RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA atitude punk da Legião Urbana que causou irritação e deu trabalho na gravação

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO conselho realista de John Petrucci para bandas que estão começando agora

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso

imagemO hit dos Beatles que talvez seja sobre drogas e que "Jesus" acompanhou gravação

imagem"Quem não gosta de Beatles bom sujeito não é", diz João Gordo

imagemO brasileiro com a voz parecida com a de Axl Rose que viralizou no TikTok

imagemDeep Purple: David Coverdale revela quem quis como substituto de Ritchie Blackmore

imagem5 motivos para assistir ao novo RockGol 2023 que estreia em fevereiro

imagemProdutor da turnê de Paul Di'Anno explica problemas no primeiro show

imagemAndi Deris tem problemas de saúde e shows do Helloween são adiados

imagemClipe de "From The Ashes" ultrapassa 1 milhão de views e Fernanda Lira celebra

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical


Stamp

B'z: Um retorno aos anos de ouro

Resenha - Epic Day - B'z

Por Victor de Andrade Lopes
Fonte: Sinfonia de Ideias
Postado em 12 de março de 2015

Nota: 8

A música do B'z tem, basicamente, quatro fases: a inicial, quando faziam um pop bem anos 80/90 com guitarra proeminente; a fase intermediária, em que incorporaram o rock de vez ao seu som e viraram um grupo de pop rock; o auge em termos de qualidade musical, quando se entregaram ao hard rock e chegaram a dividir o palco até com Aerosmith; e a fase atual, que parecia percorrer o caminho inverso, indo do hard para o pop rock novamente.

Os três álbuns anteriores soavam meio insossos, embora todos contivessem louváveis destaques. Muitas baladas e um hard rock com menos energia que o normal. Mas com Epic Day, a banda parece querer pegar de volta alguns elementos perdidos ao longo dos últimos anos.

Epic Day é 8 ou 80: ou você ouvirá baladas melódicas, ou ouvirá porradas do melhor rock nipônico. Todas as fases do universo B'z pós-Risky estão bem representadas aqui. Nas músicas lentas, temos exemplos como "Exit to the Sun", que combina uma balada guiada no piano com um belo solo no melhor estilo "Kon'ya Tsuki no Mieru Okani"; ou "Classmate", uma balada mais leve e sem distorção nas guitarras. Quanto aos momentos de peso, vemos um muito bem-vindo retorno à fase Big Machine, The Circle e Monster. Algumas flertam com o pop rock ("Uchōten", "No Excuse"), já outras vão mais na linha do hard rock cru ("Epic Day" e "Black Coffee").

Um sinal de volta ao passado que, diga-se de passagem, já havia sido evidenciado no ótimo single de 2012 "Go for It, Baby - Kioku no Sanmyaku". Pode ser o início de uma fase inteira, ou talvez só um lampejo de felicidade. Mas uma coisa que não muda nunca é o vigor e a qualidade musical deste que é um dos expoentes do rock japonês.

Abaixo, um trecho do vídeo de "Uchōten":

Track-list:
1. "Las Vegas"
2. "Uchōten"
3. "Exit to the Sun"
4. "No Excuse"
5. "Amari ni mo"
6. "Epic Day"
7. "Classmate"
8. "Black Coffee"
9. "Kimi wo Ki ni Shinai Hi Nado"
10. "Man of the Match"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é jornalista (Mtb 77507/SP) formado pela PUC-SP com extensões em Introdução à História da Música e Arte Como Interpretação do Brasil, ambas pela FESPSP, e estudante de Sistemas para Internet na FATEC de Carapicuíba, onde mora. É também membro do Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil e responsável pelo blog Sinfonia de Ideias. Apaixonado por livros, ciências, cultura pop, games, viagens, ufologia, e, é claro, música: rock, metal, pop, dance, folk, erudito e todos os derivados e misturas. Toca piano e teclado nas horas livres.
Mais matérias de Victor de Andrade Lopes.