Apocryphal Voice: Uma ode à versatilidade

Resenha - Pain and Pleasure - Apocryphal Voice

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O Apocryphal Voice vem da Finlândia e sua sonoridade é focada no Black Metal com incursões de Progressivo e Avant-gard, ou seja, algo que muitas bandas do estilo (principalmente na Europa) têm buscado atualmente. Na verdade, a ‘banda’ é um duo formado por J. Anton Jokisalo (vocal/guitarra/baixo/sintetizadores) e V. Salonen (bateria).
5000 acessosGuns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR5000 acessosSom ruim, fezes e urina: Um brinde à farsa de Woodstock

A qualidade das composições é incontestável, mas a produção que deixou o som abafado tirou um pouco do brilho do resultado final. Ainda mais em se tratando da sonoridade proposto, que requer algo mais límpido e detalhado, já que o som é versátil e variado.

Não espere músicas velozes e ríspidas o tempo todo, já que o que se encontra são composições até burocráticas, com alternâncias de ritmos e não tão digeríveis. Há também influências de Doom Metal, principalmente nos momentos arrastados e com inclusão de vocais limpos.

As faixas são longas, mas longe de serem cansativas, já que a variação faz com que soem interessantes. Destaque para As Fire Itself Dances e Waves of Transparency. Não fosse pela produção bem mediana, o disco ganharia mais pontos, porém, vale à pena dar uma conferida.

http://www.apocryphalvoice.net/
https://www.facebook.com/pages/Apocryphal-Voice/344573545632...

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Apocryphal Voice"

Guns N RosesGuns N' Roses
Pobreza, sexo, drogas e Rock n' Roll em nova biografia

Som ruim, fezes e urinaSom ruim, fezes e urina
Um brinde à farsa de Woodstock

Black MetalBlack Metal
Cinco bandas do lado depressivo do satanismo

5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"5000 acessosBlind Faith: uma das capas mais polêmicas da história5000 acessosDemonstrações de afeto: fotos de rockstars que já se beijaram, parte 15000 acessosAC/DC: bandas similares, algumas mais, outras menos5000 acessosMötley Crüe: um compêndio de devassidão e falta de moral2508 acessosGuns N' Roses: 10 melhores solos por Karl Golden e Danilo Vicari

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online