Kiss: o carnaval está apenas começando

Resenha - Psycho Circus - Kiss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Felipe Cipriani Ávila
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


"Psycho Circus" é o décimo oitavo álbum da banda de Hard Rock, Kiss. É o primeiro a contar com a formação original desde "Dynasty", de 1979, já que no disco posterior, "Unmasked" (1980), embora tenha sido creditado, não houve a participação do baterista Peter Criss.
3765 acessosPaul Stanley: "guitarristas não aprendem a fazer base"5000 acessosMonsters of Rock: a feijoada que quase derrubou King Diamond

Após a bem-sucedida "Alive/Worldwide Tour" (1996-1997), primeira turnê, desde 1979, na "Dynasty Tour", a contar com todos os membros originais, "Psycho Circus" foi divulgado como sendo o primeiro disco com a formação original, após 19 anos, com todos os membros voltando a utilizar as famosas maquiagens. Mas, há de se mencionar que, como os discos "Dynasty" e "Unmasked", muitas canções foram executadas e gravadas por músicos não creditados. O baterista Peter Criss, por exemplo, tocou bateria em apenas uma música, no caso a "Into The Void", e foi vocalista principal na balada "I Finally Found My Way", cantando, também, na música "You Wanted The Best". O restante da bateria do disco foi gravada por Kevin Valentine, mais conhecido pelo seu trabalho com a banda Donnie Iris And The Cruisers. No caso do guitarrista Ace Frehley, ele tocou apenas nas músicas "Into The Void", "You Wanted The Best" e na faixa bônus exclusiva para a edição limitada japonesa, "In Your Face". O restante das músicas foi gravado pelo atual guitarrista da banda, Tommy Thayer, sendo que a segunda do disco, "Within", contou com a participação do ex-guitarrista, Bruce Kulick.

Nesse ínterim, como foi dito à época, pelo próprio Paul Stanley, não havia uma banda, realmente. De acordo com Peter Criss, em entrevista de rádio concedida para o apresentador Eddie Trunk, após a sua saída, a única música que contou com a contribuição de todos os membros foi a "Into The Void". Ou seja, a relação entre os músicos não parecia estar nos seus melhores momentos, não havendo união e entrosamento entre eles.

A despeito dos fatos mencionados, "Psycho Circus" é um grande disco, repleto de composições marcantes, que fazem jus à extensa discografia da banda. Produzido por Bruce Fairbairn, que já trabalhou com bandas como Prism, Bon Jovi e Aerosmith, há faixas que, realmente, chamam atenção instantânea. Umas delas é a enérgica "You Wanted The Best", única música do catálogo da banda na qual todos os membros cantam. Outros momentos de destaque podem ser observados na faixa-título, e em músicas como a pesada "Within", com belos riffs de guitarra, a cativante "I Pledge Allegiance To The State Of Rock & Roll", a já mencionada "Into The Void", com o vocal único e marcante de Ace Frehley, e a também, já mencionada, "I Finally Found My Way", uma bela balada, contando com os dotes vocais do baterista Peter Criss. Ou seja, há ótimos momentos e "Psycho Circus" é um disco de fácil assimilação, não sendo preciso ouvi-lo muitas vezes para se sentir cativado por várias faixas do mesmo. Há ótimos riffs, trabalhos vocais, ótimos solos de guitarra, e toda a energia que fez com que o Kiss se tornasse uma verdadeira e respeitada instituição do Rock 'n' Roll! Em suma, o que esse trabalho nos proporciona, independente dos fatos e circunstâncias da época, é muita diversão!

A imprensa e crítica especializada elogiaram muito o disco, sendo que este alcançou a terceira colocação na Billboard 200, vendendo 110,000 cópias na primeira semana de lançamento. Além de ter obtido a certificação de disco de ouro, pela RIAA, no dia 22 de outubro de 1998. Os fãs, de maneira geral, apreciaram bastante o trabalho, e comparecerem em peso à bem sucedida "Psycho Circus Tour", que contou, inclusive, com dois shows no Brasil, em São Paulo e Porto Alegre, no ano de 1999.

Uma edição limitada do disco saiu no país, após os shows, contando com um segundo disco bônus, com músicas ao vivo, porém sem a música "In Your Face", lançada, realmente, apenas na edição limitada japonesa.

"Psycho Circus" é um belo trabalho, com o padrão Kiss de qualidade! Caso não seja fã da banda, passe longe, pois, certamente, não passará a aprecia-la por causa do mesmo. Agora, para quem aprecia ou ama o Hard Rock divertido e único da banda, tem aqui um "prato cheio". O que se espera de um bom disco de Rock 'n' Roll, em sua essência? Não seria diversão, músicas bem executadas, agitadas, e trabalhos vocais memoráveis? Aqui se tem tudo isso! Item indispensável para a coleção!

Faixas:
1 - Psycho Circus
2 - Within
3 - I Pledge Allegiance To The State Of Rock & Roll
4 - Into The Void
5 - We Are One
6 - You Wanted The Best
7 - Raise Your Glasses
8 - I Finally Found My Way
9 - Dreamin'
10 - Journey Of 1,000 Years
11 - "In Your Face" ( Faixa bônus da edição limitada do Japão)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Psycho Circus - Kiss

5000 acessosTradução - Psycho Circus - Kiss

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

457 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita749 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

TatuagensTatuagens
Homenagens à banda Kiss na pele dos fãs mais radicais

KissKiss
Baterista Peter Criss revela que teve câncer de mama

Heavy MetalHeavy Metal
Os 10 discos essenciais lançados nos anos 1970

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Monsters of RockMonsters of Rock
A feijoada que quase derrubou King Diamond

PreçosPreços
Quanto custa para contratar a sua banda favorita

QueenQueen
A declaração musical de ódio de Freddie Mercury

5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha5000 acessosChris Cornell: cantor usou aparelho de escalada para tirar a vida5000 acessosPattie Boyd: o infernal triângulo com George Harrison e Eric Clapton5000 acessosLegião Urbana: "Faroeste Caboclo" com censura da Globo5000 acessosPaul Di'Anno: "Drogas vão cobrar seu preço! Veja meu exemplo!"5000 acessosRoots Bloody Roots: versão arrasadora com Soulfly e Igor Cavalera

Sobre Felipe Cipriani Ávila

Headbanger convicto e fanático, colecionador compulsivo de discos, não vive, de modo algum, sem música. Estudante de Jornalismo e Letras. Procura, sempre, se aprofundar no melhor gênero de música do mundo, o Heavy Metal, assim como no Rock’n’Roll, de um modo geral, passando pelo clássico, pelo progressivo, pelo Hard setentista e oitentista, e não se esquecendo do Blues. Play It Loud!

Mais matérias de Felipe Cipriani Ávila no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online