Krisiun: Novo CD recebe cotação máxima de publicação dos EUA

Resenha - Forged In Fury - Krisiun

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  


O site estadunidense DEAD CENTER 666 – que outrora fora a publicação escrita Antichrist – publicou hoje uma resenha para o vindouro álbum do trio gaúcho de Death Metal KRISIUN. O CD, intitulado ‘Forged In Fury’, recebeu cotação máxima do editor do site. Abaixo, a tradução livre da entusiasmada reação do jornalista ao trabalho da banda.

Exemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúdeVH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Hell yeah! Quatro longos anos se passaram desde o último álbum do KRISIUN, e agora temos um disco completamente novo dessa horda satânica do Death Metal! Nove faixas + outro [sic]. Cerca de 52 minutos de som! O disco inteiro respira o mesmo fôlego, cada faixa é algo como a sequência apropriada da música anterior. Claro, a habilidade aos instrumentos é incrível, correta e aqui soa gigantesca. Para ser honesto, eu tenho escutado TUDO o que quero escutar em ‘Forged In Fury’, e o que eu queria ouvir era Death Metal de verdade, técnico o suficiente, mas principalmente arrebatador, pulsante e massacrante, e eu achei!

O álbum é realmente feito com todos os bons meandros do Death Metal: antes de mais nada – não estamos falando daquelas músicas e ritmos chatos, mas apenas insanidade escancarada. As músicas vêm com uma enorme dose de brutalidade Death Metal, soam impiedosas e inflexíveis. Você também gostará de todas aquelas mudanças de tempo, as frases muito pesadas de baixo e o som mais doentio de bateria possível [fica realmente impressionante quando o som encorpado do baixo cruza com a bateria pesada, mas ainda assim muito rápida]; os solos de guitarra também são vertiginosos, rápidos e dementes, o que pode ser dito dos vocais também.

O Krisiun sempre teve ideias interessantes, e dessa vez eles nos trouxeram mais um capítulo de Death Metal bastante sombrio e matador – cru, encorpado, técnico e muito, muito, muito acachapante! "Forged In Fury", o título do álbum reflete de fato a música contida nele, realmente forjada em fúria, colocando essa fúria na música! Hail Krisiun!

100/100


Outras resenhas de Forged In Fury - Krisiun

Resenha - Forged In Fury - KrisiunResenha - Forged In Fury - Krisiun

Resenha - Forged in Fury - KrisiunResenha - Forged in Fury - Krisiun



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: O homem tem que ser na vida o que prega no palco?Heavy Metal
O homem tem que ser na vida o que prega no palco?

Heavy Metal: site elege as dez melhores bandas do BrasilHeavy Metal
Site elege as dez melhores bandas do Brasil


Exemplos: 10 músicos com deficiências ou problemas de saúdeExemplos
10 músicos com deficiências ou problemas de saúde

VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os temposVH1
100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor