Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemAnitta é a maior roqueira que existe hoje no Brasil, diz integrante do Titãs

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemRegis Tadeu expõe como Spotify e YouTube fazem falcatrua para fraudar views

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemPrika diz que fez "tudo errado" na primeira turnê da Nervosa, mas aprendeu lição

imagemJoão Gordo compara anarcocapitalistas com quem acredita em terraplanismo

imagemVídeo de clássico do Kiss é disponibilizado no canal oficial da banda

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemLutador Wanderlei Silva curte noite curitibana com Angra e Sons of Apollo

imagemGeddy Lee e Alex Lifeson tocam clássica do Rush em evento nos EUA

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemLemmy, Filho e Espírito Santo: Gary Holt tem certeza que ele era três ao mesmo tempo


Dream Theater 2022

Evile: um álbum desapontante e sem chama

Resenha - Five Serpent's Teeth - Evile

Por João Braga
Em 23/01/13

Nota: 7

Após o lançamento de "Enter The Grave" julguei que EVILE nos poderia surpreender em seus futuros lançamentos e que poderia ser um dos mais crediveis representantes no novo género de thrash metal que vem surgindo com o aparecimento de novas bandas. O que é certo é que me tem desapontado com lançamentos aborrecidos e que nada de novo apresentam.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Five Serpent's Teeth" é o lançamento de 2011 da banda britânica EVILE liderada por Matt Drake. Esperava um álbum bastante mais energético e tecnicamente mais evoluida, algo que não aconteceu com este lançamento. A banda apresenta um trabalho sem personalidade e bastante inconstante, com apenas algumas faixas dignas de interesse para a generalidade de fãs.

"Cult", "Eternal Empire" e "In Memoriam" são as únicas faixas dignas de serem consideradas crediveis no meio do gênero do thrash metal, sendo a última uma dedicação pela morte do antigo baixista da banda Mike Alexander. O único aspeto em que claramente a banda apostou deste o álbum de estreia é ao nível da produção em que claramente tem tido resultados por demais evidentes.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Tecnicamente a banda esforça-se mas parece não conseguir atingir o nível de ideal de performance. Se não fosse as sempre muito boas performances do principal guitarrista Oliver "Ol" Drake a banda teria um álbum bastante igual e muito pouco criativo. É uma banda que parece depender cada vez mais da criatividade e do talento do seu guitarrista principal que tem melhorado significativamente desde a formação da banda. As performances do frontman e baixista são aceitáveis. O baterista parece, no entanto, o Lars Ulrich do EVILE sendo que todas as suas partes de bateria são sempre iguais, sendo claramente a parte mais fraca da banda britânica. Mesmo assim a banda tem a preocupação de alongar as suas composições em todos os seus álbuns desde "Enter The Grave" o que aborrece qualquer ouvinte.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A minha pontuação deve-se essencialmente ao fato de ainda ter esperança que a banda no seu próximo lançamento consiga arrasar com um álbum digno de boas criticas. Apesar das minhas criticas menos positivas o álbum tem três ou quatro boas faixas e uns pormenores técnicos bastante bons por parte do guitarrista principal nas restantes faixas. Para um fã verdadeiro da banda é um álbum que vale a pena ouvir, mas para quem não é, "Five Serpent's Teeth" não atrai muita atenção, apenas que a banda teve a capacidade de estagnar desde "Enter The Grave".

Apesar de tudo tenho esperança que a banda melhore as suas composições musicais e que possa apresentar, no futuro, melhores discos com a chama que nos habituou desde ínicio.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Lista de faixas de "Five Serpent's Teeth":
01. Five Serpent's Teeth
02. In Dreams Of Terror
03. Cult
04. Eternal Empire
05. Xaraya
06. Origin Of Oblivion
07. Centurion
08. In Memoriam
09. Descent Into Madness
10. Long Live New Flesh


Outras resenhas de Five Serpent's Teeth - Evile

Resenha - Five Serpent's Teeth - Evile

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Rock e Metal: as vozes da nova geração

Thrash metal: 20 novas bandas pra atualizar o ouvido

Kerrang: os 13 melhores álbuns de rock e heavy metal lançados em abril

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre João Braga

Um orgulhoso português, residente no Porto e com 22 anos de idade. Economista e um grande apreciador de música de Rock e Metal, desde o soft rock dos Boston ou Journey até o pesado thrash metal dos Overkill, gosto por várias vertentes do Rock e do Metal desde o mais suave até o mais rápido e pesado. Enorme fã de bandas como Deep Purple, Rush, Overkill, Metallica, Led Zeppelin, Coroner ou Genesis, entre outras. Escritor em diversos sites de música ligados ao mundo do Rock e do Metal: artigos de raridades, notícias ou simplesmente reviews de CD's; gosto especial pela música dos anos 70, conhecedor, "investigador" e critico da música fabricada na melhor década que a indústria musical alguma vez conheceu (70's)

Mais matérias de João Braga.