Stooges: Porra-loucas dignos do rock n' roll

Resenha - Raw Power - Stooges

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Severo da Costa
Enviar correções  |  Ver Acessos


Me diga uma coisa: você tem a impressão de que a música hoje em dia é uma merda? Que o rock n'roll está mais bunda mole do que nunca? Que não aparece um cara de colhões na música já tem tempo?

Metallica: Conheça a lista de exigências do camarim da bandaHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A verdade é que, no contexto geral, a coisa anda feia mesmo. Porcarias existiram desde que o rock n'roll foi batizado por Alan Freed, mas ultimamente as coisas parecem cada vez mais fugazes e vazias - salvo um WOLFMOTHER por aqui, um BLACK COUNTRY COMMUNION acolá. Culpa da mídia ou da mediocridade intelectual? Não sei.

Agora, o que faz falta mesmo, é aparecer um porra louca, digno do rock n'roll, um sucessor decente que respeite a nobre linhagem de LEMMY e OZZY, um cachaceiro louco e biscateiro que não use calça colorida e não seja filho do Fábio Jr.; alguém como a velha iguana, o "delinquente" proto-punk, IGGY POP.

A frente do STOOGES, IGGY fez , como se diz no interior, um "regaço" na música no começo dos anos 70 e, sem saber, inventou uma coisa batizada anos depois de punk. Depois de dois discos fodões - "The Stooges" (1969) e o mega clássico "Fun House" (1970) - foi lançado em 1973 o tal de "Raw Power".

Produzido em conjunto com DAVID BOWIE, o disco captura toda a loucura da banda ao longo de suas oito pedradas.Não por acaso a faixa que abre o álbum se chamada "Search and Destroy", profetizando o que viria a seguir.São trinta e quatro minutos de explosão sonora, insanidade, irresponsabilidade, sem baladas sobre namoros em escola ou gritos para tirar o pé do chão.

O começo de "Gimme Danger" lembra algo do VELVET UNDERGROUND, com IGGY mostrando que também sabia cantar mais pianinho (até certo ponto!). "Your Pretty Face is Going to Hell" me fez sentir saudades de JAMES WILLIANSON - guitarra cáustica como manda o velho e bom manual do rock n'roll.

O que você acha de uma música chamada "Penetration"? Destaco aqui a interpretação cheia de "putaria" por parte do iguana. E se "Raw Power" é um dos maiores clássicos dos STOOGES (junto a "I Wanna Be Your Dog" e "No Fun" do primeiro disco), "Shake Appeal" não fica muito atrás.

Depois desse disco a banda acabou e o album seguinte ("The Weirdness") foi gravado só em 2007, no retorno da banda. Mas a verdade é que, se o tempo não volta atrás, se temos que conviver com o lixo amontoado que povoa o grosso da mídia atual, sempre nos restará um Cd player, um IPod - ou uma vitrola velha, mesmo - pra podermos respirar ares sujos e maravilhosos como este.

Track list:

1. "Search and Destroy"
2. "Gimme Danger"
3. "Your Pretty Face Is Going to Hell"
4. "Penetration"
1. "Raw Power"
2. "I Need Somebody"
3. "Shake Appeal"
4. "Death Trip"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stooges"Todas as matérias sobre "Iggy Pop"


Hard Rock: as bandas que deram origem aos heróis do gêneroHard Rock
As bandas que deram origem aos heróis do gênero

UCR: Os 5 piores comerciais com astros do rockUCR
Os 5 piores comerciais com astros do rock


Metallica: Conheça a lista de exigências do camarim da bandaMetallica
Conheça a lista de exigências do camarim da banda

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1985


Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n'roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: joaopsevero@bol.com.br.

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336