Pink Floyd: a banda sustentou a família da atriz Naomi Watts

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruce William, Fonte: The Guardian
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em matéria sobre a atriz Naomi Watts, o The Guardian revelou que o Pink Floyd deu uma "ajuda substancial" para sua mãe após a morte do pai em 1976.

5000 acessosOs Novos Mutantes: novo trailer é lançado com trechos de Pink Floyd5000 acessosDeath Metal: as 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

Naomi é filha de Peter Watts, que foi técnico de som e roadie do Pink Floyd entre o final dos anos sessenta e meados da década de setenta, e que pode ser visto na imagem abaixo, reproduzida na contracapa do álbum "Ummagumma" de 1971, junto com o roadie Alan Styles, que inspirou a música "Alan's Psychedelic Breakfast".

Nesta outra imagem, os dois roadies e Roger Waters

Quando Naomi veio ao mundo, em 1968, seus pais, Myfanwy Roberts e Peter Watts, ou "Miv" e "Puddy", eram bem jovens - Miv era modelo e Puddy era engenheiro de som do Pink Floyd, tanto que ele perdeu o nascimento da filha já que estava na estrada com a banda pela Escócia no dia que ela nasceu. E dentre as imagens que sobreviveram e que a atriz guarda com carinho, está uma onde aparece ela e seus pais junto com a banda, amigos e membros da equipe em uma praia de St. Tropez nos anos setenta - ela está no canto esquerdo, no colo da mãe.

Seus pais participaram das gravações do lendário "The Dark Side of the Moon" - a risada de Peter pode ser ouvida em "Speak To Me" e "Brain Damage", enquanto Myfanwy colabora com algumas frases esparsas ditas em "Money", "Us and Them" e "The Great Gig in the Sky" - é dela a frase "I never said I was frightened of dying" ("eu nunca disse que tinha medo de morrer") que pode ser ouvida claramente aos 3 min e 32 segundos.

Eles se separaram ainda em 1972, mas se reconciliaram poucos anos depois, até que em agosto de 1976, Peter morre, aos 31 anos de idade, em decorrência de uma overdose de heroína. Miv não gosta de contar detalhes sobre a tragédia, mas conta que o Pink Floyd a amparou financeiramente. "Quando ele morreu, não tinha dinheiro guardado, e nem a minha mãe. Então a banda, muito gentilmente deu alguns milhares de dólares, uma quantia realmente muito boa, para que minha mãe pudesse sobreviver e garantir nosso futuro, o que foi um gesto muito carinhoso por parte deles", revelou a atriz.

Comente: Você sabia desta ligação da atriz com a banda?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 19 de julho de 2017
Post de 24 de julho de 2017


Novos MutantesNovos Mutantes
Novo trailer é lançado com trechos de Pink Floyd

702 acessosClassic Rock: edição especial com os 100 melhores discos1323 acessosPink Floyd: relançamentos de dois álbuns0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pink Floyd"

Pink FloydPink Floyd
A cômica mensagem secreta em "Empty Spaces"

David GilmourDavid Gilmour
Em vídeo, "The Great Gig In The Sky" em Pompéia

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
As 10 melhores músicas que encerram álbuns

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Pink Floyd"


Death MetalDeath Metal
As 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

Dave MustaineDave Mustaine
A história por trás de "The Four Horsemen"

Wonder YearsWonder Years
O soundtrack deste grande sucesso de público e crítica

5000 acessosBlind Melon: 'Dream Theater? Desliga essa porra!'5000 acessosQuem ouve Heavy Metal ouve apenas Heavy Metal?5000 acessosMilhões: Os eventos com maior público da história da música3317 acessosRonnie James Dio: os álbuns com o vocalista, do pior para o melhor4936 acessosRiffs: lista dos 50 melhores segundo a NME5000 acessosMetallica: Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explica

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online