RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemAs frases que Taylor Hawkins disse repetidamente para Ozzy Osbourne semanas antes de morrer

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemA inesperada opinião de Bell Marques (ex-Chiclete com Banana) sobre o rock progressivo

imagemSite chileno cita data do Iron Maiden no país e medalhões como possíveis bandas de abertura

imagemSammy Hagar sobre material inédito do Van Halen: "Eddie tinha uma tonelada"

imagemCristina Scabbia se queimou com óleo fervendo e ficou com "mapa da Europa" no rosto

imagemC.J. sobre seu primeiro show com os Ramones: "Foi Cuspe, moeda, garrafa, sapato…"

imagemAngra anuncia sua turnê "The Best Of 30 Years" com setlist renovado

imagem"A vida é curta", afirma Floor Jansen, vocalista do Nightwish

imagemPink Floyd: Nick Mason comenta as músicas que formam a trilha sonora de sua vida

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemO hit da Legião Urbana antiviolência cantado sob perspectiva de jovem da periferia

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele


Exilio Angel

Dream Theater: Duas décadas de uma obra que será eterna

Resenha - Metropolis Part 2: Scenes From A Memory - Dream Theater

Por Mateus Ribeiro
Postado em 16 de março de 2019

Nota: 10

Vinte anos atrás, em 1999, o DREAM THEATER lançava aquele que veio a se tornar um dos seus maiores clássicos: "Metropolis Part 2: Scenes From A Memory". Como o título sugere, o disco é a continuação de uma historia, que começou no longínquo ano de 1992, com a maravilhosa "Metropolis Part 1: The Miracle And The Sleeper".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A parte 2 de "Metropolis..." acabou se tornando um álbum conceitual, que gira em torno do personagem Nicholas, que através de uma regressão, desenrola uma historia que envolve traição, assassinato, vícios, em um enredo que daria um belo de um filme. Aliás, o disco rendeu um DVD, intitulado "Metropolis 2000: Scenes From New York", que além da execução do álbum na íntegra, conta com algumas encenações das músicas.

Musicalmente falando, estamos diante de um disco criativo, versátil, que conta uma história envolvente e que prende muito a atenção de quem ouve (ponto positivo demais para um álbum conceitual). Da primeira até a última nota, a impressão que se tem é a de que os membros da banda se utilizaram não apenas da excepcional técnica que sempre caracterizou a banda, mas muita alma em todas as canções.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A abertura do disco já prende a atenção, através da regressão, seguida pela instrumental "Overture 1928", que abre caminho para "Stange Deja Vu", que se tornou uma das canções mais conhecidas da banda.

O restante do trabalho vai alternando momentos cadenciados e outros mais rápidos e intensos, como fantástico solo de "Fatal Tragedy". Também estão presentes as baladas, representadas por "Through Her Eyes", "One Last Time" e pela maravilhosa "The Spirit Carries On".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um dos grandes destaques do disco fica por conta de "Home", marcante do início ao fim, repleta de mudanças de climas e com um final caótico. Ainda sobra tempo para a instrumental "The Dance Of Eternity", e para o grande final, a cargo de "Finally Free", que encerra o disco com chave de ouro.

Após a repercussão um tanto quanto polêmica de "Falling Into Infinity", o DREAM THEATER renasceu com "Metropolis Part 2...", seja pelas músicas do disco, seja pela historia. Tudo o que um fã da banda admira está presente no trabalho que completará duas décadas de vida em outubro: composições intrincadas, solos e riffs grandiosos, baixo e bateria fazendo papéis de protagonistas, e o teclado do estreante Jordan Rudess participando ativamente das músicas.

Se você conhece a banda, já deve estar cansado de ouvir o disco. Se não conhece, ouça o disco, leia sua historia, e viaje nessa obra magnífica, que quanto mais envelhece, se torna maior!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Loudwire: Os 10 melhores álbuns de 1992

Dream Theater: os álbuns da banda, do pior para o melhor


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.
Mais matérias de Mateus Ribeiro.