. Eu não posso te dizer como me senti a primeira vez que ouvi VAN HALEN com Sammy Hagar, (canta 'Why Can't This Be Love?') 'do-doot, do-doot, do, do do do do-doot, do-doot, do-doot, do, do do do do-doot'. Este era o sorveteiro? Sammy, o que aconteceu com 'This Planet's On Fire'? Você não pode mudar a voz".

"Eu sei que nossos fãs são muito complacentes, e eu sei que o público está muito curioso para saber o que está acontecendo com o MEGADETH agora. Havia um período alguns anos atrás quando eu comprometí minha direção. Por volta de 2002 eu olhei para o que eu estava fazendo e disse: 'Eu não quero mais fazer isto'. Por isso eu acabei com o MEGADETH. Mas agora eu me nego a abrir mão. Eu só estou preocupado com minha própria música. Eu estou muito excitado com o que está acontecendo com este CD".

A entrevista completa será publicada na edição de maio da revista Guitar One. Mais informações no site www.guitaronemag.com.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de outubro de 2012

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3030 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa501 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3500 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
Uma dica para presentear o garoto Kiko

Marty FriedmanMarty Friedman
Kiko Loureiro é um guitarrista maravilhoso

MegadethMegadeth
Dave Mustaine se mudou para a Barretos dos EUA pela filha

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

AutismoAutismo
Rockstars famosos autistas, ou com suspeita de autismo

Derek RiggsDerek Riggs
A história por trás do mascote da Donzela de Ferro

Not TrooNot Troo
João Gordo posta foto com James Hetfield na Disney

5000 acessosAlice In Chains: seria essa a última foto de Staley com vida?5000 acessosSebastian Bach: descrevendo o horror de urinar com Phil Anselmo5000 acessosIron Maiden: a fotografia de "The Final Frontier"5000 acessosRenato Russo: "Será que esquecemos a Ditadura Militar?"5000 acessosSeparados no nascimento: Roger e Piu Piu Monstro5000 acessosJustin Bieber: convidado para participar de show do Dark Funeral

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online