Matérias Mais Lidas

Marcelo Barbosa diz que seu curso online de guitarra dá mais dinheiro que o AngraMarcelo Barbosa diz que seu curso online de guitarra dá mais dinheiro que o Angra

Eric Clapton: o que ele acha de ter tirado esposa de George Harrison?Eric Clapton: o que ele acha de ter tirado esposa de George Harrison?

A divergência de Roger Waters e David Gilmour sobre clássico Comfortably NumbA divergência de Roger Waters e David Gilmour sobre clássico "Comfortably Numb"

Slash: a mudança que aconteceu com Axl que tornou tudo diferente no Guns N' RosesSlash: a mudança que aconteceu com Axl que tornou tudo diferente no Guns N' Roses

Kiko Loureiro: o que o guitarrista do Megadeth pensa de quem o chama de arroganteKiko Loureiro: o que o guitarrista do Megadeth pensa de quem o chama de arrogante

A opinião de Diva Satanica, da Nervosa, sobre Tatiana Shmailyuk do JinjerA opinião de Diva Satanica, da Nervosa, sobre Tatiana Shmailyuk do Jinjer

A sincera opinião de Lemmy Kilmister sobre Christina AguileraA sincera opinião de Lemmy Kilmister sobre Christina Aguilera

Mãe de Cazuza conta invertida que tomou do filho ao perguntar sobre sua sexualidadeMãe de Cazuza conta invertida que tomou do filho ao perguntar sobre sua sexualidade

A sincera opinião de Regis Tadeu sobre Lemmy Kilmister (Motörhead)A sincera opinião de Regis Tadeu sobre Lemmy Kilmister (Motörhead)

O dia que Jimi Hendrix abriu show com música dos Beatles e Paul McCartney assistiuO dia que Jimi Hendrix abriu show com música dos Beatles e Paul McCartney assistiu

Frank Bello rasga elogios ao Metallica; Eles são, sem dúvida, a maior banda do mundoFrank Bello rasga elogios ao Metallica; "Eles são, sem dúvida, a maior banda do mundo"

Nirvana: o dia que Cobain se enrolou todo para explicar significado do nome da bandaNirvana: o dia que Cobain se enrolou todo para explicar significado do nome da banda

Marcelo D2 voltou a ouvir thrash metal por conta de Fernanda Lira, da banda CryptaMarcelo D2 voltou a ouvir thrash metal por conta de Fernanda Lira, da banda Crypta

Tico Santta Cruz: Vamos tirar todos os Bolsominions do BBBTico Santta Cruz: "Vamos tirar todos os Bolsominions do BBB"

Iron Maiden: banda vai tocar no Morumbi em 2022, segundo diretor do São PauloIron Maiden: banda vai tocar no Morumbi em 2022, segundo diretor do São Paulo


Darkology: Peça ímpar no rançoso mercado da música pesada

Resenha - Altered Reflections - Darkology

Por Felipe Resende
Em 05/02/16

Lançado há alguns anos atrás (2009), o debut da banda Darkology denominado 'Altered Reflections' permanece uma peça relativamente ímpar no rançoso mercado da música pesada. Combinando de forma criativa em vários momentos o heavy tradicional com o progressivo, a banda - formada por Kelly Sundown Carpenter, os irmãos Michael e Brian Harris, e Mike Neal - entrega uma sonoridade dificilmente comparável a qualquer outro grupo. Em nossas terras (e acredito que não só aqui), o Darkology (infelizmente) permanece muito pouco conhecido. Uma pena.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Peço, de início, perdão por minha possível falta de familiaridade com termos musicais e afins: não sou músico e pouco conheço de teoria musical. Para que um resenhista de música venha a ter crédito em sua análise, deve no mínimo ter conhecimento em sua área de atuação. As pessoas que se arriscam nesse meio sem a devida formação são diletantes e, por isso, não devem esperar crédito algum. Sou um. Mas todo diletante que se preze deveria tomar cuidado com as expressões que usa mesmo tendo um conhecimento pouco aprofundado e/ou nenhum crédito. Quem utiliza expressões como 'vocais fodões' ou 'guitarras arrepiantes' deveria voltar à sua caverna e nunca mais sair. Ser diletante não significa ser iletrado ou pecar em objetividade. Expressões dessa categoria não contribuem em nada para aguçar o interesse (ou desinteresse) do leitor e guiar uma compreensão concisa do texto. Enfim, comecemos.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

No mercado musical, há quem diga que existem artistas que fazem álbuns e há outros que fazem meramente singles. Os segundos simplesmente agregam um enorme conjunto de canções 'tapa buraco' e lançam algo que chamam de álbum (o que, em minha opinião, soa como um desrespeito tanto ao bolso quanto à inteligência de seu ouvinte). Poderíamos questionar na lógica subjacente a esse modus operandi, inclusive, se tais pessoas realmente são artistas ou comerciantes de canções.

Já os primeiros, mesmo não sendo tão originais e/ou sendo altamente comerciais, por ex., demonstram um grande respeito à música e aos seus ouvintes. Nos álbuns – peças sonoras perfeitas ou quase perfeitas -, o deleite da audição dificilmente soçobra para a qualidade 'aborrecimento' no advento daquela faixa indevida. O músico não tenta te enganar e tampouco presta um desserviço à música. Músicos que fazem álbuns buscam objetivar canções com um grande conteúdo de respeito tanto pelo ouvinte quanto pela música.
O Darkology é uma banda que no primeiro minuto da música ('Violent Vertigo') procedente ao tema de abertura ('Microcozm') derrama sobre nós a boa impressão de estar no segundo grupo. Musicalidade vigorosa estruturada sobre a agressividade vocal de Kelly e um instrumental variando entre galopes sincopados (sim, exato) e ritmos quebrados, ambos aliados à passagens intricadas. Destaque para a explosão vocal executada por Kelly antes do solo de guitarra (solo até que simples, mas de bom gosto).

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A impressão se torna ainda mais substancial com a faixa seguinte 'I Bleed' (clipe abaixo), a semi-balada do álbum. A canção é carregada em sua maior parte por um ritmo arrastado (beirando o doom) tanto nos instrumentais quanto nos vocais (que são melancólicos). Sublinho o belo harmonize executado entre Kelly e Michael no entremeio do solo de guitarra que, por sinal, considero o melhor do álbum.

Em seguida temos a música mais complexa, obscura e experimental: 'Dark energy'. A experiência que a canção produz (causada principalmente pela incrível expressão vocal de Kelly) é a de estarmos sentados ao redor de uma fogueira no escuro enquanto alguém nos conta uma lenda perturbadora. O solo executado por Michael – que flerta com a atonalidade - inicialmente nos passa a sensação de que algo amedrontador realmente nos ronda; na segunda parte do solo, somos realmente surpreendidos por alguma presença maligna.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Em seguida temos "Nobot", direta e pesada. Tem um dos melhores refrões do álbum. Considero a parte pré-solo (a partir de 1:40 da canção) a melhor do CD: Kelly injeta uma espécie de "loucura selvagem" na canção, reproduzindo perfeitamente a temática crua da letra. Grande candidata ao fator "repeat".

Somos apresentados em seguida a 'Eyes of argus', que é uma mistura de algo mais direto e também absurdamente pesado com alguns pequenos improvisos em um certo momento (parte do solo). Os vocais de Kelly (que narra um experimento científico que culmina em consequências de proporções místicas) utilizam-se de drives potentes para mostrar o estado de loucura do 'espécime' do experimento. 'Aura of Xhad' e 'Alone' trazem um ritmo predominantemente galopante, mais heavy tradicional. São boas faixas, sem experimentalismos e com poucas ou inexistentes variações.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

'Revitalize' flerta com o Power Metal através de seu ritmo acelerado. É a faixa 'clichê' do álbum, mas não deixa a qualidade de lado. Por fim, temos a canção mais longa do CD, 'Trance of gorgons'. É uma faixa repleta de instrumentais quebrados e variações, transpassada por uma densa e soturna atmosfera. É nessa faixa que Brian brilha, mostrando toda a sua versatilidade na bateria.
O saldo final é que estamos diante de um álbum bastante original. Em nenhum momento o Darkology afronta nossa inteligência. Dá pra perceber que as músicas foram feitas com esmero, sem preguiça ou intenção de tapar buracos. A produção é de boa qualidade. Em 2015 a banda lançou seu segundo álbum, 'Fated to burn'. Não deixemos de conferir – Kelly Sundown nunca decepciona.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Black Sabbath: um Tony Iommi que você não conheciaBlack Sabbath
Um Tony Iommi que você não conhecia

The Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todosThe Voice Kids
Garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos