Electric Trip: algo realmente raro no cenário roqueiro tupiniquim

Resenha - Electric Trip - Electric Trip

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Calvin Pontel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Ok, primeiramente devo admitir não ser um grande conhecedor do estilo desta banda em questão, mas acredito ter um mínimo de noção sobre o que aparece no mercado musical brasileiro tanto mainstream quanto underground a ponto de poder dizer com segurança que pude apreciar algo realmente raro no cenário roqueiro tupiniquim. Em meio a esse mar de mesmices, eis que surge ELECTRIC TRIP, um grupo de sete rapazes oriundos das terras sulistas de Nova Prata. Logo de cara, o primeiro destaque deste EP de estreia é a grande qualidade dos músicos presentes no grupo. São apenas três faixas que dificilmente nos fazem sentir falta de um vocal.
5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda5000 acessosSlash: Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido

Mesclando Hard Rock, Blues e dando aquela pegada Southern, essa "gurizada"(nem tanto), instrumentalmente, não deixa nada a desejar se comparada aos grupos sulistas norte-americanos de mesmo gênero. Quem dera duas guitarras e um órgão Hammond fosse equipamento básico nas bandas de rock atuais, às vezes muitos (inclusive eu mesmo) esquecem o quão inteligente e bonita fica essa combinação, este último instrumento em particular, quando bem executado, merece o respeito de qualquer fã de música, que é o caso. Os constantes revezamentos de solos são, sem dúvida, o ponto mais alto. Faixas longas, mas nem um pouco cansativas é a melhor maneira de descrever um trabalho bem elaborado, criativo e instrumentalmente impecável.

O primeiro trabalho do grupo gaúcho, porém, não é instrumental, eles não só têm um vocalista presente como suas letras são cantadas inteiramente em português. Isso mesmo, em português, um investimento que nesse meio exige no mínimo, coragem. O vocalista FERNANDO SPAGNOL não chega a ser um JOHNNY VAN ZANT, mas com certeza não deixa quase nada a desejar com sua voz firme e consistente. O ponto realmente baixo da obra é a única coisa que infelizmente me impede de atribuir uma nota máxima à mesma, a performance do músico RICARDO FRIZON, que assume os vocais em "Chamanita" não é tão satisfatória quanto seu grande talento demonstrado aos teclados.

Em suma, ELECTRIC TRIP seria como o KANSAS cantado em português e ainda por cima, combinado com o talento de KEITH EMERSON? Bom, não sei quem é esse tal de RICARDO FRIZON, nem como ele teve coragem de furtar um Hammond clássico do falecido JON LORD, mas uma coisa posso garantir: ele sem dúvida sabe usá-lo. Pra finalizar, não estou dizendo que os fãs de KANSAS, LYNYRD SKYNYRD, 38 SPECIAL ou EMERSON, LAKE & PALMER irão gostar desta novidade de imediato, por isso não farei comparações desnecessárias, simplesmente ouçam e deixem que o som fale por si próprio.

Track-list:

01.Ouvindo Rock N' Roll
02.O Sol
03.Chamanita

http://www.myspace.com/etblues
http://pt-br.facebook.com/pages/Electric-Trip/30546611280646...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Electric Trip"

Mötley CrüeMötley Crüe
A ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

SlashSlash
Saul Hudson explica qual a origem de seu apelido

SabatonSabaton
Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca

5000 acessosRobert Plant: "quase saí do Led quando meu filho morreu"5000 acessosMetromix: a lista dos vocalistas mais irritantes do rock5000 acessosGuitar World: revista elege os 50 guitarristas mais rápidos5000 acessosCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religião5000 acessosAvenged Sevenfold: Ouça os vocais de Shadows isolados dos instrumentos5000 acessosVocalistas: Os 10 melhores da história do rock

Sobre Calvin Pontel

Calvin Pontel, nascido em março de 95, residente em Porto Alegre - RS, estudante. É criador do Canal do Caveira no YouTube, onde disponibiliza vídeos em Full HD dos melhores shows de Rock e Heavy Metal dentro e fora da capital gaúcha. Vestiu sua primeira camiseta preta aos 8 anos e desde então suas bandas favoritas incluem Metallica, Iron Maiden, Black Sabbath, Kiss, Judas Priest, Megadeth, Sepultura, Guns N Roses, Ozzy Osbourne, Nirvana e por aí vai...

Mais matérias de Calvin Pontel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online