Enviktas: Finalmente o primeiro trabalho

Resenha - Enviktas - Enviktas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Apesar de serem formados em 2010, os australianos do Enviktas somente em 2014 soltaram seu primeiro trabalho, no caso este EP auto-intitulado. E o foco é o Folk Metal, estilo que está em evidência no cenário e já até demonstra certo desgaste, portanto a tendência é não soar maçante.
5000 acessosTom Araya: filha explica o famoso olhar de vergonha adolescente5000 acessosLed Zeppelin: O que a Rolling Stone achou do primeiro disco

O mais importante é que o Enviktas prioriza a parte extrema da coisa toda e isso se dá por influências de Black e Death Metal em sua sonoridade. Há belos arranjos de violino, acordeom e flauta, mas tudo na medida certa que não se sobrepõe a guitarras pesadas e uma cozinha bem agressiva.

O problema aqui é apenas com a produção. Mesmo permitindo uma boa análise, a sonoridade ficou aguda e extremamente estridente, fazendo com que a banda perca vários pontos e o brilho de sua música seja ofuscado. Com certeza essa falha sanada, o grupo poderá mostrar mais ainda ao que veio.

Destaque para Morning Burns Red e sua levada Folk agressiva e pesada, e In Our Honour e os ótimos arranjos de flautas, que chegam a lembrar os brasileiros do Tuatha de Danann. Consertando a produção e aparando algumas arestas, com certeza o Enviktas tem potencial.

https://www.facebook.com/Enviktas
http://enviktasfolk.bandcamp.com/

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Enviktas"

Tom ArayaTom Araya
Filha explica o famoso olhar de vergonha adolescente

Led ZeppelinLed Zeppelin
O que a Rolling Stone achou do primeiro disco

Nikki SixxNikki Sixx
Baixista diz ter transado com mulher de Bruce Dickinson

5000 acessosGuitars Maníacos: os maiores fails relacionados a guitarras5000 acessosMotley Crue: Sebastian Bach chegou a ser chamado para o vocal5000 acessosCachorros: As raças que melhor combinam com cada gênero5000 acessosJoão Gordo: "Quem come carne diz que vegetarianismo é coisa de viado"5000 acessosMarilyn Manson: eleito o artista mais assustador do mundo5000 acessosHirax: por que temos poucos afro-americanos no Metal?

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online