Animal House: Jorrando pela primeira vez

Resenha - First Blood - Animal House

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Do Paraná, mais precisamente de Campo Mourão, vem a banda Animal House, formada por Mutley Animal (vocal/bateria) e Pablo On (guitarra/baixo). Apesar de se rotular Modern Metal, a música executada pelo duo passa longe das tendências atuais, sendo que a sonoridade é muito mais abrangente.

Quiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

São nove composições (contando a introdução) e o que podemos decifrar são influências de Metal tradicional, Stoner e Southern Metal além de alguns elementos do 'pai' Rock And Roll. Apesar de a produção ter prejudicado um pouco (tirou o pouco do peso), os riffs são os elementos que chamam atenção pela estrutura e desenvolvimento que apesar de simples e objetivos conduzem bem as músicas.

Além da produção, que não está ruim, mas poderia estar um pouco mais polida, a banda peca um pouco na falta de energia. A proposta exige mais empolgação e falta um pouco mais disso e isso fica evidente nos vocais que são tão forçados que acabam ficando sem gana.

Todos os pormenores são extremamente consertáveis, pois a banda, ou melhor, dupla mostra talento e as composições são boas como Burning, Booze Broads and Brawl e Iron Head e sua pegada Metal oitentista. Ainda há um bom cover para Ghost Riders In The Sky (interpretada originalmente por Johnny Cash).

https://www.facebook.com/ahouseofficial
https://soundcloud.com/mutleyanimalhouse




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Animal House"


Quiet Riot: quebrando disco de banda brasileira em 1985Quiet Riot
Quebrando disco de banda brasileira em 1985

Nicko McBrain: pedal duplo é pra caras como Aquiles PriesterNicko McBrain
Pedal duplo é pra caras como Aquiles Priester

Dr. Sin: Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis TadeuDr. Sin
Agora todo mundo lamenta? Vão se foder!, diz Regis Tadeu

Tom Araya: "Não sou ateu; acredito em Deus!"Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?Guns N' Roses: Axl Rose vira charge com AlcioneBlack Sabbath: a trajetória da lendária banda em treze vídeos

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336