Agressive: segunda demo é porrada do início ao fim

Resenha - Legacy Remains - Agressive

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A banda cearense AGRESSIVE sempre toca para casa cheia onde quer que se apresente, seja abrindo para outras bandas ou em grandes e pequenos festivais. Uma das razões para isso é a espetacular performance de palco dos meninos (sim, eles são todos ainda recém-saídos da adolescência ou nem isso), especialmente do vocalista Diego Barbosa. Porém, performance no palco não seria nada se eles não atacassem seus instrumentos e fizessem um som a altura. Lançada este ano, a segunda demo "The Legacy Remains" é porrada do início ao fim. Com seis sons que trazem de volta toda a energia e fúria do thrash metal old-school, executada de forma que é impossível não bater cabeça, esteja você em um show dos carinhas ou esteja em sua casa tomando uma cerveja.
5000 acessosSeparados no nascimento: Phil Lynott e Tiririca5000 acessosSaúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

O CD começa com uma porrada, a faixa título, com uma longa e matadora introdução instrumental. Não, não estou falando de teclados, partes lentas ou soturnas. É porrada mesmo, com guitarra, baixo e bateria. Como ninguém ali está para brincadeira, a pauleira segue com outras faixas muito boas como "Avalanche of Hate", "General Death", "Dictators Sarcastic", numa gravação que está muito boa para uma demo, com todos os instrumentos recebendo o merecido destaque. O baixista Léo e o baterista Mateus estão muito bem, com boas levadas de baixo, boas viradas, tocando rápida e intensamente. O guitarrista Camilo Neto arrasa nos riffs e esse pode ser um dos motivos do sucesso que a banda faz no palco, gerando rodas grandes e violentas na plateia. Nos solos ele demonstrou uma grande evolução desde a primeira demo "Death and Chaos", mas ainda tem como melhorar. E isso certamente acontecerá pois os caras não param de compor e fazer shows. Com dez sons gravados nas duas demos, a banda de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) já pode começar a pensar em fazer um full-length, aproveitando o conteúdo que já produziram e incluindo mais umas duas ou três porradas.

O petardo, cuja capa bem oitentista ilustra muito bem o espírito da banda, foi gravado e mixado no Estúdio 764 e a distribuição ficou a cargo da Warhammer Distro e da MVCS Prod/Distro e pode ser encontrado nas bancas de merchandising nos shows de metal em Fortaleza ou em contato com os distribuidores: mvcspd@hotmail.com e warhammerdistro@hotmail.com

Um ponto que precisa ser melhorado para que a banda consiga mais e mais fãs Brasil afora e até no exterior (som os caras tem pra isso) é o inglês. Como grande parte das bandas do estilo, a banda escolheu compor no idioma de Shakespeare, mas não o domina, como se pode ver no próprio nome da banda (falta um "g") e em faixas como "General Death". Se você não se incomoda com isso (e mesmo se você se incomoda), esta demo vai fazer você pular da cadeira e bater cabeça como se estivesse ouvindo pela primeira vez o "Bonded By Blood".

Para entrar em contato com a banda, acesso o facebook abaixo.

http://www.facebook.com/AgressiveMetal

Line Up:
Diego Barbosa (v)
Camilo Neto (g)
Leo (b)
Mateus (d)

Set List:
The Legacy Remains
Avalanche of Hate
General Death
Dictators Sarcastic
Killer Machine
Infernal Soldier

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Agressive"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Agressive"

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
A bizarra semelhança de Phil Lynott e Tiririca

SaúdeSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

CensuraCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"5000 acessosSinceridade: e se as capas de discos dissessem a verdade?5000 acessosTarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 20005000 acessosJoão Gordo: Ed Motta tem razão, brasileiro não tem noção mesmo!5000 acessosMetal: os dez melhores guitarristas da atualidade5000 acessosSteven Adler: ele queria ser um Rockstar desde os treze anos

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online