Brujeria: Após 16 anos, um lançamento à altura da espera dos fãs

Resenha - Pocho Aztlan - Brujeria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por João Moreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

BRUJERIA ainda é uma das grandes bandas que conseguem associar o grupo e a musicalidade que praticam a certa atmosfera característica. O grupo é possuidor de alguns mitos, folclore próprio e de uma discografia sólida e consistente.

5000 acessosBon Jovi: fotos de vocalista com mulheres nuas em 19855000 acessosMetallica: "olhada" de Robert Trujillo em Lady Gaga vira meme

Sobre o álbum, alguns discos criam sentimentos desde a primeira audição, e esse é o caso de Pocho Aztlan. Depois de alguns hiatos, reuniões para shows e músicas novas – incluindo o EP “Viva Presidente Trump!" com direito a um machete direto na fronte do candidato republicano – o grupo lança seu quarto álbum, dezesseis anos após “Brujeirizmo”. O álbum estreou na Billboard quebrando recordes, chegando ao terceiro lugar da parada de discos latinos, a melhor marca para um álbum de Heavy Metal.

Pocho Aztlan simboliza um jogo de palavras entre Aztlán, cidade utópica dos antigos Aztecas e Pocho, nome dado pelos mexicanos a seus similares nascidos nos Estados Unidos. Uma combinação que encaixa perfeitamente na criação da banda desde seus primeiros passos. No que tange à sonoridade, a musicalidade envolvida no álbum segue os padrões dos álbuns anteriores. Sob a égide da gigante musical Nuclear Blast a produção é clara, limpa e cheia de groove; como deve ser para um grupo que flerta entre o Grindcore e o Death de forma tão prática. A fórmula continua potente. As faixas se intercalam entre riffs arrastados e rápidos o bastante para bater cabeça desde a primeira audição. O vocal de Juan Brujo é característico e muitas vezes simboliza os sentimentos conjuntos da banda.

A faixa-título inaugura os trabalhos de forma direta e constrói a base para o que virá a seguir no disco, tanto na musicalidade quanto na concepção lírica. “No Aceptan Imitaciones” é a típica faixa que a banda escreve – uma porrada – e concretiza a abertura. As duas faixas seguintes “Profecía Del Anticristo” e “Ángel De La Frontera” mantém o nível alto do álbum, com a última lembrando em vários momentos a banda em “Raza Odiada”.

“Plata o Plomo” forma um dos pontos altos do álbum. Apesar da concepção para single, é impossível não curtir o som ao ritmo do riff principal. Como dito anteriormente, a faixa forma um dos pontos altos, pois a faixa seguinte “Satongo” é matadora, direta e inspirada – forte candidata a melhor do álbum.

Confira a faixa “Plata o Plomo”:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Isla De La Fantasía”, “Bruja”, “México Campeón” e “Culpan La Mujer” demonstram uma composição ímpar e cumprem o que o impacto inicial do título causa ao ouvinte. “México Campeón” sendo também uma das grandes músicas do album, um grindcore de qualidade que lembra a banda em – um clássico – “La Migra”. “Culpan La Mujer” também é direta, rápida e carregada de contexto.

As três últimas faixas são um mix do que a banda apresenta. “Códigos” é pesada, “Debilador” com mais transições, mas “California Uber Aztlan” fecha o álbum com maestria em um estilo próprio um cover de “California Uber Alles” dos DEAD KENNEDYS.

“Pocho Aztlan” não deixa a desejar para os fãs que esperaram tanto tempo por um novo lançamento do BRUJERIA. Depois de dezesseis anos a banda mostra que é competente, mantém suas raízes e irá continuar sendo um dos grupos que praticam um som próprio e de força excepcional.

Tracklist:
1 – Pocho Aztlan (4:11)
2 – No Aceptan Imitaciones (3:11)
3 – Profecía Del Anticristo (4:11)
4 – Ángel de La Frontera (3:23)
5 – Plata o Plomo (4:04)
6 – Satongo (3:26)
7 – Isla de La Fantasia (2:17)
8 – Bruja (4:09)
9 – México Campeón (2:25)
10 – Culpan La Mujer (2:48)
11 – Códigos (5:35)
12 – Debilador (3:21)
13 – California Uber Aztlan (3:13)

Comente: Gostou do novo álbum do Brujeria?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Brujeria"

BrujeriaBrujeria
Bruxaria, assassinatos no México e tráfico?

Justin BieberJustin Bieber
Montagens detonam popstar com Pantera e Metallica

BrujeriaBrujeria
O tão falado show da "favela" carioca

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de outubro de 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Brujeria"

Bon JoviBon Jovi
Divulgadas fotos de vocalista com mulheres nuas

MetallicaMetallica
"Olhada" de Robert Trujillo em Lady Gaga vira meme

BucketheadBuckethead
Uma rara imagem do guitarrista sem a máscara

5000 acessosListas: 10 melhores bandas da era pós-Nirvana5000 acessosDuff McKagan: Pelado com a esposa em foto para a PETA5000 acessosBandas jovens: conheça 5 que estão a fim de quebrar as barreiras do rock5000 acessosGaragens dos Anos 605000 acessosGuns N' Roses: paródia de capa para DVD no Rock In Rio5000 acessosGuns N' Roses: por que só uma fotógrafa registra os shows?

Sobre João Moreira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online