Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemJanis Joplin: última gravação dela em vida foi feita para um Beatle

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemNergal diz que vocalista do Arch Enemy é mais corajosa do que muito metaleiro homem

imagemJoão Gordo compara anarcocapitalistas com quem acredita em terraplanismo

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemSe não fosse o Queen, Max Cavalera provavelmente não existiria

imagemVídeo de clássico do Kiss é disponibilizado no canal oficial da banda

imagemGeddy Lee e Alex Lifeson tocam clássica do Rush em evento nos EUA

imagemSteve Perry revela o motivo ter recusado substituir Dave Lee Roth no Van Halen

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemLemmy, Filho e Espírito Santo: Gary Holt tem certeza que ele era três ao mesmo tempo


Stamp

Lacrimosa: "Angst", um início desesperador

Resenha - Angst - Lacrimosa

Por Rafael Lemos
Em 31/05/17

Nota: 9

Uma das mais conhecidas bandas góticas do mundo, o Lacrimosa, iniciava a sua saga em 1991, com "Angst", após ter lançado a demo "Clamor" no ano anterior. Na minha opinião, os três primeiros álbuns são sem dúvida os melhores da discografia, contando com uma áurea sombria vinda da influência do gênero Darkwave, sensação que se perderia cada vez mais a partir da entrada da Anne Nurmi na banda. Os fãs da Anne que me perdoem, mas esta fase inicial é insuperável.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nesse começo, o Lacrimosa era um projeto pessoal do Tilo Wolff, contando com ele como único integrante, tocando todos os instrumentos e compondo todas as músicas e letras. E foi assim que "Angst" foi gravado.

As letras, cantadas em alemão, abordam temas obscuros e repugnantes, como doenças, desespero, existência insignificante, profanação, tristeza, falta de esperança, solidão e, acima de tudo, o tema que dá título ao álbum e permeia todas as faixas: o medo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Seele in not" abre o disco com um belíssimo e arrebatador órgão sacro, de intensa profundidade, que vai perdendo espaço pra pianos de sons e intervalos disformes e gritos sombrios feitos por sintetizadores. A voz, inicialmente asustada de Tilo, se torna gritos de revolta e ódio em seu final.

"Requiem" possui um ritmo constante e é conduzida por um teclado e pela voz grave de Tilo que canta o desprendimento da alma de seu corpo. Parece um ensaio para a música "Reißende Bircke" que estaria no álbum seguinte, dadas as semelhança.

"Requiem" e "Seele in not" eram as duas músicas que compunham a demo "Clamor", lançada no ano anterior, em 1990. Portanto, o álbum em si começa com a instrumental e dispensável "Lacrima mosa", seguida da dançante e anticlerical "Der Ketzer", com seu baixo forte.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Der letzte Hilfeschrei", a mais desesperadora música do álbum e, quem sabe de toda a carreira da banda, narra as reflexões e agonias de um doente internado em um hospital, encerrando com gritos desesperados que antecedem a sua morte. A música é toda conduzida por um teclado de fundo e o ritmo de um batimento cardíaco.

A última faixa é a introspectiva e extremamente triste "Tränen der Existenzlogiskeit", mas na versão em cd há a bônus "Diener eines Geistes", que sairia no álbum seguinte em uma diferente versão.

O encarte possui letras e informações técnicas somente.

Esta obra é genial por ser autêntica. Um grande início de uma grande banda mas que não leva a nota máxima devido à fraca instrumental que a integra.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Idioma: bandas que já cantaram em sua língua natal

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Oh, não!: clássicos do Rock Heavy Metal e que foram "estragados" pelo tempo


Sobre Rafael Lemos

Rafael Lemos começou a gostar de Heavy Metal, Hard Rock e Progressivo em 1991, sem influência de ninguém, realizando pesquisas sobre as bandas.

Mais matérias de Rafael Lemos.