Richard James - Entrevista exclusiva com Richard James.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar Correções  

Richard James é um multi-instrumentista norte-americano, que em 1997 gravou seu primeiro disco solo, absolutamente sozinho, tocando todos os instrumentos e ainda produzindo o álbum, que chama-se "Reflections". O disco apresenta um hard rock típico dos anos 80, com solos de guitarra técnicos e precisos, lembrando as bandas de hard rock dos anos 80 que possuiam "shredders" em suas formações. Richard James também participou (e foi o organizador) da coletânea "Hottest Unknown Guitarrists", ao lado de guitarristas como Joy Basu, Graeme Marshall, Robby Lochner, Scott Van Zen, dentre outros. Nessa entrevista concedida com exclusividade ao Whiplash!, Richard James falou sobre seu primeiro álbum, principais influências, projetos futuros, dentre outros fatos de sua carreira.

publicidade

Entrevista concedida a Mário Del Nunzio.

Whiplash! / Como seu trabalho não é muito conhecido aqui no Brasil, você poderia começar descrevendo sua música a quem nunca teve oportunidade de ouvi-la ?

Richard James / No meu álbum "Reflections", é basicamente hard rock dos anos 80, melódico, vocais com harmonias, solos de guitarra rápidos, produção bem feita.

publicidade

Whiplash! / Quais suas principais influências como músico e compositor ?

James / Tudo na minha vida me influencia na maneira de compor. Se estou triste e tendo tempos difíceis, escrevo canções dramáticas. Se estou feliz, escrevo músicas "para cima" e divertidas. Então todo o mundo que me cerca me influencia no jeito de compor.

Whiplash! / E o que você tem mais escutado ultimamente ?

publicidade

James / Tento escutar uma boa variedade de estilos, não apenas metal. Minhas duas bandas de rock favoritas acabaram de lançar cds, Def Leppard e Dokken, então estou escutando esses novos álbuns bastante ultimamente, mais Sarah MacLachlan, John Denver, Van Halen, Journey, e ainda algo de industrial e techno pesado. Gosto de tudo com boas melodias e "ganchos".

publicidade

Whiplash! / No seu álbum solo, "Reflections", você toca todos os instrumentos e canta. Como você desenvolveu-se para tocar todos os instrumentos de modo tão satisfatório, e ser um guitarrista técnico, como é ?

James / Praticando, e praticando, e praticando! Guitarra sempre foi meu instrumento principal, e eu sempre fiz "backing vocals". Estive procurando um vocalista para começar uma nova banda, mas canto melhor do que todos com que fiz audição, então decidi que iria cantar no álbum também.

publicidade

Whiplash! / Seu estilo musical na maior parte de seu álbum solo é aquele típico hard rock dos anos 80. Você não acha que muitas pessoas vão achar um disco nesse estilo bastante datado ?

James / Claro. Mas eu cresci nessa década. Foi assim que aprendi e comecei, nos anos 80. Precisava fazer esse CD para colocar todas essas coisas fora de meu sistema. Minha música cresceu bastante desde então.

publicidade

Whiplash! / Você ficou totalmente satisfeito com os resultados desse álbum ? Você não acha que se as músicas tivessem sido tocadas por uma banda real poderiam ser conseguidos melhores resultados ?

James / Estou bem feliz com o disco, mas, é claro, há coisas que poderia fazer melhor agora, como os vocais, a produção, talvez algumas mudanças nos arranjos, etc. Meu modo de cantar está muito mais forte agora, melhor que nunca! E, sim, se tivesse um baterista verdadeiro tocando, soaria melhor, teria mais dinâmica, com certeza. Mas gravei o álbum com o que tinha no momento e ainda acho que soa ótimo!

publicidade

Whiplash! / Você participou da coletânea "Hottest Unknown Guitarrists". O que você acha dela e dos outros guitarristas lá presentes ? Você acha que tal álbum ajudou a divulgar sua música para um maior número de pessoas ?

James / Eu amo esse CD. Na verdade, eu escolhi todos os outros guitarristas lá presentes e os coloquei juntos. Foi tudo um projeto meu. E, sim, isso ajudou a divulgar meu trabalho para um número maior de pessoas que estão ligadas a músicas instrumentais com guitarras "shred".

Whiplash! / Fica claro pelo estilo de composição em seu álbum que você gosta bastante de hard rock dos anos 80. Qual sua opinião sobre guitarristas como Richie Kotzen, Van Halen, George Lynch, John Norum, Reb Beach, etc ?

James / São todos ótimos! Todos me influenciaram bastante, especialmente Lynch e Van Halen. Eles todos troyxeram um certo fogo e energia à guitarra rock que nunca havia existido antes. Eu algum tempo atrás idolatrava George Lynch.

Whiplash! / Você está trabalhando num projeto com a vocalista japonesa Madoka, certo ? O que você espera desse trabalho ? Qual será o estilo ?

James / Espero criar a melhor música que já fiz. Será bem diferente do meu primeiro CD solo. Estaremos experimentando, tentando novas coisas e o que funcionar usaremos. Provavelmente terá elementos de rock, pop, dance, techno, música acústica, tudo junto em um só. Tenho uma alquimia incrível com Madoka, então posso garantir que o trabalho será excepcional!

Whiplash! / Você tem planos para gravar um novo álbum solo ? Ou há planos de formar uma banda ou algo ?

James / Nos últimos tempos gravei toneladas de novas músicas. Pensei em gravar um segundo CD solo, e também em mandar material para outras gravadoras, que é o que estou fazendo agora. Não irei gravar e lançar outro CD sozinho, por minha conta. Se um selo quiser assinar comigo, então acontecerá. Mas a maior parte dos meus esforços estão no meu novo projeto com vocal feminino.

Whiplash! / Considerando seu alto nível técnico como guitarrista, você não pensa em fazer música mais complexa, com idéias rítmico- melódico- harmônicas mais bem desenvolvidas, ou uso de contraponto ? O que você acha de músicos que tentam fazer sua música do modo mais técnico e complexo possível ?

James / Isso é ótimo, tem seu lugar. Eu tento ser o melhor que possivelmente posso ser também. E gosto de escutar esse tipo de música às vezes, mas, honestamente, prefiro escutar uma música simples que toca meu coração do que o um solo de guitarra rápido totalmente "shred". Mas eu gosto disso também. No meu novo projeto espero combinar alguns elementos techno meio estranhos também.

Whiplash! / Como é o seu processo de composição ? Você normalmente leva muito tempo em cada música até deixá-la do jeito que deseja, ou, quando uma idéia vem, você toca e fica feliz com ela ?

James / Pode ser de qualquer um dos jeitos. Algumas vezes uma música inteira aparece para mim uma hora e soa incrivelmente... toda pronta! Outras vezes, tenho uma pequena idéia que fica inacabada por meses. Então trabalho nela até que soe como quero.

Whiplash! / Com quantos anos você começou a tocar guitarra ?

James / Com 11 anos.

Whiplash! / Existe algum músico ou banda que fez você querer tocar guitarra ?

James / Def Leppard. Eles lançaram "Pyromania" em 1983, quando tinha 11 anos. Vi um show deles nesse ano, e fiquei impressionado. Queria ser como Phil Collen, o guitarrista. Foi assim que começou.

Whiplash! / Para desenvolver toda sua técnica, você teve alguma dificuldade ? Com o que ? Quantas horas você pratica por dia ?

James / A coisa mais difícil foi estar apto a tocar rápido sem ser sujo! Isso levou um bom tempo e bastante prática. Normalmente tocava pelo menos uma hora por dia. Agora eu basicamente sento e escrevo idéias para músicas. Não mais faço exercícios técnicos, etc.

Whiplash! / Você dá aulas de guitarra ? Ou escreve colunas em alguma revista ?

James / Não. Dei aulas algumas vezes, mas não o faço mais no momento.

Whiplash! / Você trabalha em algo paralelo à música ? O que ?

James / Claro. Gosto de escrever, pequenas histórias, poesias, talvez um romance algum dia. Adoro coisas "sci-fi", como Star Wars.

Whiplash! / O que você acha da atual situação do hard rock e música instrumental e "shred" nos EUA atualmente ?

James / Não está bem. Pessoas mais jovens não gostam disso. Se você perguntar a um adolescente quem é Yngwie Malmsteen, ou Paul Gilbert é, eles não têm idéia. Só aqueles que escutavam esse tipo de música nos anos 80 ainda devem escutar atualmente. As bandas ainda estão por aí lançando discos e fazendo turnês, mas é tudo muito menor do que era.

Whiplash! / Por favor, comente sobre esses guitarristas.

Yngwie Malmsteen /

James / Ele começou todo um novo movimento e foi copiado por todos. Um guitarrista excepcional, mas tristemente parece estar parado nas mesmas coisas para sempre.

Paul Gilbert /

James / Uma das minhas maiores influências no começo. Racer X era maravilhoso! Ainda amo isso hoje. Gosto do jeito com que ele progrediu seu modo de compor.

Jason Becker /

James / Seu álbum "Perspective" é um de meus favoritos. Tantos estilos diferentes e músicas. Ele é um músico e compositor muito completo.

Steve Vai /

James / Simplesmente fenomenal. Pode fazer tudo. Um gênio da guitarra.

Whiplash! / Se há algo mais para adicionar, o espaço é seu. Também, por favor, deixe uma mensagem aos leitores do Whiplash.

James / Obrigado a você e todos do Whiplash. Gostei bastante da entrevista. E para todos os "rockers" por aí, continuem do modo que são! Boa música sempre existirá, mesmo que não esteja nos topos das paradas. Se você ainda procura um álbum matador de hard rock, encomende meu CD. Também esperem meu novo projeto com a vocalista japonesa Madoka! Se possível, visitem meu website - www.music.isonfire.com .

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Black Sabbath: Perguntas e respostas e curiosidades diversasBlack Sabbath
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Classic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin