Blackwelder: Dream team com Aquiles Priester e Ralph Scheepers

Resenha - Survival Of The Fittest - Blackwelder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Quando a formação do Blackwelder foi anunciada causou furor, afinal uma banda com Ralf Scheepers (vocal, Primal Fear, ex-Gamma Ray), Andrew Szucs (guitarra, Seven Seraphim), Bjorn Englen (baixo, Dio Disciples, ex-Yngwie Malmsteen) e o brasileiro Aquiles Priester (bateria, Primal Fear, Hangar, ex-Angra) chama atenção antes mesmo de lançar alguma coisa.
3771 acessosAngra: "Uma rapazeada bonita, mas nenhum foi bonzinho"5000 acessosMetallica: a lista de exigências da banda em 1983

E, até com certa rapidez, saiu o debut deste grupo que parece um projeto, mas levado muito a sério. É claro que o ouvinte vai encontrar uma música de qualidade, por motivos óbvios, mas quem pensa que o quarteto aqui foge muito além da sua escola se engana.

Encontramos em “Survival Of The Fittest” um Power Metal cheio de clichês com grande flerte com o Prog Metal e pitadas de Hard Rock. A diferença neste trabalho é que Scheepers está cantando mais ‘suave’ e mostrando um lado diferente em seus vocais, algo mais brando e, mesmo assim, técnico. É lógico que há seus agudos tradicionais, mas sem forçar, coisa que ele faz muito bem no Primal Fear.

Aquiles também guarda um pouco de sua munição e não ataca seu kit como ele sabe. Claro que a precisão, o uso inconfundível de dois bumbos e a pegada tradicional do brasileiro estão lá, mas é o básico em se tratando dele. Assim como o baixista Englen que traz suas linhas pesadas tradicionais e faz seu papel com coesão.

Sem dúvidas, nessa parte individual, Szucs é o grande destaque. O guitarrista praticamente auxilia Scheepers com sua guitarra cantante (dê uma ouvida em Inner Voice) e coloca influências de Neo Classic Metal nas músicas com sua técnica apuradíssima.

Com mixagem de Matt Smith (Theocracy) e masterização de Anfinn Skulevold (Abhoth, Access Hollywood), a produção é de qualidade, podendo só ter dado um gás maior no peso dos instrumentos, mas apenas um detalhe. Destaque para as faixas The Night of New Moon, Freeway of Life, a já citada Inner Voice e With Flying Colors. Poder nos refrãos e boas melodias é o forte. Enfim, um álbum que se esperava qualidade, e que possui qualidade. Mas nada além do esperado.

http://www.facebook.com/BlackwelderMetal

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

AngraAngra
"Uma rapazeada bonita, mas nenhum foi bonzinho"

200 acessosAltair: comédia diabólica de Progressive/Power Metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

AngraAngra
A estranha divulgação de show no Pagodão da Zeus

AngraAngra
Fabio Lione mostra seus talentos como tenor

Andre MatosAndre Matos
Líder do Focus: "É um homem cantando? Impressionante!"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Blackwelder"0 acessosTodas as matérias sobre "Aquiles Priester"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"0 acessosTodas as matérias sobre "Primal Fear"0 acessosTodas as matérias sobre "Hangar"

MetallicaMetallica
A lista de exigências da banda em 1983

Guns N RosesGuns N' Roses
Funkeiro assassina clássico máximo da banda

Olavo de CarvalhoOlavo de Carvalho
Segundo ele, o Heavy Metal emburrece

5000 acessosChris Cornell: a emocionante despedida de Tom Morello5000 acessosNo alto do castelo há uma linda princesa...5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosMax Cavalera: uma reunião do Sepultura seria fantástica!3651 acessosIron Maiden: Wrathchild foi gravada 2 anos antes do que se pensa5000 acessosGuns N' Roses: O longo processo que culminou com a volta de Slash e Duff

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online