Black Jack Romeo: proposta conhecida, mas com uma particularidade

Resenha - Testament of War - Black Jack Romeo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Pedro Hewitt
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

"Testament of War" marca o início incrível dos lançamentos da Black Jack Romeo, esta que está sendo uma grande novidade ao mercado sonoro musical nacional da nova safra. Onde atualmente gregos e troianos ficam de treta em rede social, aqui vemos ótimos músicos de um talento crucial em uma proposta musical bastante conhecida, mas com uma particularidade que se tornou a marca chave para o quinteto ludovicense.

Os Headbangers não praticantesRaul Seixas: Por trás da letra de "Carimbador Maluco"

Aqui temos um time pesado, Francivaldo Virginio e Bruno Lima nas guitarras, Lucas Porto nas vozes (E também guitarras, sim!), Lucas Gabriel no baixo e Hugo Andrade na bateria e, mesmo após todo esses quase 3 anos trabalhando em prol deste material que vos escrevo, o resultado não seria pra menos. Com a voz limpa e bastante audível de Lucas Porto, excelentes solos na medida certa, e refrões grudentos, bem fiéis ao gênero Heavy/Thrash Metal, que lembram bastante bandas como Death Angel, passagens de Pantera, Metallica, tudo se equilibra a uma musicalidade e gravação coesa bem significativa na proposta, honestamente falando.

Apesar da introdução já conhecida quando se trata de assuntos de guerra e relacionados, as canções não perdoam no peso e melodia, sem falar na parte técnica , porém não é algo de abusar, pois contém todo o cuidado nas etapas bem distribuídas nas composições, cujos refrões são destaques em praticamente todas as músicas. Do Thrash Metal mais moderno ao Metal Progressivo, do Heavy Metal mais direto ao Metal Tradicional, as 5 faixas tomam conta das audições igual uma água dentro de pote redondo, e sendo bem claro, caros leitores, a gravação aqui foram feitas entre os próprios membros e amigos, resultando em uma qualidade imensa que não se vê a todo momento em Home Studio.

Único ponto negativo a comentar seria a que se vê a primeiro momento: Parte gráfica. Normalmente nos confiamos em trabalhos de terceiros, mandamos todos os arquivos necessários e acabamos sendo chatos com as cobranças de tempo e execução, onde infelizmente acabou gerando a falha na pintura do CD, má distribuição de cores na foto da banda internamente e a insatisfação dos integrantes em ver que tudo isso tinha acontecido. Nem tudo são flores, não é verdade?! Mas foquem no som, esse erro a banda não irá cometer novamente.

O EP deixa de maneira curiosa, deixando grandes expectativas para um próximo registro. Não diferente deste, aqui indico mais um material altamente obrigatório em seu play, seja pra curtir feeling, técnica, ou até mesmo um som mais limpo.

Integrantes:
Lucas Porto - Vocais/Guitarra
Francivaldo Virginio - Guitarra
Bruno Lima - Guitarra
Lucas Gabriel - Baixo
Hugo Andrade - Bateria

Playlist:
01 - T.O.W
02 - Fight Till The Death
03 - Civil War
04 - Marching To Death
05 - Bloody Glory
06 - Nightmares of a Time

Para mais informações, shows e merchandise:
https://www.facebook.com/BlackJackRomeo/?epa=SEARCH_BOX




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Black Jack Romeo"


Os Headbangers não praticantesOs Headbangers não praticantes
Os Headbangers não praticantes

Raul Seixas: Por trás da letra de Carimbador MalucoRaul Seixas
Por trás da letra de "Carimbador Maluco"

Total Guitar: os melhores e piores covers da históriaTotal Guitar
Os melhores e piores covers da história

Uruca: Os 9 mais azarados da história do RockCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religiãoIron Maiden: O lançamento do single "The Number of the Beast"Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Sobre Pedro Hewitt

Estudante, Headbanger, amante de relações públicas, responsável pelo Infektor Self Festival & Toque Rápido ou Peça Perdão, trabalha desde 2015 com produção de shows em Teresina. Teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes do Metal como Onslaught, Air Raid, Enforcer, Fist Banger, Escarnium, entre outros.

Mais matérias de Pedro Hewitt no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336