Thoten: Após uma longa espera, finalmente seu primeiro álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar Correções  


Formada atualmente por Renato Tribuzy (vocal), Frank Schieber (guitarra), Itho Cruz (baixo), Sidney Sohn (teclados) e Marcos Barzo (bateria), o Thoten, após uma longa espera, lança no mercado seu primeiro álbum, ou seja, "Beyond the Tomorrow". Nem precisa dizer o quanto os fãs desde os tempos da famosa e bem sucedida demo, "Belief of a New World" (1997), estavam esperando por este grande momento, que apresenta um trabalho de primeira linha. A banda exibe um heavy metal melódico com bastante influência de progressivo e toques de Dream Theater, incluso nas partes de teclados. O instrumental em si é perfeito, mas o vocal é destaque absoluto, bem como as guitarras. Para completar, a produção é altamente profissional. Para esta entrevista, Renato e Frank nos revelaram planos, segredos e etc., a respeito de toda a história da banda, como o "caso Angra", Napster, o memorável show de abertura para o Savatage no Rio de Janeiro, ótimas vendas de "Beyond the Tomorrow", tours internacionais, etc. Não deixem de conferir esta entrevista até o fim, será imperdível.

publicidade

Por André Toral ([email protected])

WHIPLASH! - O Thoten é a banda que mais criou expectativas no cenário brasileiro, devido ao lançamento de uma demo muito bem sucedida e de shows impecáveis ao longo dos anos. Como vocês lidaram com este tipo de pressão dos fãs para poderem, definitivamente, apresentar "Beyond the Tomorrow"?

Renato Tribuzy / De uma forma muito tranqüila, pois nunca consideramos isso como uma espécie de pressão da parte dos nossos fãs; eles estavam curiosos assim como nós estávamos sobre o que eles iriam achar (risos).

publicidade

WHIPLASH! - Foram muitos contratempos, tais como mudanças de formação, empresário, etc. Certamente existe uma diferença musical no antes e depois. Quais são?

Renato / Acho que a maturidade é a maior de todas as mudanças que passamos. Aprendemos muito com tudo isso que você citou, tanto profissionalmente quanto musicalmente. O "Beyond..." é, com certeza, um álbum muito "pé no chão", sem exageros e euforias, coisa muito normal em bandas iniciantes.

publicidade

Frank Schieber / Basicamente, as músicas colocadas no "Beyond..." são as mesmas da pré-produção do CD, a única diferença é que estamos bem mais entrosados.

WHIPLASH! - Considerando que somente vocês dois são membros da formação original, o que os demais músicos vieram a agregar no conteúdo musical do Thoten?

Renato / Muita coisa. Cada um deles tem seu próprio estilo de tocar, o que afetou o meu estilo de cantar, tendo que ter mais pegada na voz, pois a nova banda tem mais peso que a antiga.

publicidade

WHIPLASH! - Como a maioria das bandas, vocês também gravaram uma demo chamada "Belief of a New World". Que diferenças existem entre as músicas da mesma em relação às versões presentes em "Beyond the Tomorrow"?

Renato / Com certeza a maturidade. Se você escutar a "Lady of the Lake" do "Belief..." e ver a versão feita no "Beyond...", vai entender que não mudou praticamente nada, só nos exageros dos músicos que foram menores no "Beyond..." e a pegada que mudou por causa dos novos integrantes.

publicidade

Frank / Nós ainda pretendemos usar o restante das músicas da demo em trabalhos futuros.

WHIPLASH! - Com que grau as influências de todos os músicos contribuíram para a formação sonora do Thoten?

Renato / Acho que 100%. Cada um colocou seu próprio estilo de tocar nas canções e acho isso muito importante para uma banda.

WHIPLASH! - A produção é algo que salta aos olhos, incorporando ao musical um lado internacionalizado. Qual foi o grau de contribuição de Kiko Loureiro (Angra) para que isso acontecesse?

Renato / Foi bastante elevado no aspecto do internacionalizado (risos). Ele não mexeu em nenhuma das composições, mas com certeza deu seu toque no resultado final do CD.

publicidade

Frank / Para falar a verdade, tanto as partes das músicas quanto os arranjos já estavam finalizados antes mesmo de entrarmos em contato com ele.

WHIPLASH! - Para Renato - Que diferenças existem na sua voz desde os primeiros ensaios com a banda e nos dias atuais?

Renato / Muitas. Quando começamos com o Thoten, eu tinha 18 anos - foi quando fizemos o "Belief of a New World" - e de lá para cá ficamos parados por causa de problemas contratuais, o que me deu tempo para estudar muitas técnicas que na época eu desconhecia, como o "drive", por exemplo; isso me ajudou bastante para a construção vocal no "Beyond...".

publicidade

WHIPLASH! - Para Renato - Se você tivesse sido o escolhido para substituir André Matos no Angra, o que poderia ter ocorrido com o Thoten?

Renato / Acho que teria seguido o rumo normal das coisas. Provavelmente teriam escolhido alguém para colocar no meu lugar e seguir em frente, mas não nos preocupamos com isso, pois quando começou toda aquela história da votação eu já tinha assinado contrato com o Thoten, Metal Gallery e nossos representantes no exterior. Como eu estou sempre em contato com o Kiko (Loureiro), ele já estava sabendo da dor de cabeça que seria me tirar do Thoten, então nem cogitamos essa hipótese.

WHIPLASH! - Sobre a formação da banda, pode-se dizer que o time está completo definitivamente?

Renato / Com certeza. Acho que o Thoten está em plena forma, com os músicos certos para isso.

WHIPLASH! - Basicamente, o que ocorreu para que a formação inicial do Thoten se alterasse?

Renato / Muita briga. Imagine você fazer parte de uma banda que estava com tudo pronto para gravar o CD e, de repente, tudo trava e nada anda para frente. Durante longos três anos, só permaneceram na banda os que realmente acreditavam no trabalho para suportar tudo isso.

Frank / A química da banda realmente só ficou perfeita com a entrada dos músicos atuais, antes deixava a desejar de alguma maneira.

WHIPLASH! - A missão está cumprida e o álbum está na praça. A partir de agora, em termos de divulgação, quais são os planos em nível nacional e internacional?

Renato / Os planos já estão sendo executados: muitas entrevistas, propagandas e reviews do CD já estão circulando no mercado, tanto nacional quanto internacional; revistas inglesas, alemãs, argentinas e italianas, entre muitas outras, já estão divulgando o "Beyond..." para o resto do mundo.

WHIPLASH! - Que respostas vocês andam conquistando por parte de fãs no exterior?

Renato / Está sendo muito bom, pois o CD ainda nem saiu lá e musicas como "Keeping Silence", "Above the Law" e "Wicked Soul" já estão sendo tocadas em varias rádios. Uma coisa muito legal que aconteceu na última semana foi que eu estava no Napster e conversei com um cara da Alemanha que tinha as músicas do Thoten disponíveis, e ele era dono de um bar de metal por lá; disse que tinha que tocar "Wicked Soul" quase todas as noites. Cara isso foi maravilhoso.

WHIPLASH! - Aqui no Brasil, como está sendo recebido o tão esperado "Beyond the Tomorrow"?

Renato / De uma maneira muito positiva. Todas as revistas especializadas e não especializadas estão dando críticas maravilhosas ao CD. Fora isso tem a questão das vendas, que chegaram em torno de mil cópias em um mês, coisa muito complicada de acontecer no cenário metálico brasileiro. Isso está fazendo com que acreditemos cada vez mais no trabalho.

WHIPLASH! - Agora tratando sobre os shows, onde vocês estão tocando e como está sendo ter um contato direto com os fãs neste exato momento, onde a situação inclui um álbum?

Renato / Na verdade isso ainda não aconteceu, infelizmente, pois quando terminamos de gravar o "Beyond..." a nossa gravadora começou a agendar alguns shows por aqui, mas tivemos que cancelar, pois fomos convidados para uma tour na Europa. Temos de esperar estas datas serem confirmadas para agendarmos apresentações pelo Brasil, o que deve acontecer agora no final de abril.

WHIPLASH! - Existe um planejamento mais detalhado para os shows na Europa?

Renato / Sim, a tour européia esta marcada para agosto, onde passaremos em 14 cidades diferentes, sendo que no mês de junho teremos outra pela Argentina.

WHIPLASH! - Naquele memorável show no Imperator (RJ), abrindo para o Savatage, houve algum contato com tal banda, alguma troca de elogios ou material? Como foi?

Renato / Tivemos, sim. Quanto à banda, nós nos demos super bem, conversamos bastante e trocamos material; me lembro do Jon (Oliva) ter passado o show todo no palco assistindo, dando muito apoio e cantando em algumas vezes, como em "Run to the Hills" (Iron Maiden). Foi muito legal.

Frank / Claro que é sempre um prazer ter contato direto com pessoas que você admira e de alguma forma influenciam o trabalho que você faz hoje.

WHIPLASH! - Gostaríamos que vocês deixassem uma mensagem para aqueles que seguiram o Thoten por todos estes anos, bem como para os recentes fãs que, a partir de agora, estarão dando força à banda.

Renato / Eu gostaria de agradecer a todos, pois sem o apoio que vocês, antigos fãs, nos deram por todo aquele tempo de dificuldade que passamos, não teríamos continuado com a banda. Aos novos, agradeço por estarem unindo forças ao Thoten e nos ajudando a fazer tudo isso acontecer. Muito obrigado.

Frank / Esperamos que todos gostem do CD para que possamos tocar em suas cidades o mais breve possível.

WHIPLASH! - E por fim, deixem uma mensagem para o WHIPLASH!.

Thoten / Nós agradecemos muito pelo espaço que vocês nos deram e pelo respeito com que nos trataram, tendo mostrado interesse pelo nosso trabalho mesmo quando ainda estávamos na masterização do CD na Alemanha. Continuem assim e com certeza seguirão sendo este incrível meio de divulgação, apoio e respeito ao cenário metálico. Muito obrigado.

Para acessar o site oficial: www.thoten.com

Para entrar em contato com a banda: [email protected]

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin