Amorphis: Trabalhando muito bem seu passado e presente

Resenha - Under The Red Cloud - Amorphis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gisela Cardoso
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Não é à toa que o consagrado Metal finlandês raramente nos decepciona, e o Amorphis chega a este ano para comprovar, mais uma vez, esse fato. Em seus 25 anos de carreira, o sexteto de Helsinki mostra que está mais em forma do que nunca com seu novo álbum "Under The Red Cloud", lançado pela Nuclear Blast Records.
3963 acessosFinlândia: as dez melhores bandas de Heavy Metal do país5000 acessosInstagram: as fotos mais legais do perfil de James Hetfield

Já indo direto ao ponto, "Under The Red Cloud" se trata de um álbum inteiramente empolgante! Do início ao fim, é possível sentir uma vibe do passado mesclada com o presente do Amorphis, o que, na certa, funcionou muito bem. E, desta vez, o Amorphis aparentemente optou por investir mais em seu lado Death Metal Melódico do que em suas influências mais progressivas - relativamente o contrário do que aconteceu em seus álbuns anteriores.

Ao longo de "Under The Red Cloud", podemos ouvir uma sonoridade ora mais pesada, ora mais melódica - o que, de certa forma, já é esperado do Amorphis. E comparado aos seus trabalhos anteriores, a presença dos vocais guturais de Tomi Joutsen estão ainda mais marcantes. Além disso, a banda também volta a investir mais nos elementos do Folk Metal - os quais estiveram mais presentes no início de sua carreira. E para isso, o Amorphis conta com a participação especial de Chrigel Glanzmann, da banda Eluveitie, assumindo as flautas em "The Four Wise Ones", "Death Of A King" e "Tree Of Ages" - o que, afinal, colabora muito para criação desta "atmosfera folk", nos remetendo aos primórdios do Amorphis.

Na primeira faixa, responsável por dar título à obra, já podemos contemplar um excelente instrumental - e, logo, ótimas melodias -, que se estendem por todo o repertório. Os teclados de Santeri Kallio desempenham um ótimo trabalho que chega a arrepiar! Aliás, suas harmonias e arranjos funcionam mais como um pano de fundo, mas, claro, proporcionam uma excelente roupagem às composições - conforme nas faixas, por exemplo, "Death Of A King", "Sacrifice" e "Dark Path".

Já também uma marca registrada no Amorphis, a combinação entre os vocais guturais e limpos de Tomi Joutsen ainda está lá na maioria das composições - mas, conforme já dito anteriormente, há uma presença mais forte dos vocais agressivos. Porém, claro, ainda há faixas que possuem inteiramente o vocal limpo, como em "Sacrifice". E essa alternância dos vocais fornece uma brusca mudança no andamento na composição que, por sinal, é muito bem trabalha - os exemplos estão nas faixas "Bad Blood", "The Skull", "Enemy At The Gates" e "Tree Of Ages". Aliás, essas músicas também são as que possuem um peso a mais na composição. Além disso, as faixas "The Four Wise Ones", "Sacrifice" e "White Night" contam com a participação especial da doce voz de Aleah Stanbridge (Trees Of Eternity) - ressaltando a última música, "White Night", que se trata de uma bela balada com o dueto dos vocais líricos de Aleah com os guturais de Tomi.

As guitarras de Esa Holopainen e Tomi Koivusaari também desempenham um ótimo trabalho com seus belos riffs e solos, especialmente em "Death Of A King", "The Skull", "Sacrifice" e "Tree of Ages" - nessa, por sua vez, também podemos ressaltar a atuação de Jan Rechberger na bateria.

Em linhas gerais, podemos dizer que "Under The Red Cloud" representa praticamente tudo o que Amorphis foi e ainda é. Dotado de um instrumental virtuosíssimo, o Amorphis soube trabalhar muito bem em uma ponte entre seu passado e presente, trazendo um pouco do ar nostálgico de sua carreira. Sem sombra de dúvidas, "Under The Red Cloud" promete ficar na história!

"Under The Red Cloud" foi lançado oficialmente no dia 4 de setembro, através da Nuclear Blast Records

Tracklist:

1. Under The Red Cloud
2. The Four Wise Ones
3. Bad Blood
4. The Skull
5. Death Of A King
6. Sacrifice
7. Dark Path
8. Enemy At The Gates
9. Tree Of Ages
10. White Night

Line up:

Tomi Joutsen - vocal
Esa Holopainen - guitarra
Niclas Etelävuori - baixo
Jan Rechberger - bateria
Tomi Koivusaari - guitarra
Santeri Kallio - teclados

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 14 de setembro de 2015

FinlândiaFinlândia
As dez melhores bandas de Heavy Metal do país

81 acessosEm 04/09/2015: Amorphis lança o álbum Under The Red Cloud72 acessosEm 29/08/2007: Amorphis lança o álbum Silent Waters0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Amorphis"

Arte GráficaArte Gráfica
Designer brasileiro cria versões para clássicos

HailMetal.comHailMetal.com
Os cinqüenta melhores álbuns de Death Metal

FinlândiaFinlândia
As dez melhores bandas de Heavy Metal do país

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Amorphis"

InstagramInstagram
As fotos mais legais do perfil de James Hetfield

System Of A DownSystem Of A Down
Daron Malakian ensina como ser músico

MotorheadMotorhead
Escolhido o nome de banda mais legal pela Spin

5000 acessosRacismo: Metalheads saem na porrada contra white-powers na Califórnia5000 acessosPunk: 10 músicos que são mais ricos do que você pensa5000 acessosKiss: a mais longa e reveladora entrevista de Eric Singer4608 acessosRHCP: trio de russas viraliza com cover de "Can't Stop"5000 acessosCorey Taylor: os 10 discos que mudaram a vida dele5000 acessosManowar: ajudando Comitiva a salvar o hit "Camaro Amarelo"

Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online