Behemoth: Nergal comenta a passagem da banda pelo Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar Correções  


Durante o mês de dezembro, os poloneses do Behemoth estiveram na América do Sul realizando a turnê que promove o novo álbum da banda, entitulado "Demigod". Nergal, o vocalista, fala da excelente fase da banda, de sua passagem pelo Brasil e do amadurecimento da banda. Acesse o site da Century Media (www.centurymedia.com.br) para mais informações sobre a banda.

publicidade

Créditos: Juliana Negri – Assessoria de Imprensa (CENTURY MEDIA)

Pergunta - Qual o sentimento em tocar na América do Sul, especialmente no Brasil?

Nergal / É excitante demais!!! Essa é nossa primeira vez na América do Sul e é claro que não podíamos estar mais felizes. Temos isso como a realização de um sonho da banda, que sempre quis entender o motivo pelo qual bandas passam por aqui todos os anos. É normal fazermos shows na Europa, mas agora, finalmente estivemos no Brasil. Em São Paulo, tivemos uma grata surpresa com o público. Mas a turnê toda foi simplesmente incrível: a produção e organização da Tumba e o suporte que a Century Media nos forneceu fez de cada show algo impressionante para nossos olhos. Agora, com o final da turnê aqui estou até pensando em aprender espanhol, para que eu possa entender tudo o que o pessoal fala na próxima vez que estivermos aqui. As expectativas foram as melhores possíveis e não nos decepcionamos de forma alguma.

publicidade

Pergunta - O que vocês acharam dos fãs brasileiros?

Nergal / O que eu posso dizer deles? Apesar de todos os problemas que tivemos com equipamentos em Belo Horizonte, por exemplo, o pessoal foi bastante receptivo conosco. Em São Paulo então, superamos nossas expectativas em relação ao público. Não costumamos ver isso pela Europa. No Brasil, o clima é diferente, em se tratando de música pesada. Tivemos a grata oportunidade de visitarmos a Galeria do Rock e, caralho! Aquele lugar parece que parou no tempo, tem de tudo e mais um pouco. Fizemos ótimas compras por lá. Os brasileiros têm um excelente gosto mesmo!

publicidade

Pergunta - Vocês acreditam que o metal extremo está crescendo realmente no mercado mundial?

Nergal / Claro! Temos essa certeza pela resposta que o público nos dá nos shows, apesar de ser esse um mercado mais fechado. Até a MTV toca metal extremo! A nossa agenda de shows está simplesmente cheia, entupida de datas para 2005. Quer resposta melhor do que essa?

publicidade

Pergunta - Como você definiria "Demigod"?

Nergal / Em comparação aos nossos trabalhos anteriores, o que posso dizer é que amadurecemos bastante, melhoramos, criamos mais e acrescentamos sonoridades que antes não haviam sido experimentadas pela banda. De um lado, temos um álbum brutal e de outro, melodias mais leves. É, definitivamente, um excelente trabalho!

publicidade

Pergunta - Que outras bandas você tem ouvido?

Nergal / Eu sou uma pessoa bem eclética, mas se tem uma banda que curto muito mesmo é o pessoal do Krisium. Infelizmente, ainda não pude ouvir mais coisas brasileiras, mas assim que possível o farei, pode ter certeza! Principalmente porque esperamos voltar ao Brasil o mais breve possível.

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin