Tony Iommi cita vinda ao Brasil em entrevista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: MetalEater.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O guitarrista e mentor do BLACK SABBATH, Tony Iommi, conversou recentemente com o website MetalEater.com a respeito do projeto HEAVEN AND HELL, que conta com a participação de Ronnie James Dio nos vocais.

612 acessosBlack Sabbath: Ward está vendendo mais de 200 peças de equipamento5000 acessosQueen: as 10 melhores músicas da banda segundo a UCR

Nesta entrevista, conduzida por Philip Wickstrand, Iommi não descartou a possibilidade de gravar um novo álbum de estúdio com esta formação. Confira os principais excertos do bate-papo logo a seguir:

MetalEater.com — Imagino que esta pergunta já tenha sido feita algumas centenas de vezes, mas ainda há algumas pessoas por aí que não sabem por que a reunião está sendo chamada de HEAVEN AND HELL e não BLACK SABBATH.

Tony Iommi — "Bem, originalmente, quando começamos tudo, chamaríamos a turnê de ‘Heaven and Hell’, e começamos a pensar: ‘legal, vamos chamar a banda de HEAVEN AND HELL, para que as pessoas saibam o que estarão assistindo’. Não é a versão Ozzy... se nós saíssemos em turnê sob o nome BLACK SABBATH, isso confundiria as pessoas, porque fizemos uma turnê com o BLACK SABBATH e Ozzy. Então, achamos que seria melhor ter um começo mais novo, sair por aí com algo diferente, porque todo o repertório será baseado na fase de Dio, por isso soa correto nos chamarmos HEAVEN AND HELL. Quero dizer, poderia ser BLACK SABBATH, sou o dono do nome, mas achamos que isso seria o melhor a se fazer. Daí você não teria todo mundo dizendo: ‘mas eu pensei eu penso que aquele era o BLACK SABBATH’. Deixa tudo mais limpo, e gostamos da idéia de sair por aí com algo diferente e não termos que tocar todo o material mais velho do SABBATH que não quisermos".

MetalEater.com — Por que razão Bill Ward não foi capaz de participar da reunião?

Iommi — "Bem, quando começamos tudo o Bill estava envolvido. Ele chegou a vir para a Inglaterra e trabalhar comigo por uma semana, mas não achamos que seria correto para ambos os lados. Do lado do Bill e do nosso lado. Até porque, a maior parte do repertório quem tocou foi o Vinny [Appice]. Não ficaram ressentimentos, não há qualquer sentimento ruim, não nos separamos nem nada. Foi apenas uma escolha, e o próprio Bill concordou que seria melhor ter o Vinny mesmo".

MetalEater.com — Fale-nos a respeito das novas faixas de estúdio que vocês gravaram para a coletânea “Dio Years”.

Iommi — "São três músicas, temos uma faixa mais lenta, outra pesada e outra rápida. A faixa mais lenta chama-se ‘Shadow Of The Wind’. E foi uma música bem pesadona cujo riff principal quem trouxe foi Ronnie, eu adicionei outros aqui e acolá. Uma faixa bem legal que todo nós gostamos, ela tem uma pegada bem parecida com as músicas antigas que gravamos juntos. A outra chama-se ‘Devil Cries’ e uma mais lenta, baseada em bons riffs e com uma linha vocal demais, e a última é ‘Eye InThe Wall’, que é rápida e boa demais".

MetalEater.com — E nós ouviremos essas músicas ao vivo?

Iommi — "Ah, sim. Nós tocaremos essas músicas, absolutamente".

MetalEater.com — Podemos, então, esperar por um novo álbum de estúdio?

Iommi — "Com quem?"

MetalEater.com — Com Dio.

Iommi — "Com Dio... bem, não é algo completamente fora de questão. Acho que... na verdade, falamos a respeito disso quando todos estivemos em casa, enquanto gravávamos as três faixas inéditas. Nós dissemos: ‘que inferno, podíamos gravar um álbum inteiro nesse momento’, mas tivemos que parar em três faixas. E, até porque, a gravadora nem queria que gravássemos essas três faixas inéditas, mas nós insistimos que queríamos essas três músicas, e como já estávamos juntos mesmo, podíamos ter feito um álbum, quem sabe? Quer dizer, seria bem legal se fizéssemos".

MetalEater.com — E quais as possibilidades de vocês gravarem um CD/DVD ao vivo desta turnê?

Iommi — "Sim, estávamos falando sobre isso mesmo, em fazer algo nesse sentido nesta turnê. E isso seria bem legal, seria demais para os fãs terem algo assim".

MetalEater.com — Quais são suas expectativas para esta turnê?

Iommi — "Não tenho quaisquer expectativas, só quero sair e tocar um bom repertório. E eu sei que com as pessoas envolvidas nessa formação teremos um bom repertório e é isso que eu quero. Quero ser capaz de sair por aí e me divertir. Não espero... não estou procurando problemas ou algo assim — só quero sair e divertir os fãs, e acho que isso será bem interessante".

MetalEater.com — Falando sobre a América do Norte, você ficou surpreso ao saber que tocarão em grandes casas com essa formação em particular?

Iommi — "Não, não estou surpreso. A coisa toda... queríamos sair em grande estilo, não era nosso objetivo tocar em pequenos clubes. Acho que você tem que ser capaz de sair e fazer o melhor possível para você mesmo".

MetalEater.com — Vocês farão uma turnê completa pelos EUA ou serão apenas algumas cidades?

Iommi — "Não temos ainda informações definitivas quanto à tour americana. As coisas estão sendo acertadas enquanto conversamos. De fato, fui informado pelo nosso manager que algumas datas nos EUA estão sendo trocadas porque devemos ir ao Brasil após o Canadá. Iríamos ao Brasil apenas depois de Nova Iorque, mas acho que houveram algumas mudanças, então não posso informar com certeza sobre a turnê americana.

Para ler a entrevista na íntegra, em inglês, clique aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Black SabbathBlack Sabbath
Ward está vendendo mais de 200 peças de equipamento

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Black SabbathBlack Sabbath
Bob Esponja em versão visceral de "War Pigs"

Ronnie James DioRonnie James Dio
"Ozzy não canta como eu, Ian Gillan ou Rob Halford!"

OzzyOzzy
Relembrando acidente quase fatal com quadriciclo

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"0 acessosTodas as matérias sobre "Heaven And Hell"

QueenQueen
As 10 melhores músicas da banda segundo a UCR

Eduardo e MônicaEduardo e Mônica
Uma análise do maior sucesso da Legião Urbana

Floor JansenFloor Jansen
"Eu não sou uma puta arrogante"

5000 acessosQueen: as 10 melhores músicas da banda segundo a UCR5000 acessosLegião Urbana: Eduardo e Mônica, uma análise psico-neurótica5000 acessosFloor Jansen: "Eu não sou uma puta arrogante"5000 acessosSepultura: Dave Grohl revela que a banda é uma de suas preferidas5000 acessosSlipknot: veja a evolução das máscaras de cada integrante da estreia aos dias atuais5000 acessosLemmy: cinzas foram depositadas próximo ao túmulo de Dio

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online