Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Hempadura: banda marca ano político com seu melhor álbum

Resenha - Artigo 311 - Hempadura

Por Victor de Andrade Lopes
Postado em 09 de agosto de 2018

Nota: 9

Depois do grupo carioca El Efecto lançar o excelente Memórias do Fogo, mais uma banda brasileira marca um ano politicamente movimentado com música para ouvir e pensar: desta vez, falo do quarteto gaúcho de hardcore e metal alternativo Hempadura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 1

Da mesma forma que Manifesto soava como uma continuação natural da estreia deles Mercado da Morte, Artigo 331, batizado em homenagem ao artigo que criminaliza o desacato em "alusão ao que todos nos [sic] como cidadãos deveríamos fazer todos os dias, desacatar todo esse sistema podre que rege nossas vidas!", conforme o grupo declara em seu Facebook oficial, mostra um Hempadura novamente superior ao que foi antes.

Tal evolução se manifesta aqui na forma de composições mais maduras, produção mais polida e performances mais convincentes por parte de todos os membros, resultando naquele que é o melhor trabalho da banda até o momento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 2

Sem uma única faixa voltada para temas fúteis, Artigo 331 leva o ouvinte a um passeio de críticas ao sistema ("Círculo Vicioso", "Tratados Como Gado"), à brutalidade policial ("5 Tiros"), à manipulação midiática ("Sorria"), ao governo ("Queimem", "Ele Vai Temer"), entre outros.

O álbum é essencialmente coeso (palavra que aqui significa "cheio de riffs pesados e vocais agressivos com toques de rap"), mas traz uma quantidade inédita de faixas singulares, a começar pela surpresa de nome "Viva a Revolução", instrumental com toques progressivos que fogem um pouco ao padrão do quarteto, mostrando que os rapazes não se importam de sair um pouco da zona de conforto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 3

"Sorria", marcada por um riff de teclado que remete à versão ao vivo de "Pavimentação", dos Titãs, deixa a guitarra de lado, mas a ausência dela mal se sente devido à participação do rapper Vini Boca Braba. Ela é sucedida por outro destaque, "Hempa x Bomb", que traz a participação do Machete Bomb, uma das melhores bandas do Paraná, notória por suas letras politizadas sustentadas por uma deliciosa combinação de metal com samba.

Mantendo-se firme na sua prática de lançar um disco a cada dois anos (feito bastante respeitável para um nome independente e - infelizmente - pouco conhecido), o Hempadura marca o ano em que teremos talvez uma das eleições mais acirradas desde a redemocratização com o seu melhor álbum até hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 4

Abaixo, o vídeo de "5 Tiros":

Track-list:

1. "Círculo Vicioso"
2. "Tratados Como Gado"
3. "5 Tiros"
4. "Cidadão de Bem"
5. "Liberdade"
6. "Viva a Revolução"
7. "Sorria"
8. "Hempa x Bomb"
9. "Queimem!"
10. "A Sombra do Prédio no Morro"
11. "Ele Vai Temer"

Fonte: Sinfonia de Ideias
http://bit.ly/artigo331

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - TAB 5
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Perc3ption: a arte levada ao extremo

Resenha do Álbum do Insânia ao vivo no Underground Nativa III

Sentença de Morte: Death Metal para quem curte Death Metal bem executado

Triumph Of Death, projeto de Tom Warrior, resgata ao vivo parte do passado do Hellhammer

Spiritual Cramp acerta a fórmula, mas álbum satura em 26 minutos

Estreia do Superbloom traz de volta o grunge protagonista dos anos 1990

Stratosphere Project: O eco estrondoso da Via-Láctea fundindo-se nas dimensões ocultas

Osbourne: pesado, mas antes de tudo moderno

Resenha - Dark Side of The Moon - Pink Floyd

Resenha - Vovin - Therion

Resenha - P.U.L.S.E. - Pink Floyd


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.
Mais matérias de Victor de Andrade Lopes.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS