Amon Amarth: muito mais brutal que a maioria das bandas do estilo

Resenha - Deceiver of the Gods - Amon Amarth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Após o excepcional “Surtur Rising” (2011), os vikings mais amados do metal contemporâneo retornam com um novo disco, novamente surpreendendo o ouvinte, com outro trabalho memorável, e que certamente figurará entre os melhores de sua discografia.
838 acessosAmon Amarth: confira o videoclipe de "The Way Of Vikings"5000 acessosDrogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astros

Embora mantenha uma sonoridade bem agressiva e brutal, o disco mostra a banda ainda mais preocupada em criar boas melodias, que cativem facilmente o ouvinte, como fica claro em cada uma das 10 faixas da versão regular do álbum. Mas, como fica claro em toda a discografia da banda, e aqui é mais uma vez comprovado, não há como simplesmente classificar o som da banda como death metal melódico, pois o AMON AMARTH é muito mais brutal que a maioria das bandas do estilo, mas mesmo assim consegue também se destacar pelos ótimos arranjos, belas melodias criadas e uma variedade de outras influências que tornam sua música única.

“Deceiver of the Gods” e “As Loke Falls”, escolhidas para abrir o trabalho, mostram que a banda está em plena forma, e trazem ainda influências muito bem vindas de thrash metal.

Outro grande destaque fica para a maravilhosa “Hel”, que conta com a presença mais especial de Messiah Marcolin (ex-CANDLEMASS), e possuí um dos riffs mais legais da carreira da banda, e um clima soturno de arrepiar.

A produção do mestre Andy Sneap também precisa ser mencionada, pois a qualidade sonora do álbum beira a perfeição, com timbres de guitarra estupendos, mas sem ofuscar os demais instrumentos e as linhas vocais, que trilham seus caminhos de forma orgânica e precisa.

Portanto, o AMON AMARTH mais uma vez mantém sua fama de nunca decepcionar os fãs, e a cada novo lançamento amplia ainda mais seus horizontes musicais. Certamente um disco a constar da lista dos melhores de 2013.

Deceiver of the Gods – Amon Amarth
(2013 – Metal Blade - Importado)

Tracklist:
CD 1:
1. Deceiver of the Gods
2. As Loke Falls
3. Father of the Wolf
4. Shape Shifter
5. Under Siege
6. Blood Eagle
7. We Shall Destroy
8. Hel
9. Coming of the Tide
10. Warriors of the North

CD 2 (deluxe edition)
Under the Influence (EP):
1. Burning Anvil of Steel
2. Satan Rising
3. Snake Eyes
4. Stand Up to Go Down

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Deceiver of the Gods - Amon Amarth

2077 acessosAmon Amarth: Os mestres suecos estão de volta em sua melhor forma3438 acessosAmon Amarth: brutalidade, melodia, deuses, guerra e cultura

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Amon AmarthAmon Amarth
Show quase não acontece, mas é um sucesso

838 acessosAmon Amarth: confira o videoclipe de "The Way Of Vikings"480 acessosAmon Amarth: Twilight of the Thunder God ganha nova edição nacional0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Amon Amarth"

Metal suecoMetal sueco
Site elege as dez melhores bandas da Suécia

Heavy MetalHeavy Metal
Manowar e outros entre as capas mais "de macho"

Metal HammerMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Amon Amarth"

Drogas e ÁlcoolDrogas e Álcool
Protagonistas nos piores shows de grandes astros

CoversCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

RammsteinRammstein
"Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!"

5000 acessosPorn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitários5000 acessosRock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionais5000 acessosCover: 15 bandas que são quase tão boas quanto o original5000 acessosImmortal: A selfie do Oscar em uma versão muito mais true5000 acessosMarty Friedman: 10 álbuns que mudaram a vida do guitarrista5000 acessosFuturologia: como estariam Cobain, Hendrix, Joplin e Morrisson?

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online