Coldworker: Mais uma boa banda buscando seu espaço

Resenha - Doomsayer's Call - Coldworker

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcos Garcia
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


A competição dentro do Metal não é algo pequeno, pois bandas e mais bandas surgem nos quatro cantos da Terra em busca de um lugar ao Sol, podendo mostrar seu trabalho diante de fãs cada vez mais ávidos, e tendo em vista que os recursos digitais em estúdio minimizaram gastos, a quantidade de grupos novos é cada vez maior, com muitas delas com coisas novas e ótimas a mostrar, outras nem tanto, mas todas buscando chegar ao topo, a uma exposição maior.
5000 acessosAvenged Sevenfold: "Mike Portnoy não queria sair da banda"5000 acessosCensura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

O quinteto sueco Death Metal/Grindcore COLDWORKER é mais uma boa banda que está buscando seu espaço e crescendo bastante nos últimos anos, e deve ganhar ainda mais espaço com seu terceiro CD, ‘The Doomsayer’s Call’, que chega até nós em versão nacional via Shinigami Records.

A gravação é bem feita e limpa, mas sem deixar de ter aquela agressividade gordurosa que tanto é característica do estilo, saída das mãos do mago Dan Swanö, e a arte, feita por Pär Olofsson, é de bom gosto, embora o encarte seja bem simples, mas funcional, tendo letras para que os fãs possam acompanhar e compreender as letras em meio a vocais guturais absurdos, guitarras sujas, ríspidas, mas bem tocadas, e trabalho de baixo/bateria não tão complexo, mas funcional e preciso, fazendo que aquele elemento que é importante em uma banda do estilo não se perca: peso.

Ao ouvir o CD, podemos ver que a banda possui boa técnica e procura manter-se, ao mesmo tempo, fiel às raízes sonoras brutais do Death Metal, mas ao mesmo tempo, é capaz de ter sua própria identidade, embora alguns momentos ‘dismemberianos’ surjam algumas vezes aqui e ali (especialmente pelas guitarras), e a banda evita estar em um só andamento em cada música, evitando que bocejos de monotonia surjam durante a execução do CD, e os destaques são bem difíceis de catar, pois o nível do CD é alto, especialmente porque existem monstruosidades (no bom sentido) como ‘A New Era’, bem cadenciada e climática, onde o batera Anders Jakobson mostra-se um mestre nos bumbos; a pancadaria solta de ‘The Reprobate’, onde a velocidade dá a tônica da música, com um festival de urros insanos e bases fortes de guitarra; ‘Flesh World’, que alterna velocidade e cadencia na media certa, com solos de guitarra abusivamente alavancados, ou seja, no bom e velho ‘Death Metal Way’; ‘Murderous’, outra bem veloz e eficiente; e na ótima ‘The Walls of Eryx’, intensa e cadenciada, deixando o fã com dor de pescoço por dias, bem como o trabalho da banda como um todo é bastante homogêneo.

Este disquinho é uma boa opção para todo fã de Metal extremo que se preze, ainda mais por ter saído aqui, logo, vão buscar suas cópias na loja mais próxima!

The Doomsayer’s Call – Coldworker
(2012 – Shinigami Records – Nacional)
Tracklist:

01. A New Era
02. The Reprobate
03. The Glass Envelope
04. Flesh World
05. Murderous
06. Pessimist
07. Monochrome Existence
08. Vacuum Fields
09. Living is Suffering
10. The Walls of Eryx
11. Violent Society
12. Becoming the Stench
13. The Phantom Carriage

Formação:
Joel Fornbrant – Vocais
Anders Bertilsson – Guitarras
Daniel Schröder – Guitarras
Oskar Pålsson – Baixo
Anders Jakobson – Bateria

Contatos:
http://coldworker.bandcamp.com/
https://www.facebook.com/Coldworker
http://www.myspace.com/coldworker
http://www.twitter.com/coldworker
http://www.coldworker.com/

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Doomsayer's Call - Coldworker

167 acessosColdworker: Death influenciado por Entombed e Dismember224 acessosColdworker: Death Metal/Grindcore brutal e arregaçador228 acessosColdworker: Dinamismo sem conspurcar o Metal extremo

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Cold Worker"

Avenged SevenfoldAvenged Sevenfold
"Mike Portnoy não queria sair da banda"

CensuraCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

MetallicaMetallica
Noiva toca "Master..." na bateria no casamento

5000 acessosMais Alto!: A diferença entre headbangers e humanos comuns5000 acessosNoisecreep: dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s5000 acessosJoey Ramone: em 1989 falando de Metallica, AC/DC e GN'R4478 acessosLed Zeppelin: os depoimentos de Page e Plant no julgamento por plágio3130 acessosEngenheiro de som: em video, exemplo de como ele sofre5000 acessosMetal Open Air: Em 2012, o maior fiasco da história do Heavy Metal no Brasil!

Sobre Marcos Garcia

Marcos Garcia é Mestrando em Geofísica na área de Clima Espacial, Bacharel e Licenciado em Física, professor, escritor e apreciador de todas as subdivisões de Metal, tendo sempre carinho pelas bandas mais jovens e desconhecidas do público, e acredita no Underground como forma de cultura e educação alternativas. Ainda possui seu próprio blog, o Metal Samsara, e encara a vida pela máxima de Buda "esqueça o passado, não pense no futuro, concentre-se apenas no presente".

Mais matérias de Marcos Garcia no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online