Candlemass: a história e as curiosidades de "Death Magic Doom"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Alcides S. Maia Júnior
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em novembro de 2007 Leif começou a compor material para um novo álbum do Candlemass. Depois de escrever as primeiras canções ele achou que algumas delas não se encaixavam no conceito do álbum, então decidiu lançar um EP para manter a nova formação em evidência. Lançado em outubro de 2008, ele continha as inéditas "Lucifer Rising" inspirada no filme homônimo de Keneth Anger e "White God", além de uma releitura de "Demons Gate" do primeiro álbum gravada de forma descontraída no estúdio, a princípio ela não seria incluída mas o resultado agradou tanto que mudaram de ideia. A gravadora achou que o EP era muito curto e pediu mais faixas à banda que decidiu incluir um show gravado em Atenas na Grécia.

Candlemass: As curiosidades de Epicus Doomicus MetallicusFotos de Infância: Dave Mustaine, do Megadeth

Leif trabalhou nas letras e arranjos durante todo o verão de 2008. Em agosto se reuniram para ensaiar e refinar o novo material. Robert Lowe que havia gravado seus vocais do álbum anterior em Dallas, dessa vez se juntou à banda em Estocolmo. Após cerca de um mês de ensaios, entram no Polar Studio no final do mês para gravar "Death Magic Doom" em cerca de dez dias, contando novamente com Chris Laney na mixagem.

Leif queria que o álbum fosse mais variado e acessível que "King Of The Grey Islands" e isso se reflete nos temas que incluem literatura, história, depressão, problemas mentais, atualidades e outros temas sombrios.

Após o lançamento saem em turnê, voltando a tocar em grandes festivais europeus, o que acabou rendendo o álbum ao vivo "Ashes To Ashes" com um show gravado no Sweeden Rock Festival e uma apresentação na Grécia.

If I Ever Die

A canção fala do sentimento de onipotência presente em muitas pessoas, um comportamento especialmente atribuído aos jovens, como sinal de autoafirmação. A ideia surgiu enquanto Lowe e Edling bebiam em um pub em Estocolmo.

Não vai acontecer comigo
Eu sou imortal, eu não posso morrer

Rios secarão
Pilares quebrarão
O inferno irá congelar
As montanhas vão sacudir
Se algum dia eu morrer

As estrelas cairão do céu
Os deuses irão lamentar e chorar
Se algum dia eu morrer

Hammer Of Doom

"Hammer Of Doom" foi escolhida para dar nome ao álbum, mas um festival com o mesmo nome e que aconteceria pouco tempo antes do lançamento fez a banda mudar de ideia. Entre as opções havia "Dead Angel, "A Thousand Days Of Death", entre outros nomes acabaram escolhendo "Death Magic Doom" pois resume bem o que é o Candlemass. A canção fala sobre depressão crônica.

The Bleeding Baroness

"De todas as criaturas existentes, o homem é a mais detestável. De toda a criação ele é o único que possui malícia. Ele é a única criatura que causa dor por esporte, com consciência disso"

É com a citação acima do escritor Mark Twain, que podemos resumir "The Bleeding Baroness", canção inspirada em "Elizabeth Bathory", uma condessa húngara da família Bathory, uma das mais antigas e nobres da Hungria. Ficou famosa pelos crimes hediondos que supostamente cometeu em sua obsessão pela beleza. Infligiu os mais sádicos métodos de tortura incluindo expor as vítimas a temperaturas baixas despindo-as e fazendo-as correr na neve enquanto atirava baldes de água nelas, levando-as à morte por hipotermia, espetar alfinetes em partes sensíveis do corpo, cobrir os criados com mel para serem atacados por insetos. Mas a história que a fez ficar famosa conta que uma criada ao pentear seus cabelos os puxou com muita força e para castigá-la lhe deu uma tremenda surra que fez o sangue respingar em sua mão. Ao limpá-lo, Bathory achou que ele havia rejuvenescido a sua pele. A partir desse momento ela passou a se banhar com o sangue de suas vítimas, o que lhe renderia a alcunha de "Condessa Sangrenta". Após a morte de seu marido, o conde Nádasdy em 1604, Bathory conheceu Anna Darvulia, de quem pouco se sabe a respeito, muitos afirmam que Darvulia teria sido uma sábia e temida ocultista, alquimista e praticante de rituais de magia negra que teria incentivado os crimes de Bathory, de quem se diz ter sido amante. Até então seus crimes apenas causavam fofocas entre o povo, até que Bathory conheceu Erzsi Majorova que a encorajou a incluir algumas mulheres de estirpe nobre entre suas vítimas, às quais bebia o sangue. Ao longo de sua carreira sanguinária, contou também com a ajuda de quatro fieis cúmplices, Janos, um jovem com demência que ajudava no ocultamento dos cadáveres e no funcionamento dos instrumentos de tortura, Helena Jo, ama dos filhos de Isabel e enfermeira do castelo, Dorothea Szentos (ou "Dorka"), uma velha governanta e Katarina Beneczky, uma jovem lavadeira acolhida pela condessa.

Presa em 1610, foi condenada à prisão perpétua, em solitária. Foi encarcerada em um aposento do castelo de Cachtice, sem portas ou janelas, apenas com uma pequena abertura para a passagem de ar e de alimentos. Foi encontrada morta em 21 de agosto de 1614, não se sabe ao certo a data da sua morte, já que foram encontrados no aposento vários pratos de comida intactos. Em seu julgamento não foram apresentadas provas concretas de seus crimes, tendo sido condenada com base no depoimento de testemunhas e de um diário na qual eram anotados os nomes das vítimas. Sua história é cercada de lendas, sendo muito difícil distinguir o que é lenda do que é real devido à falta de documentação e o empenho das autoridades húngaras em evitar qualquer menção à "Condessa Sangrenta" na história da Hungria.

Demon Of The Deep

É a versão de Leif Edling para os mitos de Cthulhu. Cthulu apareceu pela primeira vez na história "The Call Of Cthulu" na revista Weird Tales de 1928. Criado pelo escritor H.P. Lovecraft, Cthulu é uma entidade cósmica fictícia, descrito como um um ser gigantesco e vagamente humanóide, com asas e tentáculos de polvo na boca . Uma criatura repugnante a ponto de causar a perda da sanidade ao ser vista. Chegou à terra milhões de anos antes do homem e povoou-a com a sua raça de Deep Ones, seres humanóides anfíbios. Construiu a gigantesca cidade de R'lyeh, onde hoje fica o oceano pacífico sul. Comandou o seu império até o dia em que as estrelas chegaram em um alinhamento que o obrigou a entrar em letargia. Cthulhu dorme na sua cidade submersa por água, esperando o dia em que a posição das estrelas lhe permita voltar à vida e reinar novamente sobre a Terra. Cthulhu é capaz de se comunicar através dos sonhos, influenciando alguns seres humanos que escolhe especialmente por serem considerados loucos e excêntricos, já que aqueles considerados mundanos e "normais" não sofrem a sua influência.

House Of A Thousand Voices

A canção fala de um fato verídico ocorrido em Jersey,uma ilha entre a Inglaterra e a França, no orfanato "Haut de la Garenne". Uma instituição que cuidava de crianças abandonadas e com problemas comportamentais, um lugar conhecido pela rigidez e disciplina. Nela vários internos relatavam sofrer abuso físico, emocional e sexual na instituição, envolvendo desde funcionários a políticos influentes.

Foto do orfanato em 1905
Foto do orfanato em 1905
Outra foto do orfanato em 1905
Outra foto do orfanato em 1905

A instituição começou a funcionar em 1867, foi fechada em 1986 e reaberta em 2004. Em 2008 a polícia começou a investigar o local após serem alertados da possibilidade de pedófilos estarem agindo na instituição. Durante as investigações, cães farejadores encontraram ossadas de crianças enterradas sob o chão de concreto, naquilo que a polícia acredita ser uma cova coletiva. No porão haviam celas solitárias usadas para punir os internos.

Foto das escavações feitas pela polícia
Foto das escavações feitas pela polícia
Outra foto das escavações feitas pela polícia
Outra foto das escavações feitas pela polícia

Relatos de vítimas que ficaram em silêncio por décadas vieram à tona com a divulgação do escândalo e dão uma ideia do que se passava na instituição: "Houve uma ocasião, na enfermaria, onde eu tive que acariciar um outro menino - se não o fizesse, você era ameaçado, você não sairia vivo ", disse Carl Denning, que foi levado para a casa aos 5 anos e disse que um de seus amigos cometeu suicídio depois de ser estuprado lá. "Você ia para a cama à noite, dormir e, de repente, você era abraçado e em seguida você estava sendo estuprado", lembrou Peter Hannaford, que passou os primeiros 12 anos de sua vida lá. "Você estava sujeito a abuso constantemente. Toda noite, você ficava com medo de ir para a cama." Uma das crianças relata ter sido levada ao chão e espancada aos gritos de "Você é a escória da terra". Durante décadas houve tortura, negligência e abuso, sempre acobertados pela instituição e pelo medo das vítimas.

Em pouco menos de oito minutos a letra sintetiza muito bem o terror vivido na instituição:

Casa das mil vozes

Dentro da casa que queimou
Não há saída, não há volta
Um lugar de carvalhos e cinzas
O silêncio de mil vozes

Nas ruínas da floresta enegrecida
A casa dos órfãos se situa
Não há brincadeiras, nenhuma infância existiu
Você entra, você nunca sai

Na casa das mil vozes
Há um saguão de mil demônios
Sonhos destruídos, não há esperança, nem escolhas
Só uma caixa cheia de maldades

Há um quarto que ninguém viu
Nos muros, mil gritos
Vozes, brinquedos e rendas
Nos espelhos você vê suas faces

Pedras e castigos, grama e frutos silvestres
No pátio, há algo enterrado
Há cheiro de algo errado
Algo errado
Pequenos pés e pequenos sapatos
Nas sombras elas ainda correm soltas
Inocentes assassinados e mortos
Assassinados e mortos

Dead Angel

Fala sobre ter motivação para continuar vivendo. Usando uma metáfora de um anjo morto que ressuscita.

Clouds Of Dementia

Trata-se de uma canção sobre um homem que sofre de esquizofrenia. Um transtorno psíquico caracterizado pela alteração no contato com a realidade. Os sintomas incluem alucinações visuais, sinestésicas ou auditivas, delírios, fala desorganizada (incompreensível), catatonia e sintomas depressivos. Na canção o personagem é atormentado por vozes de pessoas dementes que o perseguem

My Funeral Dreams

A morte é uma das maiores angústias do ser humano desde os primórdios. Ela é simplesmente o fim da vida? Ou apenas o limiar de outra realidade? A vida eterna é só uma maneira do homem evitar a angústia da inevitabilidade da morte?

A canção fala de um homem que tem pesadelos recorrentes onde é morto de várias maneiras a cada vez que vai dormir, vê uma porta com uma passagem para outro mundo e se pergunta porque vai para o inferno e se poderia ser capaz de voltar.

Fontes:

www.candlemass.se (atualmente offline)
http://edition.cnn.com/2008/WORLD/europe/03/03/jersey.abuse/...
http://en.wikipedia.org/wiki/Haut_de_la_Garenne
http://www.dailymail.co.uk/news/article-517855/Police-excava...
http://www.bbc.com/news/world-europe-jersey-30350191
http://www.dailymail.co.uk/news/article-523706/I-known-Jerse...
http://www.bbc.com/news/world-europe-jersey-30302051
http://aanirfan.blogspot.com.br/2015/02/rape-torture-and-mur...
http://www.standard.co.uk/news/first-pictures-of-the-sex-abu...
http://www.sitelovecraft.com/mitosdecthulhu.html
http://hardrockhaven.net/archives/2009/05/candlemass-death-d...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Isabel_Bathory
The Metal Circus
Roadie Crew - edição nº 126




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Candlemass"


Candlemass: As curiosidades de Epicus Doomicus Metallicus

Heavy Metal: as melhores músicas para meditarHeavy Metal
As melhores músicas para meditar

1986: O ano definitivo da música pesada1986
O ano definitivo da música pesada

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1987Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1987


Fotos de Infância: Dave Mustaine, do MegadethFotos de Infância
Dave Mustaine, do Megadeth

Listed: TV americana elege os maiores bad boys da músicaListed
TV americana elege os maiores bad boys da música

Pink Floyd: o maior concerto de rock já produzidoPink Floyd
O maior concerto de rock já produzido

Rolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutosRolling Stone
As melhores músicas com mais de sete minutos

Cachorros: As raças que melhor combinam com cada gêneroCachorros
As raças que melhor combinam com cada gênero

Paul McCartney: por que ele ainda faz tantos shows?Paul McCartney
Por que ele ainda faz tantos shows?

Guns N' Roses: é difícil para Axl e Slash aparecerem em públicoGuns N' Roses
é difícil para Axl e Slash aparecerem em público


Sobre Alcides S. Maia Júnior

Conheceu o rock ainda moleque através do futebol, ao escutar We Are The Champions do Queen, a partir daí foi conhecendo diversas bandas clássicas como Black Sabbath, Deep Purple, Pink Floyd, Led Zeppelin, Rainbow, Judas Priest, Iron Maiden, Candlemass, entre outras.

Mais matérias de Alcides S. Maia Júnior no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336