David Bowie: EP é tão emocionante e tão impactante quanto Larazus

Resenha - No Plan - David Bowie

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Espínola
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Hoje, 10/01/17, completa um ano da morte de David Bowie, que deixou o mundo estupefato, pois aconteceu poucos dias depois do lançamento de Blackstar, um disco vigoroso e intrigante que, mesmo imerso em inúmeras simbologias e mensagens pessoais indiretas (que logo se tornaram diretas), fez com que as pessoas continuassem pensando no prolongamento da espetacular carreira de David Bowie na música. Mas no dia 10 duas trágicas notícias chegaram de uma vez: não apenas Bowie estava profundamente doente, coisa que ninguém sabia, mas à essa altura, ele já estava morto. Isso mesmo, algumas horas depois de aparentar ser a pessoa mais viva e enérgica do mundo, David Bowie estava morto.

David Bowie: Cinco CDs só de material dos anos 1968 e 1969Metal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.com

Um ano depois, o que podemos dizer é que ainda não digerimos totalmente essa perda. Para nos ajudar com o luto, a BBC apresentou um especial inédito sobre os últimos cinco anos da carreira de David Bowie, The Last Five Years, que em outra oportunidade farei uma resenha específica. Esta postagem de hoje se refere ao lançamento surpresa de um novo EP no dia do aniversário do cantor, que compila as últimas músicas inéditas conhecidas - até o momento - de David Bowie (que já foram lançadas numa versão do musical Lazarus).

'No Plan' é tão emocionante e tão impactante quanto 'Larazus', que foi totalmente ressignificada após a notícia da morte de David Bowie. Em 'No Plan', ao contrário, já a ouvimos conscientes que ele não está mais aqui e se encontra nesse lugar em que ele menciona na letra da música. Musicalmente, ela se enquadra num jazz meio sombrio com alguns belos solos de saxofone de Doug McCaslin, que conhecemos tão bem em Blackstar.

Vale a pena transcrevê-la na íntegra:

Here, there's no music here
I'm lost in streams of sound
Here, am I nowhere now?
No plan
Wherever I may go
Just where, just there
I am

All of the things that are my life
My desire, my beliefs, my moods
Here is my place without a plan

Here, second avenue
Just out of view
Here, is no traffic here?
No plan

All the things that are my life
My moods, my beliefs
My desires, me alone
Nothing to regret
This is no place, but here I am
This is not quite yet

'Killing a Little Time', por sua vez, é um rock pesado que relembra um pouco a fase de Outside. Parece que aqui ele está lidando com a raiva de saber que o momento está próximo, pensando no que ainda poderia oferecer. 'This rage in me / I've got a handful of songs to sing / To sting your soul / To fuck you over / This furious reign'.

'When I Met You' finaliza esse conjunto de últimas músicas gravadas por David Bowie de forma melancólica: 'Now It's all the same, it's all the same/ The sun is gone, it's all the same.'

O EP No Plan vem para confirmar a falta que David Bowie fará para o mundo da música e da cultura em geral. Um gênio que simplesmente não é substituído. É o ponto final de uma carreira que teve sempre o ponto inicial. Obrigado mais uma vez, David.

Comente: Já ouviu o EP "No Plan"?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "David Bowie"


David Bowie: Cinco CDs só de material dos anos 1968 e 1969David Bowie: divulgada primeira imagem de ator que faz o músico em filme

Tarantino: diretor faz playlist com melhores músicas de seus filmesTarantino
Diretor faz playlist com melhores músicas de seus filmes

David Bowie: "Space Oddity" ganha novo vídeo para comemorar 50 anos

David Bowie: filho critica o merdley feito por Lady Gaga no GrammyDavid Bowie
Filho critica o "merdley" feito por Lady Gaga no Grammy

David Bowie: morte de músico foi um suicídio assistido?David Bowie
Morte de músico foi um suicídio assistido?

Cinema: Filmes para quem ama Rock e Metal (Parte 5)Cinema
Filmes para quem ama Rock e Metal (Parte 5)


Metal Alemão: as 10 melhores bandas segundo o About.comMetal Alemão
As 10 melhores bandas segundo o About.com

Guns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnRGuns N' Roses
Os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR

David Bowie: muito mais assustador que Michael JacksonDavid Bowie
Muito mais assustador que Michael Jackson

Andre Matos: confira o incrível alcance do vocalistaAndre Matos
Confira o incrível alcance do vocalista

Iron Maiden: a reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no setIron Maiden
A reação de Bruce Dickinson ao ver músicas da era Blaze no set

Linkin Park x Slayer: A ousadia de inovar ou a eterna zona de conforto?Linkin Park x Slayer
A ousadia de inovar ou a eterna zona de conforto?

Metal: os melhores álbuns segundo leitores da Metal Hammer gregaMetal
Os melhores álbuns segundo leitores da Metal Hammer grega


Sobre André Espínola

André Espínola, recifense, estudante de História e apaixonado por música, quer levar um pouco de sua paixão para os outros, resenhando sobre novos lançamentos e pagando tributo aos clássicos e às nossas raízes musicais, sobretudo o Blues, Rock e Jazz, cuja missão básica é dizer aos quatro cantos: "a boa música nunca morrerá!". Possui o blog Filho do Blues, onde escreve e edita textos sobre as novidades musicais do mundo do rock, indie e blues.

Mais matérias de André Espínola no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336