Graveyard: Hard influenciado por bandas obscuras dos 70s

Resenha - Hisingen Blues - Graveyard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Finalmente é lançado no mercado nacional um dos grandes discos de 2011. Para quem não conhece o GRAVEYARD, a banda foi formada na Suécia, no ano de 2006, e pratica um hard rock totalmente influenciado pelas bandas obscuras dos anos 70, e com vários elementos psicodélicos.
5000 acessosAxl no AC/DC: O fiasco que se transformou numa surpreendente união5000 acessosThe Voice Kids: até Brian May ficou impressionado com brasileiro

E “Hisingen Blues”, seu segundo (e melhor) trabalho, é realmente um grande registro, carregado de nostalgia. Quem ouve pela primeira vez o disco, tem a certeza de que esta ouvindo algum material forjado há 4 décadas atrás, tamanha a semelhança, tanto nas composições como no estilo de gravação, com os álbuns daquele prolífico período

Variando entre canções mais agitadas e eletrizantes, com guitarras cortantes e vocais altíssimos (como na abertura “Ain´t Fit to Live Here” e na faia título, a melhor do trabalho, com uma letra remetendo direto aos primeiros trabalhos do BLACK SABBATH) e outras mais obscuras, lentas e psicodélicas (como na fantástica “Unconfortably Numb”), o disco pega o ouvinte de surpresa, e tem todos os elementos para tornarem o trabalho referência no estilo.

A gravação, como dito, propositadamente analógica e retro, traz ainda mais identidade ao som da banda, deixando de lado as modernidades que estamos acostumados atualmente. E o destaque é que, mesmo sem se utilizar dos recursos atuais de gravação, que realçam o peso, a banda consegue soar agressiva e suja como poucas.

Infelizmente o encarte do disco é um pouco pobre, e não contém as letras das músicas, mas mesmo assim vale muito a aquisição. Por isso, aproveitem que o disco acabou de ser liberado no mercado nacional pela Hellion Records, e adquira já o seu, pois a diversão é garantida.

Hisingen Blues - Graveyard
(2011 – Hellion Records – Nacional)

1. Ain t Fit to Live Here
2. No Good, Mr Holden
3. Hisingen Blues
4. Uncomfortably Numb
5. Buying Truth (Tack Förlåt)
6. Longing
7. Ungrateful are the Dead
8. RSS
9. The Siren
10. Cooking Brew

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Outras resenhas de Hisingen Blues - Graveyard

906 acessosGraveyard: Datado sem deixar de lado elementos modernos1452 acessosGraveyard: Especialistas em replicar o Heavy Rock clássico

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Graveyard"

WikimetalWikimetal
Os melhores álbuns da última década

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Graveyard"

Axl no AC/DCAxl no AC/DC
O fiasco que se transformou numa surpreendente união

The Voice KidsThe Voice Kids
Até Brian May ficou impressionado com brasileiro

Solos de guitarraSolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME

5000 acessosBateristas: os dez músicos mais loucos de todos os tempos5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19815000 acessosA História Impopular dos Rolling Stones - Livro 1 - Brian Jones5000 acessosDream Theater: Myung não tinha planos de ser baixista4722 acessosTico Santa Cruz: "O rock ficou muito bem comportado"5000 acessosMarilyn Manson: pai surpreende o músico durante sessão de fotos

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online