Clássicos Imortais: Brave New World, e as duas décadas do renascimento do Maiden

Resenha - Brave New World - Iron Maiden

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro
Enviar correções  |  Ver Acessos

O mundo do metal ficou chocado no início da década de 1990, quando foi anunciado que Bruce Dickinson não era mais o vocalista do Iron Maiden. Após uma década de sucesso, alimentada por álbuns icônicos, a voz da Donzela partiu para seguir carreira solo.

Lista: Álbuns que parecem ser mais "jovens" do que sãoTotal Guitar: os 20 melhores riffs de guitarra da história

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para o lugar de Bruce, a banda anunciou Blaze Bayley, que apesar de ser muito esforçado, definitivamente nunca conseguiu cativar os fãs da banda. Porém, sejamos sinceros, substituir Bruce é um rojão que poucas pessoas no mundo poderiam segurar. Blaze não se mostrou um desses seres humanos, e após dois álbuns contestados ("X-Factor" e "Virtual XI"), a banda optou por sua demissão.

O cenário era enigmático e ninguém imaginaria o que seria daquela que anos antes, era o maior nome do cenário do heavy metal. Até que em 1999, explodiu uma bomba de proporções gigantescas: Bruce Dickinson estava de volta ao Iron Maiden. E não era só isso: o guitarrista Adrian Smith, que havia saído da banda tempos depois de "Seventh Son Of A Seventh Son". Dali em diante, o Iron Maiden se tornou um sexteto, com 3 guitarristas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O mundo queria saber como ficaria o som da banda após tantas notícias. A resposta foi dada em 29 de maio de 2000, com o lançamento do estupendo "Brave New World".

Não é necessário dizer que a expectativa em cima do lançamento era enorme, afinal de contas, o último disco a contar com Bruce Dickinson no vocal havia sido lançado em 1992, ou seja, oito anos antes. Para a alegria de todos os fãs de Maiden e de heavy metal, o resultado apresentado em "Brave New World" é o melhor possível.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tudo o que tornou a banda um fenômeno mundial está presente. O incrível alcance vocal de Bruce Dickinson, o baixo onipresente do patrão Steve Harris, a bateria galopante de Nicko MacBrain e as melodias inesquecíveis proporcionadas pelo (agora) trio de guitarristas, formado por Adrian Smith, Dave Murray e Janick Gers.

Existe música para todos os gostos no disco, desde as composições mais animadas até as mais reflexivas. É difícil destacar alguma composição em especial, mas é inegável que a faixa-título, "The Wicker Man", a tocante "Blood Brothers", "The Fallen Angel" e "Ghost of The Navigator" saem na frente.

O processo de composição envolveu quase todos os membros da banda (exceto Nicko), e até mesmo Dave Murray, que não é muito de aparecer, deu as caras. Tal fato demonstra que existia um clima real de banda, e não apenas de um projeto capitaneado por Steve Harris. Outro ponto interessante é que as músicas longas (porém, nem de longe cansativas) apareceram com maior frequência, tendência que a banda segue até hoje.

Pode parecer mentira, mas este álbum maravilhoso, que foi definitivo para toda uma geração de headbangers entrar de cabeça no oceano do metal, completará 20 anos em breve. Quando digo que isso não parece real, é pelo fato de que clássicos nunca envelhecem, e sem sombra de dúvidas, "Brave New World" é um clássico imortal, que representa o renascimento do Iron Maiden.


Outras resenhas de Brave New World - Iron Maiden

Iron Maiden: Brave New World foi uma volta em grande estiloIron Maiden
Brave New World foi uma volta em grande estilo

Resenha - Brave New World - Iron Maiden



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Iron Maiden"


Lista: Álbuns que parecem ser mais jovens do que sãoLista
Álbuns que parecem ser mais "jovens" do que são

NWOBHM: Só Def Leppard e Iron Maiden resistiram ao rótulo, diz Joe ElliottNWOBHM
Só Def Leppard e Iron Maiden resistiram ao rótulo, diz Joe Elliott

Iron Maiden: artista Cristiano Suarez critica Bolsonaro com arte de Piece Of MindIron Maiden
Artista Cristiano Suarez critica Bolsonaro com arte de Piece Of Mind

Bruce Dickinson: Tears of the Dragon a capella na RússiaBruce Dickinson
"Tears of the Dragon" a capella na Rússia

Em 23/03/1998: Iron Maiden lançava o controverso álbum Virtual XI

Em 22/03/1982: Iron Maiden lançava The Number Of The Beast e mudava sua históriaEm 22/03/1982
Iron Maiden lançava The Number Of The Beast e mudava sua história

Aquiles Priester: Ele tem uma impressionante coleção de vinis do Iron MaidenAquiles Priester
Ele tem uma impressionante coleção de vinis do Iron Maiden

Queensryche: La Torre trolla o baixinho Bruce Dickinson para conscientizar sobre vírusQueensryche
La Torre trolla o baixinho Bruce Dickinson para conscientizar sobre vírus

Iron Maiden: Adrian Smith revela qual o primeiro som que aprendeu a tocarIron Maiden
Adrian Smith revela qual o primeiro som que aprendeu a tocar

Rob Halford: seus 3 cantores favoritos e os 2 melhores álbuns do Judas PriestRob Halford
Seus 3 cantores favoritos e os 2 melhores álbuns do Judas Priest

Iron Maiden: Beat Club libera vídeo completo e restaurado de 1981Iron Maiden
Beat Club libera vídeo completo e restaurado de 1981

Iron Maiden: Brave New World é um dos melhores da banda, diz DickinsonIron Maiden
Brave New World é um dos melhores da banda, diz Dickinson


Total Guitar: os 20 melhores riffs de guitarra da históriaTotal Guitar
Os 20 melhores riffs de guitarra da história

Black Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela bandaBlack Sabbath
A passagem de Ian Gillan pela banda


Sobre Mateus Ribeiro

Fanático por Ramones, In Flames e Soilwork. Limeirense com muito orgulho (e sotaque).

Mais matérias de Mateus Ribeiro no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280