Neck Deep: Cinco motivos para escutar All Distortions Are Intentional

Resenha - All Distortions Are Intentional - Neck Deep

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Matheus Emilio Hodniuk, Fonte: Vivendo a Música
Enviar Correções  

E chegou esse grande dia, saiu o novo disco do Neck Deep. E os fãs da banda podem ficar muito felizes e se satisfazerem com esse baita disco! Veio cheio de potência e muita energia pra cima, super mesclado com alguns tons diferentes mas ainda é a pegada da banda, muito única! Então aproveite e mergulhe na matéria escutando essa baita obra.

Antes do Black Sabbath: as 50 músicas mais pesadas do rock

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Esse é o quarto disco de estúdio da banda, onde sempre se inovou mas em especial nesse deram um passo gigante e uma revolução que eles sempre falavam que haveria, é uma nova onda musical mas ainda com toda a identidade da banda. Tornando cada vez uma nova cara ao pop punk, muito fiel aos seus primórdios também.

As músicas emanam uma energia muito boa, é uma pegada de superação misturada com alto astral que eles empenham sempre dentro dos discos, segundo algumas entrevistas da banda, o disco se passa em "Sonderland" que é um mundo ficcional com inspiração na palavra "sonder’, que significa "percepção de que qualquer transeunte aleatório está vivendo uma realidade tão vívida e complexa quanto a sua".

Esse disco também foi lançado pela Hopeless Records, que já haviam lançado seu disco anterior e também já lançou várias bandas do gênero como All Time Low, New Found Glory entre outras.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Uma das coisas que sempre me faz gostar mais da banda é que sempre tem um tom de motivação por trás da maioria de suas músicas, sempre dizendo que tudo que fazem mal na real um dia vai ser um aprendizado, ou que tudo bem estar em uns dias ruins que tudo há de melhorar, esse ar motivacional com a pegada da banda deixa uma sincronia muito importante pra nos animar nos dias de hoje principalmente, então um obrigado especial a banda, de coração.

Dessa vez não será top três mas sim top cinco!!! Porque o disco é bom demais, então não tem como eleger só algumas músicas. De primeira já vou colocar "Sonderland" que é a primeira faixa do álbum e traz tudo que o disco vai mostrar, ela é bem forte no instrumental e também na letra que mostra em como os dias de hoje estão tão sombrios, cheio de julgamentos e em como estamos de saco cheio sem querer falar de política, ou ciências sociais em contradições quando se está a beira de um precipício emocional, e termina meio que tentando se afirmar que tudo vai ficar bem e há de tudo ficar bem, pesado mas ótimo para se refletir. Depois vem "Fall" também que é um dos singles do disco, tem um clipe lançado na pandemia e tem todo um ar muito de skate life que é uma delícia de acompanhar, cheio de visual bacana, e a música é bem o estilo da banda com progressões rápidas e elevações da bateria, junto de um vocal que chama o coro em algumas partes, sensacional. Vamos de "Telling Stories" agora que é uma das melhores musicas da história da banda, que é muito boa de se curtir e aproveitar totalmente o momento em si, com uma letra forte também como "Everybody else, everybody only talks about themselves, have you ever felt lost in a window, desperate to be loved and just been thrown out?" e explode tudo de uma vez, sensacional de novo!! Agora tem de ser a queridinha do disco com "When you know" que faz você sentir um abraço ao escutar, o clipe é formado com vários vídeos de fãs que mandaram durante a pandemia trechos da letra, tendo fãs de todas as partes do mundo participando, é bem divertido assistir, e tratando da letra tem vários momentos dizendo que o amor deve sempre prevalecer e que devemos antes de tudo amar a nós mesmos em diversos momentos. Pra fechar o top cinco vamos com "Pushing Daisis" que fecha o disco em si também, é uma daquelas músicas que anima demais com seu ritmo, e te toca já de primeira quando se escuta, como "Life is a joke and we get dead anyhow, lowlife kids got to live how you wanna live, fuck society, fuck your politics, fuck yourself and fuck the way it is." E termina o disco com esse grito pra nos libertarmos de todas as amarras emocionais que o mundo impõe a nós, sejamos mais livres das opiniões alheias e saibamos viver mais do momento! Citei cinco músicas mas é real, o disco por completo é sensacional, vale escutar todas como "Sick Joke", "Lowlife", "I revolve (around you)" entre outras, se deliciem ao descobrir os encantos que a banda pronuncia a nós!

Fonte: Vivendo a Música
http://vivendoamusica1.blogspot.com/




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Antes do Black Sabbath: as 50 músicas mais pesadas do rockAntes do Black Sabbath
As 50 músicas mais pesadas do rock

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismoBlack Metal
Cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Matheus Emilio Hodniuk

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280