Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagem"Éramos nós contra o mundo" relembra Bill Ward, sobre o início do Black Sabbath

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemAC/DC: Angus Young conta como é para ele o antes, o durante e o depois de um show

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemMax Cavalera diz quais foram os dois discos mais difíceis que já gravou

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemRush: Geddy Lee comenta as dificuldades da gravação de "Hemispheres"

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe


Airbourne 2022

Project46: Dá pau em qualquer banda gringa do estilo

Resenha - Doa A quem Doer - Project46

Por Rodrigo Noé de Souza
Em 21/09/13

Nota: 9

Dessa nova safra de banda nacionais do Metal Brazuka, uma que deu muito certo é a Project46. Aos 45 do primeiro tempo, lançaram seu primeiro disco Doa A Quem Doer, de forma independente, e já chamou muito a atenção não apenas pelo som, como também por um certo episódio, que vamos comentar mais adiante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Produzido pela banda, ao lado de Adair Daufembach, o álbum é todo cantado em português, para facilitar a interação da banda com o público. São 11 patadas na cara, que nos dá vontade de chutar tudo o que vier pela frente. Guitarras velozes, bateria precisa e vocais nervosos são os destaques de Doa A Quem Doer. Dá pau em qualquer banda gringa do estilo.

Como foi dito, as letras são de fácil acesso para o público (vale lembrar que o álbum está todo disponível em Download gratuito no site da banda), pois relatam a realidade que o nosso país vive atualmente, desde a violência, corrupção, mídia, injustiça.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tirando as instrumentais 809072 (intro) e #46, temos as explosivas Atrás das Linhas Inimigas, Impunidade, Violência Gratuita, Capa De Jornal (seu primeiro clipe), Se Quiser, Dor, No Rastro Do Medo, Amanhã Negro (com a participação de Dijjy, do Ponto Nulo do Céu) e Acorda Pra Vida.

Com ajuda das redes sociais (leia-se Facebook), o Project46 tomou de assalto toda a cena, inclusive foi personagem do episódio que vamos comentar: durante a reportagem sobre o futebol americano, em que o Corinthians jogava, um jogador fez três touchdowns e pediu uma música para o Fantástico. MAS, a Globo (sempre ela!) fez uma mudança drástica. Paulo Sérgio, jogador do Corinthians, era fã do Project46 e pediu a Se Quiser, mas a emissora colocou a música com o mesmo nome, mas da cantora Tânia Mara (!).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O jogador ficou decepcionado e criticou a atitude covarde da Globo, que fez com que os fãs da banda também protestassem, por meio das mídias sociais. Emocionada, o Project46 fez o clipe do Se Quiser, com direito a vários jogadores de futebol americano. O clipe foi um dos mais acessados do Youtube, com mais de 300 mil visualizações, desde o dia do lançamento.

Doa A Quem Doer ainda colhe os frutos, ao fazer vários shows com as bandas Claustrofobia (no Pest Fest), Biohazard, até mesmo no Chile, onde tocaram no Maquinária Fest, com as bandas Stone Sour, Kiss e Slayer. Neste festival, registraram mais um clipe para o Acorda Pra Vida.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nada mal para quem começou com o pé direito, chutou e correu pro abraço.

Formação:

Caio MacBeserra – vocal
Jean Patton – guitarra/vocal
Vinni Castellari – guitarra
Rafa Yamada – baixo/vocal
Guilherme Figueiredo – bateria (que deu lugar ao Henrique Pucci)

Tracklist:

1)809072
2)Atrás das Linhas Inimigas
3)Impunidade
4)Capa de Jornal
5)Se Quiser
6)Violência Gratuita
7)Amanhã Negro (com Dijjy, do Ponto Nulo do Céu)
8)#46
9)Dor
10)No Rastro do Medo
11)Acorda Pra Vida

Confiram os vídeos abaixo - Se Quiser:

Acorda Pra Vida:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Capa de Jornal:


Outras resenhas de Doa A quem Doer - Project46

Resenha - Doa a Quem Doer - Project46

Resenha - Doa a Quem Doer - Project46

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Project46: Jean Patton fala sobre metal em português (vídeo)

imagemProject 46: Vinni Castelari conta episódio em que "Fantástico" prejudicou a banda


Metal Nacional: Confira bandas que se destacaram em 2015



Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza.