Benediction: algumas das músicas mais marcantes da carreira

Resenha - Transcend the Rubicon - Benediction

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maicon Leite
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Dando seqüência na clássica discografia do Benediction, "Transcend the Rubicon" com certeza é o disco mais comentado e apreciado entre os fãs da banda e do Death Metal em geral, ocupando lugar de destaque entre os grandes lançamentos do gênero.
5000 acessosHistória do rock: Sexo bizarro, drogas, mortes e outros boatos5000 acessosRefrãos: alguns dos mais marcantes do Rock/Metal

Ao analisarmos os discos anteriores, veremos que a banda já possuía uma sonoridade bem própria, ainda que faltasse amadurecimento técnico entre os músicos e um maior cuidado na produção. A entrada do baixista Frank Heally - ocorrida durante a turnê anterior - talvez tenha influenciado o restante dos músicos, devido a sua experiência com o Cerebral Fix, já que o nível técnico de "Transcend the Rubicon" elevou-se consideravelmente, produzindo assim algumas das músicas mais marcantes de sua carreira. A capa, desenhada pelo mestre Dan Seagrave também tem seu lugar de destaque nessa obra, recheada de detalhes e sem dúvida do lado de "Arise" do Sepultura é um dos melhores trabalhos do artista.

O disco abre com "Unfound Mortality", alternando partes mais rápidas com momentos mais lentos, característica comum de suas composições. O mais interessante nessa faixa, é que em certa parte a música é simplesmente interrompida, para em seguida, envolta em novo ritmo, dar seqüência a pancadaria, voltando a sua forma original. O vocalista Dave Ingram solta berros sem dó nem piedade, assemelhando-se com seu antecessor, Mark "Barney" Greenway. "Nightfear", viciante, usa a velocidade como aliada, um verdadeiro arregaço, de riffs cortantes e peso matador. Aliás, o serviço de Peter e Darren neste álbum é algo fora do normal, e ao que me parece, eles resolveram tirar da "sacola de riffs" um punhado de "navalhas sonoras" e jogar na sua cara!

"Paradise Alley" e "I Bow to None" seguem o baile com a podreira característica, sem nunca abandonar o peso descomunal dos riffs, seja em momentos lentos ou mais velozes. "Painted Skulls" é fora do comum, seu começo trabalhado é o grande destaque, mostrando uma quebradeira muito legal, para em seguida iniciarem uma jornada mais "doom". Como todas as músicas são de igual valor, não preciso descrever uma por uma, creio que o ouvinte o fará ao ouvir esta obra prima, mas, não posso deixar de citar o cover para "Wrong Side of the Grave", do The Accüsed. Trata-se de um dos covers mais matadores registrados, contando ainda com a participação especial de Karl (Bolt Thrower), Jan Chris (Gorefest) e Macka (Healer) nos vocais, fazendo aquela alternância entre as vozes que ficaram matadoras, ou seja, ao mesmo tempo em que há vocais guturais, existem os mais gritados, envoltos por esta excelente e inspirada composição.

Relançado com alguns bônus, "Transcend the Rubicon" está lado a lado com os grandes clássicos do Death Metal, e fazendo frente do lado do Bolt Thrower, Napalm Death e Carcass quando se fala em Death Metal vindo da terra do Iron Maiden e Judas Priest.

Contatos & Links
http://www.myspace.com/benedictionuk

Tracklist
1. Unfound Mortality (03:46)
2. Nightfear (03:07)
3. Paradox Alley (04:35)
4. I Bow To None (04:12)
5. Painted Skulls (04:20)
6. Violation Domain (04:16)
7. Face Without Soul (04:00)
8. Beakhouse (03:51)
9. Blood From Stone (05:23)
10. Wrong Side of the Grave (The Accüsed Cover) (03:09)
11. Artefacted/Spit Forth (06:45)

Tempo total: 47:24

Formação:
Dave Ingram - Vocal
Peter Rewinski – Guitarra
Darren Brookes – Guitarra
Frank Heally - Baixo
Ian Treacy – Bateria

Benediction
Titulo: "Transcend the Rubicon"
Formato: CD/LP
Local: Inglaterra
Estilo: Death Metal
Gravadora/Selo: Nuclear Blast Records
Ano de Lançamento: 1993

Por Maicon Leite

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Transcend the Rubicon - Benediction

823 acessosBenediction: Vinte anos do petardo "Transcend the Rubicon"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Benediction"

CuriosidadesCuriosidades
10 músicas que foram "tomadas" emprestadas

Bandas extremasBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Benediction"

CuriosidadesCuriosidades
Sexo bizarro, drogas, mortes e outros boatos

RefrãosRefrãos
Alguns dos mais marcantes do Rock/Metal

MetallicaMetallica
Músicos regravam o St. Anger "da forma correta" - ouça

5000 acessosDoom Metal: os dez trabalhos essenciais do estilo5000 acessosLemmy Kilmister: A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininha5000 acessosTragédias: 10 das piores ocorridas em shows de Rock e Metal5000 acessosIron Maiden: Steve Harris não foi o primeiro baixista?5000 acessosKerrang: os 22 artistas que estão moldando o futuro do rock5000 acessosNirvana: a artista que teria fumado cinzas de Cobain com maconha

Sobre Maicon Leite

Maicon Leite é assessor de imprensa na Wargods Press, colaborador na revista Roadie Crew e um dos autores do livro Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho, dentre outros projetos e publicações.

Mais matérias de Maicon Leite no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online